Tag

Salvando Vidas

Salvando Vidas

“Salvando Vidas” divulga programação 2021

Lançado em 2015, o Programa Salvando Vidas , uma iniciativa do Comitê Brasileiro de Ligas de Trauma (CoBraLT) e SBAIT, visa levar oportunidades de treinamento e conscientização ao público leigo, promovendo uma adequada capacitação em primeiros socorros, com a parceria local das Ligas Acadêmicas de Cirurgia, Trauma e Emergência de todo o país, contribuindo para a prevenção das situações fatais relacionados à área de urgência, emergência e trauma no Brasil.

Mais de 100 Ligas acadêmicas de todo o país já participaram das ações do programa Salvando Vidas nos últimos anos, alcançando um público de mais de 150 mil pessoas de forma presencial e online.

O Programa Salvando Vidas (CoBraLT/SBAIT), Ciclo 2021, terá duração de 9 meses, abordando, a cada mês, um tema para orientação de prevenção à população, conforme programação abaixo:

Março : Engasgo
Abril: Ferimentos
Maio: Maio Amarelo
Junho: Queimaduras
Julho: Prevenção ao Trauma Infantil
Agosto: Intoxicações e Convulsões
Setembro: Reanimação Cardiopulmonar, Prevenção em casa e Setembro Amarelo.
Outubro: Acidentes com animais peçonhentos
Novembro: Salvamento Aquático, Prevenção a acidentes por raios
Dezembro: Dicas de Prevenção CoBraLT

Para saber mais sobre o programa, ou como cadastrar sua Liga para participar, entrar em contato com o CoBraLT pelo email cobralt@sbait.org.br

Salvando Vidas

“Convulsões” e “Intoxicações” são os temas do Programa Salvando Vidas de agosto

O Programa Salvando Vidas  trabalha durante o mês de agosto com orientações sobre dois temas:  “Convulsões” e “Intoxicações”.

Ambos os temas são trabalhados de forma online pelas Ligas de Trauma nas redes sociais. O tema Convulsões traz orientações sobre como identificar uma convulsão, como diferenciá-la de uma convulsão febril em crianças, quais são as causas, sintomas e como agir durante e após uma ocorrência de convulsão.

Já o tema Intoxicações aborda orientações sobre os tipos de intoxicações ( medicamentos e agrotóxicos ) e orientações de condutas em contaminações

O Programa Salvando Vidas é uma realização do Comitê Brasileiro de Ligas de Trauma ( CoBraLT) e SBAIT.

Para saber mais, acesse: http://cobralt.com.br/

Acompanhe o CoBraLT nas redes sociais:

https://www.instagram.com/cobralt.sbait/
https://www.facebook.com/CoBraLT?fref=ts

 

 

 

 

Salvando Vidas

“Prevenção ao Trauma Infantil” é o tema do Programa Salvando Vidas em julho

O Programa Salvando Vidas, uma iniciativa do Comitê Brasileiro de Ligas de Trauma ( CoBraLT) e SBAIT, traz, na programação do mês de julho, orientações sobre prevenção e cuidados ao trauma infantil.

O trauma infantil ocorre em crianças de até 12 anos de idade incompletos e pode englobar as perturbações causadas subitamente por um agente
físico, de etiologia, natureza e extensão muito variada, podendo acontecer em diferentes partes do corpo (COBRALT, 2020).

No mundo, 1 milhão de crianças morrem por causas traumáticas anualmente. Já no Brasil de acordo com o Ministério da Saúde (2018), cerca de 3,6 mil crianças brasileiras morrem por ano vítimas de “acidentes” e em média 111 mil são hospitalizadas na rede pública de saúde.

Segundo A ONG Criança Segura (2017), parceira SBAIT,  os “acidentes” que mais tiram vidas de crianças e adolescentes de zero a 14 anos são
os eventos relacionados ao trânsito, em seguida estão os afogamentos e a sufocação. Os eventos relacionados ao trânsito representam 32,5%
das mortes, 26,1% são os afogamentos e a sufocação representa 21,2%, o restante de 20,2% representam outras causas variadas.

Estudos afirmam que 90% dos traumas “não são acidentes” e desta forma podem ser evitados com medidas simples de PREVENÇÃO, como não deixar produtos tóxicos ou inflamáveis ao alcance das crianças, não as deixar sem supervisão, protegê-las adequadamente quando forem passageiras de algum veículo, entre outras ações.

A Campanha “Prevenção ao Trauma Infantil” traz em suas peças, divulgadas pelas Ligas de Trauma de todas as regiões do país, informações sobre:

  • Proteção das crianças no trânsito ( Carro)
  • Proteção das crianças no uso de skate, bicicleta e patins
  • Prevenção de afogamentos
  • Prevenção de sufocação no momento de comer, dormir, brincar , em casa, ou no carro

Para saber mais sobre o Programa , acesse o site do COBRALT: http://cobralt.com.br/

Abaixo, algumas artes da Campanha divulgadas nas redes sociais pelas Ligas de Trauma em julho.

