Tag

SBAIT

News

SBAIT presente no XXVIII Congresso Panamericano de Trauma

De 10 a 14 de novembro, o XXVIII Congresso Panamericano de Trauma reuniu em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia, cirurgiões de diversos países, entre eles, muitos membros da SBAIT, para discutir sobre as últimas tendências mundiais no manejo do trauma.

O evento contou com a presença de 80 convidados internacionais de 19 países e cerca de mil congressistas, entre eles, 33 brasileiros, que participaram intensamente do congresso como palestrantes, em apresentações orais e também como banca avaliadora. A experiência das Ligas do Trauma em Campinas e São Paulo, o Projeto P.A.R.T.Y. Brasil, assim como o trabalho desenvolvido pela SBAIT foram alguns dos temas compartilhados com os participantes do evento durante a programação.

IMG_20151112_094231952

Cirurgiões de diversos países latino-americanos e europeus reúnem-se no XXVIII Congresso Panamericano de Trauma, em Santa Cruz de la Sierra, Bolívia.

No primeiro dia do Congresso, após a sessão de boas vindas, o cirurgião Luis Quiroga, presidente da Sociedade Boliviana de Cirurgia falou sobre o Trauma na Bolívia, que representa uma das principais causas de mortes no país, segundo levantamento divulgado pelo Ministério da Saúde  em 2007, sendo as mulheres em idade reprodutiva as maiores vítimas.

Na sequência, a sessão interativa “Norte vs Sul” e “América vs Europa”, reuniu cirurgiões dessas regiões em uma rica discussão de cases. A programação científica prosseguiu até o dia 14 de novembro em quatro salas simultâneas.

Para o Dr Sandro Scarpelini, presidente da SBAIT, o Congresso Panamericano de Trauma é muito importante, pois é um momento em que a SBAIT reúne-se com todas as outras Sociedades das Américas, trocando experiências e expandindo os contatos internacionais, o que proporciona oportunidades de intercâmbio e estágio para médicos, residentes e estudantes brasileiros em outros países.  “Durante o Congresso, também aproveitamos a reunião de colegas de vários países para discutimos o desenvolvimento de protocolos, sempre com uma grande troca de conhecimento para todos”, reforça Dr Sandro.

IMG_20151112_205707215_TOP

Brasileiros presentes no Congresso

Dr. Gustavo P. Fraga, presidente da SPT, relata que essa foi a primeira vez que o Congresso foi realizado na Bolívia, um país que tem um índice de violência muito alto, muitos óbitos no trânsito e que também precisa organizar um Sistema de Trauma. “A expectativa é que esse congresso ajude os médicos locais a desenvolverem as questões de educação em trauma , tanto na área de graduação, para estudantes de medicina, enfermagem e outras áreas, as questões de residência médica e também auxiliar os cirurgiões que atuam nos hospitais a organizar os sistemas de trauma para ter o melhor atendimento aos doentes vítimas de trauma”, ressalta.

Com realização da Sociedade Panamericana do Trauma (SPT)  e da Sociedade Boliviana do Trauma – capítulo Santa Cruz, o evento reuniu médicos, cirurgiões, ortopedistas, neurocirurgiões, emergencistas, estudantes, profissionais de enfermagem e pré-hospitalar.

O XXIX Congresso Panamericano do Trauma será realizado de 8 a 12 de novembro de 2016, no Brasil, na cidade de Maceió, juntamente com o XII Congresso da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado e XVIII Congresso Brasileiro das Ligas de Trauma (CoLT).

News

SBAIT alerta sobre os riscos de soltar pipa

Além das sérias lesões causadas pelo cerol, muitos outros acidentes estão relacionados a este tipo de brincadeira

Com maior incidência de vento, os meses de julho e agosto são um convite para soltar pipas2pipa. Mas a brincadeira, que ainda seduz crianças, adolescentes e até adultos, oferece muitos perigos, que podem causar sérios acidentes, alguns fatais. Diante desta situação, a SBAIT está fazendo um alerta à população sobre os problemas que podem ser causados por esta brincadeira.

A prática, aparentemente inofensiva, oferece muitos perigos. “Temos registros de queda de crianças em lajes, atropelamentos de pessoas distraídas com a pipa, choques elétricos e lesões causadas pelo uso do cerol. Normalmente, para quem está manuseando a pipa, o cerol causa lesões nas mãos, mas ele pode ser fatal, principalmente quando atinge ciclistas e motociclistas”, explica o coordenador do Comitê de Prevenção da SBAIT, Gustavo Pereira Fraga. Nesses casos, segundo o médico, que também é cirurgião do Trauma da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), as complicações são decorrentes de lesões no pescoço, devido à presença da laringe, traqueia e de vasos sanguíneos importantes.

O diretor da SBAIT Paulo Carreiro, que também é cirurgião do Trauma do Hospital João XIII, de Belo Horizonte, destaca que há poucos estudos sobre as lesões causadas em decorrência de pipa e cerol e afirma que é muito importante que sejam adotadas medidas sócio-educativas mais eficazes, já que esses casos poderiam ser evitados. “Também precisamos de medidas regulatórias contra a venda de linhas industrializadas com o cerol. Temos algumas leis, inclusive que proíbem o uso do cerol, mas a fiscalização ainda é muito precária”, diz. Para amenizar os riscos, ele orienta os motociclistas a usarem a antena cortapipa, que impede que a linha, com cerol, atinja seu corpo.

De acordo com o presidente da SBAIT, Sandro Scarpelini, diretor da Unidade de Urgência e Emergência do Hospital das Clínicas da USP Ribeirão Preto, os números das lesões e mortes causadas pelo uso de pipa – com ou sem cerol – são subnotificados, já que muitos são registrados como lesões comuns, o que impede uma estatística confiável e a implantação de medidas preventivas. “O Trauma, de forma geral, pode ser evitado. E, neste caso das pipas, também. É muito importante que os pais fiquem atentos à brincadeira de seus filhos para garantir tanto a segurança deles quanto a de pessoas que possam ser prejudicadas. Apesar de proibido, o uso do cerol é comum. E cada vez surgem técnicas mais avançadas para aumentar o poder de corte das linhas. Este é um problema muito sério”, reforça.

Por Assessoria Imprensa SBAIT

News

Diretoria da SBAIT se reúne para planejar nova gestão

A primeira reunião da nova diretoria SBAIT  (gestão 2015/2016) foi realizada nesta sexta-feira (15), na sede da SBAIT, em São Paulo (SP) e contou com a presença dos membros da diretoria Sandro Scarpelini, presidente da Sociedade, José Mauro da Silva Rodrigues, vice-presidente,  Tércio de Campos, secretário geral e do coordenador do comitê de prevenção e ex-presidente ( gestão 2013/2014), Gustavo P. Fraga.

Durante a reunião, Fraga explicou o andamento dos projetos e foram traçados novos planos e divisão de tarefas.

IMG-20150515-WA0022 (1)

Membros da diretoria: Tércio de Campos, Sandro Scarpelini, José Mauro Rodrigues, Gustavo P. Fraga , na sede da SBAIT.

 

 

News

SBAIT inaugura galeria de presidentes

galeria presidentes SBAIT
Como uma de suas últimas ações à frente da SBAIT, Dr. Gustavo P. Fraga inaugurou uma galeria de fotos de ex-presidentes da entidade, no dia 24 de abril, durante o Intergastro & Trauma. Ele explicou que a galeria é um antigo sonho do ex-presidente Prof. Dr. Mario Mantovani e que ele ficou muito satisfeito por ter conseguido realizá-lo. Mantovani foi presidente da SBAIT por três gestões: 1999 – 2000, 2001 – 2002 e 2007 – 2008.

Ao todo, oito presidentes já estiveram na liderança da SBAIT desde 1982, são eles:

Prof. Dr. Dario Birolini  – gestão 1982 – 1995

Prof. Dr. Renato Sérgio Poggetti – gestões:  1995 – 1996 / 1997 – 1998

Prof. Dr. Mario Mantovani – gestões: 1999 – 2000 / 2001 – 2002 / 2007 – 2008

Prof. Dr. Domingos André Fernandes Drumond –  gestão 2003 – 2004

Prof. Dr. Izio Kowes – gestão  2005 – 2006

Prof. Dr. Hamilton Petry de Souza –  gestão 2009 – 2010

Prof. Dr. Sizenando Vieira Starling – gestão 2011 – 2012

Prof. Dr. Gustavo Pereira Fraga – gestão 2013 – 2014

A galeria esteve no stand da SBAIT durante todo o evento e a partir de agora ficará exposta em sua sede, localizada à Av. Brigadeiro Luiz Antônio, 278, 6º andar, Bela Vista, em São Paulo.

Todos estão convidados a prestigiá-la.