 

Salvando Vidas

“Queimaduras” é tema do Programa Salvando Vidas em junho

“No Brasil, as queimaduras representam um grande agravo à saúde pública. Algumas pesquisas apontam que a maior parte ocorre nas residências das vítimas e quase a metade das ocorrências envolve a participação de menores de idade. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 320 mil crianças morrem anualmente por queimaduras. Segundo o Ministério da Saúde (MS), em 2018, 20.605 crianças com idade de zero a 14 anos foram hospitalizadas por esse motivo. Em 2017, 217 crianças dessa faixa etária morreram após queimaduras e, desse total, 81 tinham entre um e quatro anos de idade. Estes casos, de acordo com o MS, são principalmente decorrentes de escaldamentos (manipulação de líquidos quentes, como água fervente) e situações de violência doméstica”. Essas e outras informações fazem parte dos materiais de orientação divulgados durante o Programa Salvando Vidas do mês de junho, que aborda o tema “Queimaduras”

As Ligas de Trauma de diversas regiões do país disseminaram por meio de ações online, orientações de prevenção e cuidados com esse tipo de ocorrência. Os materiais da campanha trazem informações sobre os tipos de queimaduras ( 1º, 2º e 3º graus), além da regra dos 9, como evitar as queimaduras  e como realizar os primeiros atendimentos em vítimas de queimaduras. Também são usados como orientação à população vídeo realizado pela Liga do Trauma da Unicamp, em associação com o CoBraLT e a SBAIT e atividade interativa , como quiz.

O Programa Salvando Vidas é uma iniciativa do Comitê Brasileiro de Ligas de Trauma (CoBraLT), em parceria com  SBAIT. Saiba mais em: http://cobralt.com.br/

 

Salvando Vidas

Programa Salvando Vidas: “Prevenção em casa” é o tema de maio

O Programa Salvando Vidas, uma iniciativa do Comitê Brasileiro de Ligas de Trauma (CoBraLT), e SBAIT junto às Ligas de Trauma trabalhará durante o mês de maio com o tema “Prevenção em casa”, reforçando o alerta e cuidados durante a quarentena.

Um dos cuidados é em relação ao álcool em gel. Hoje ele é um grande aliado no combate ao COVID-19, porém trata-se de um produto inflamável , o que requer atenção no seu uso e armazenamento.

A campanha online, realizada pelas Ligas do Trauma pelas redes sociais,  alerta sobre o perigo do álcool em gel e orienta sobre algumas dicas para o seu uso de maneira segura, chamando atenção de todos para potenciais acidentes que podem ser evitados e SALVAR VIDAS!

Confira as imagens da campanha:

CoBraLT, Salvando Vidas

Programa Salvando Vidas 2020 é divulgado pelo CoBraLT

O Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma (CoBraLT) divulga o Programa Oficial – Salvando Vidas 2020.

Idealizado pela Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT) e pelo Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma
(CoBraLT) em 2015, o Programa Salvando Vidas (CoBraLT/SBAIT) consiste em um projeto social, gratuito e sem fins lucrativos, que é realizado em
diferentes cidades brasileiras com sua execução local sob responsabilidade das Ligas Acadêmicas de Cirurgia, Trauma e Emergência
e/ou projetos similares filiados ao CoBraLT.

O Programa Salvando Vidas (CoBraLT/SBAIT) visa ensinar e conscientizar o público leigo em geral sobre os primeiros socorros utilizados em
situações comuns de urgência e emergência presenciadas no dia a dia, contribuindo para a prevenção das situações fatais relacionados à área
de urgência, emergência e trauma no Brasil.

Os temas fixos abordados pelo programa no ciclo 2020 serão: Engasgo; Reanimação Cardiopulmonar; Dicas de Prevenção CoBraLT; Maio Amarelo; Queimaduras; Ferimentos; Afogamento; Prevenção ao Trauma Infantil; Acidentes com Animais Peçonhentos; Prevenção de Lesões por Raios; Intoxicações; Setembro Amarelo e Convulsões.

Também é objetivo do Programa Salvando Vidas (CoBraLT/SBAIT)  integrar e incentivar as diferentes iniciativas/projetos/ações de extensão relacionados à prevenção e primeiros socorros desenvolvidos pelas Ligas Acadêmicas de Cirurgia, Trauma e Emergência e/ou projetos similares em todo o Brasil, e, consequentemente, que visem ensinar e conscientizar o público leigo em geral. Desta forma, os apoiadores locais podem unir iniciativas locais ao Programa Salvando Vidas (CoBraLT/SBAIT) e desta forma potencializar as chances de treinamento e capacitação da sociedade leiga.