DSC00922

Dr. Mário Eduardo Mantovani ( representando seu pai – Prof. Dr. Mario Mantovani), Dr Domingos Drumond, Dr Izio Kowes, Dr Hamilton Petry de Souza, Dr Sizenando Starling e Dr. Gustavo P. Fraga, – ex-presidentes SBAIT ao lado da galeria.

 

DSC00924

DSC_0095

Galeria de presidentes no stand da SBAIT durante o Intergastro & Trauma 2015

 

 

News

SBAIT recupera história dos congressos SBAIT e SPT

IMG_20150304_161623539_HDR

Prof. Dr. Gustavo Fraga e Prof. Dario Birolini

Nesta quarta-feira (04), o Prof. Dr. Dario Birolini , professor emérito da Universidade  de São Paulo e primeiro presidente da SBAIT, recebeu Dr Gustavo P. Fraga , atual presidente da Sociedade para contribuir com seu acervo pessoal às pesquisas e resgate da história dos congressos da SBAIT e Sociedade Panamericana do Trauma, recuperando documentos como fotos , programas, croquis de organização e outros documentos arquivados de cada evento, como o I Congresso da SBAIT, realizado em 1995, em Salvador (BA), junto com o Congresso da SPT .

Na sequência, os documentos serão registrados nos sites das respectivas Sociedades:  www.sbait.org.brwww.panamtrauma.org, possibilitando aos sócios e interessados, acessá-los e conhecer a história das Sociedades.

Um fato histórico interessante que o Prof. Dario relatou durante a visita foi a respeito do III Congresso da SPT, que seria realizado em San Juan, Porto Rico em 1989, o qual ficou registrado, mas de fato não ocorreu devido à chegada do Furacão Hugo, que causou vários transtornos aos participantes que já estavam no hotel do evento, entre eles, o Prof. Dário.

News

NÃO à divulgação de imagens e informações de pacientes através de redes sociais

Levando em consideração o crescimento de divulgação de imagens e informações de pacientes através das redes sociais, com casos até de abrangência nacional, como o do ataque do tigre no Paraná e o do atendimento ao jogador Neymar durante a Copa do Mundo, a SBAIT (Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado) informa a seus associados e à sociedade que repudia este tipo de prática. Considera inadmissível que a curiosidade humana se sobreponha à privacidade de pessoas em situações de total vulnerabilidade e que membros da equipe de profissionais saúde, que deveriam zelar por seus pacientes e assegurar sua privacidade, façam e divulguem nas redes sociais qualquer imagem ou informação sem prévia autorização dos envolvidos.

Esta atitude fere o Código de Ética Médica, que, no capítulo IX, prevê que “O médico guardará sigilo e respeito das informações que detenha conhecimento no desempenho de suas funções, com exceção dos casos previstos em lei”. E acrescenta que isso deve ser feito “mesmo que o fato seja de conhecimento público ou o paciente tenha falecido”.

É importante lembrarmos que a relação médico-paciente está totalmente ligada à confiança. Como os profissionais do Trauma atuam em muitos casos que despertam o interesse e a curiosidade da população, é importante redobrar a atenção durante o atendimento para evitar que a privacidade dos pacientes seja violada.

Portanto, a SBAIT orienta a todos os seus associados que, em hipótese alguma, divulguem informações ou imagens de pacientes. Com as redes sociais e as facilidades da Internet, a visualização atinge milhares de pessoas em poucas horas, o que pode causar danos irreparáveis às vítimas. Salientamos, ainda, a importância de orientarem toda a equipe envolvida nos atendimentos, como enfermeiros, técnicos de enfermagem, motoristas, entre outros, sobre as consequências desta prática.

 

Diretoria SBAIT

News

Curso USET ( Ultrassom em Emergência e Trauma) marca o início da 4ª JOCET

uset3

O curso pré-jornada USET reuniu 18 inscritos e representantes dos estados do Paraná, Minas, Tocantins, Ceará e São Paulo

Nesta quinta-feira (31), teve início a 4ª JOCET ( Jornada de Cirurgia de Emergência e Trauma), com o curso pré-jornada USET ( Ultrassom em Emergência e Trauma).

O curso reuniu 18 inscritos e representantes dos estados do Paraná, Minas, Tocantins, Ceará e São Paulo.

uset2

Participantes durante sessão prática

Com Dr. José Cruvinel, Dr. Rodrigo Caselli e Dra. Alessandra Caivano como instrutores, o programa científico abordou os aspectos básicos do ultrassom, transdutores, doppler e duplex, o uso racional do ultrassom em trauma, técnicas especiais para ultrassom em trauma, avaliação ecográfica vascular periférica bem como os novos usos do ultrassom em emergências, finalizando com uma sessão prática, seguida de discussão de casos.

curso uset1

Sessão prática

A 4ªJOCET , evento anual com abrangência nacional promovido pela SBAIT, reúne médicos emergencistas, cirurgiões de diversas áreas e acadêmicos em torno de uma programação científica com discussões e palestras de altíssimo nível e com excelente qualidade. A Jornada também conta ainda com a participação ativa dos Serviços e Escolas que possuem o programa de residência médica em Cirurgia do Trauma.

A Jornada prossegue até sábado (02), com uma ampla programação.

Saiba mais: www.jocet.com.br

.
News

Eleições para diretoria SBAIT 2015/2016 – Composição da comissão eleitoral e convocação para inscrição de chapas

A eleição para a diretoria SBAIT  biênio 2015-2016 ocorrerá durante o XI Congresso da SBAIT e XVI Congresso Brasileiro das Ligas do Trauma (CoLT), que será realizado em
Manaus, AM, de 25 a 27 de setembro próximo.

Portanto, a diretoria da SBAIT informa que aprovou a designação da Comissão Eleitoral para o pleito de 2014, sob a presidência do primeiro, composta pelos seguintes membros:

  • Efetivos: Hamilton Petry de Souza (RS), Domingos A. F. Drumond (MG) e Elcio
    Shiyoiti Hirano (SP)
  • Suplentes: Adonis Nasr (PR) e Rodrigo Vaz de Melo (RJ)

A Comissão Eleitoral terá como função elaborar e divulgar as normas eleitorais,
assim como coordenar todo o processo eleitoral para o próximo pleito com o
objetivo de eleição da nova diretoria da SBAIT.

Conforme consta no Estatuto, as chapas concorrentes, da SBAIT nacional e dos capítulos, compostas com os sócios em pleno gozo de seus direitos estatutários, deverão, para fins de registro, ser entregues à Diretoria da SBAIT no prazo de até 45 (quarenta e cinco) dias antes das eleições.

Para tanto, estabelece-se o período de 1 a 8 de agosto de 2014 para o envio da chapa, que deve ter por escrito a anuência do candidato para a indicação de
seu nome. A chapa concorrente da SBAIT nacional deve ser composta por:
Presidente; 1º e 2º Vice-Presidentes; Secretário Geral; 1º e 2º Secretários; 1º e
2º Tesoureiros. Caso aprovado na Assembleia em Manaus a criação de novos
Comitês da SBAIT, os nomes dos coordenadores devem ser apresentados durante a
Assembleia. A chapa para concorrer em cada Capítulo deve ser composta por
quatro sócios: Diretor, Vice Diretor, Secretário e Tesoureiro.

Mais informações podem ser obtidas via e-mail secretaria@sbait.org.br  ou no fone 11 3188-4558.

Confira as circulares na íntegra:

CIRCULAR 01/2014
COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO ELEITORAL

Circular 02/2014
CONVOCAÇÃO PARA INSCRIÇÃO DE CHAPAS
ELEIÇÕES PARA DIRETORIA 2015-2016

News

SBAIT na mídia | Copa estimulou a formação de rede de médicos no WhatsApp

Um dos legados da Copa do Mundo para o Brasil é uma rede formada no WhatsApp comwhatsapp médicos especializados em acidentes com grande número de vítimas.

São Paulo – Uma rede de médicos especializados em acidentes com grande número de vítimas é um dos legados da Copa para o Brasil. Conectada por Whatsapp, ela vai continuar no ar mesmo após o fim do torneio.

A nova rede é formada por dois grupos no Whatsapp. Um deles reúne 25 médicos que trabalharam na Copa e trocaram fotos e informações sobre o atendimento dos atletas e de torcedores nas imediações dos estádios.

No outro grupo, 48 especialistas ficaram de stand-by para prestarem auxílio em qualquer ocorrência de grande porte que ocorresse durante o evento – o que, felizmente, não aconteceu.

“O WhatsApp é uma ferramenta útil porque permitir que o médico esteja atualizado sobre o que acontece e troque experiência com colegas”, afirmou o médico Gustavo Fraga em entrevista exclusiva para EXAME.com.

Surgimento

Fraga é presidente da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT). De fevereiro a maio, a entidade promoveu um curso à distância sobre atendimento a vítimas após grandes tragédias envolvendo médicos de todas as cidades-sede (com exceção de Belo Horizonte e Cuiabá).

O curso terminou dando origem aos grupos, formados apenas por profissionais filiados à SBAIT. “Depois do curso, médicos interessados no assunto criaram o grupo no WhatsApp para casos que exigissem grande mobilização”, afirmou Fraga.

Durante a Copa, a rede foi acionada em poucas ocasiões – como no último dia 3, quando um viaduto caiu em Belo Horizonte. Segundo Fraga, os membros dos grupos ficaram sabendo do acidente na hora e se prontificaram para ajudar com informações – o que não foi necessário devido ao número mínimo de acidentados.

Neymar

Outro momento de intensa troca de mensagens na rede foi durante o jogo entre Brasil e Colômbia, quando o jogador Neymar fraturou a coluna.

Naquela ocasião, as discussões foram além da questão do atendimento – já que uma enfermeira do hospital que recebeu o atleta filmou sua chegada e compartilhou com um grupo de amigos no Whatsapp, o que terminou resultando na sua demissão.

“Nosso grupo é regido pelos mesmos princípios éticos que a nossa profissão e isso inclui o compromisso de não divulgar as informações que circulam por ali. Trauma também é doença e as pessoas precisam entender isso”, afirma Fraga.

No próximo dia 30, integrantes da SBAIT vão se reunir para fazer um balanço sobre a nova iniciativa. Mas já está certo que ela será mantida daqui para frente. “Foi uma experiência muito boa. A grande vantagem do Whatsapp é que a informação chega muito mais rapidamente”, afirmou Fraga.

Confira link da notícia:

Portal Exame , 16/07/2014 – Copa estimulou a formação de rede de médicos no WhatsApp

News

Saúde na Copa: No Ceará, maioria dos pacientes são casos de baixo risco

DSC07452

Posto Médico Avançado (PMA) da Arena Castelão, Fortaleza (CE)

A Secretaria de Saúde do Ceará divulgou nesta quinta-feira (26) um balanço dos atendimentos durante os jogos da Copa do Mundo 2014.

O diretor da SBAIT,  Daniel Souza Lima, é um dos médicos que tem atuado no PMA da Arena Castelão, em Fortaleza.

Segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), a estrutura de saúde foi reforçada para prestar assistência durante a realização de eventos relacionados à Copa do Mundo da FIFA. Até a última terça-feira (24), dia do jogo entre Grécia e Costa do Marfim, na Arena Castelão, 1.249 atendimentos foram realizados nos 20 hospitais e unidades da capital cearense.  Os três Postos Médicos Avançados (PMAs) instalados no entorno da Arena e no Aterro da Praia de Iracema fizeram juntos 44,19% dos atendimentos, com total de 552 procedimentos. O maior número de atendimentos foi dentro da Arena Castelão, no total de 423.

Sob a coordenação do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS), órgãos e profissionais de saúde da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e a Secretaria de Saúde de Fortaleza trabalham de forma conjunta na prevenção de riscos e doenças e na prestação de serviços de recuperação da saúde em ocorrências relacionadas aos eventos da Copa. Com ações nas áreas de vigilância, assistência e promoção, o Plano Operativo da Saúde especifica as providências para o enfrentamento das doenças transmissíveis, acidentes com múltiplas vítimas, acidentes com produtos químicos, biológicos, radiológicos, nucleares e explosivas (QBRNE), emergências epidemiológicas e desastres. O plano reforça a integração das ações e serviços de saúde.

Durante o mundial de futebol, as equipes de vigilância e assistência atuam no monitoramento de situações na Arena Castelão e entorno, nos centros de treinamento das seleções nacionais, nos PMAs e outras unidades de saúde, bares, restaurantes, rede hoteleira, rede assistencial, SAMU 192, portos, aeroportos e fronteiras, Fan Fest e outras áreas de concentração de torcedores. O CIOCS funciona plenamente nos dias de jogos na Arena Castelão, no total de seis, durante os 25 dias de Fan Fest no Aterro da Praia de Iracema e, em dias que não houver jogo nem Fan Fest, funcionará em regime de plantão. Com a utilização de tablets, é feita a coleta de dados em tempo real, em 18 unidades de saúde, para a transmissão das informações de atendimentos exclusivamente relacionados à Copa, que subsidiam as ações de vigilância à saúde.

Saiba em detalhes:

Portal Governo do Estado do Ceará , 26/06/14

 

 

Fechar