O Programa Salvando Vidas (CoBraLT/SBAIT), em seu primeiro ciclo (2015/2016), alcançou mais de 50 mil pessoas via virtual e presencial. No ciclo de 2016/2017, o sucesso se repetiu, com 45 mil pessoas envolvidas, sendo, aproximadamente, 40 mil via publicações na página do Facebook, e-mail e notícias nos sites das instituições, e aproximadamente 5 mil presencialmente. No ciclo 2018/2019, mais de 100 ligas acadêmicas espalhadas pelo Brasil e América Latina realizaram as atividades do Salvando Vidas, com alcance aproximado de 150 mil pessoas.

Para aderir ao programa basta que a instituição de interesse local esteja filiada ao CoBraLT no ano de 2020. Para fazer a filiação basta acessar o endereço eletrônico http://cobralt.com.br/associe-se/ e seguir o passo a passo.  Todas as ligas filiadas receberão os materiais do Salvando Vidas mensalmente.

 

*Imagem em destaque: Ação do Programa Salvando Vidas – RCP, em Campinas/SP 

CoBraLT, Prevenção, Salvando Vidas

Vamos aproveitar o mês das Festas Juninas – Salvando Vidas edição Queimaduras.

Junho é o mês de prevenção à queimaduras. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, queimaduras são a quarta maior causa de morte entre as crianças, devido à falta de noção do risco e das sequelas causadas por esse trauma. De acordo com a SBAIT – Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado – a maior parte (62,1%) das ocorrências relacionadas à queimadura ocorre dentro do ambiente doméstico e através de cuidados simples, pode-se evitar a maior parte dessas ocorrências.

Como prevenção é o caminho mais seguro e menos custoso, a Liga do Trauma da Unicamp juntamente com os Bolsistas SAE – Unicamp organizaram uma campanha do Salvando Vidas para conscientizar a comunidade acerca das formas de se evitar e dos riscos de traumas causados por queimaduras.

Para atingir esse propósito, estamos lançando um vídeo que será divulgado via mídias sociais e confeccionado folders contendo dicas de prevenção e cuidados no manuseio da vítima que serão entregues à comunidade. A campanha tem por objetivo levar instruções simples que ao serem adotadas, auxiliam a evitar esses traumas e esclarecer e impedir a propagação de mitos de utilização de substâncias caseiras como borra de café e pasta de dente, muito comumente aplicados em queimaduras.

Ajude a divulgar mais esta campanha de prevenção!

 

Confira também:

Guia SBAIT de prevenção de queimaduras

Vídeo “Prevenção de Queimaduras” 

 

Ana Paula Rios

Gustavo Santos

Isaque Pires

Lucas Militão

Orientador: Dr Thiago Calderan

CoBraLT, Salvando Vidas

Ação do Salvando Vidas – RCP é realizada em Campinas /SP

Ocorreu nesta quarta-feira, 16/05, das 9h às 16h , no largo do Rosário, em Campinas, a ação “Salvando Vidas – RCP”, orientando a população sobre como agir em uma situação de Parada Cardiorrespiratória, com demonstração de técnicas de Reanimação Cardio-Pulmonar para leigos. No mesmo local também ocorreu um “Pit Stop” com orientações para pedestres e motociclistas, uma ação do Movimento Maio Amarelo em Campinas.

O Coordenador da Campanha Maio Amarelo em Campinas, Dr. Thiago Rodrigues A. Calderan, membro SBAIT, fala da importância da Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC) entrar neste ano para a campanha como uma das organizadoras da ação junto com a Disciplina de Cirurgia do Trauma da UNICAMP e da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (EMDEC). Orientações para procedimentos de primeiros socorros, segundo o médico, são fundamentais para salvar vidas.

População aprendeu técnicas de RCP durante o evento

“A população não tem conhecimento de manobras e procedimentos simples que podem ser eficazes no atendimento inicial de uma vítima. O reconhecimento de uma emergência está ao alcance de todas as pessoas independente da formação. Um leigo consegue perceber uma situação que necessita de socorro imediato, de forma segura, solicitando os melhores recursos para promover ajuda adicional”, reforçou Dr Thiago.

O médico, que é Cirurgião do Trauma, explica que muitas vítimas poderiam sobreviver se houvesse um socorro adequado prestado pelos leigos e também na solicitação do recurso adicional adequado; por exemplo como chamar pelo 192. Apesar de um número de fácil memorização, muita gente não aciona quando necessário no momento de um socorro. Ou ainda buscar o DEA (desfibrilador externo automático) que deveria estar à disposição em locais de grande fluxo de pessoas.

O evento contou com o apoio do Instituto Terzius, SBAIT, CoBRALT e Ligas do Trauma de Campinas e teve grande repercussão na mídia. Confira:

Campanha realiza ação para ensinar a socorrer vítimas de acidente de trânsito ( VTV, 16/05/18)

Ação do Maio Amarelo ensina a pedestres como socorrer acidentados ( CBN Campinas, 16/05/18)

 

Saiba mais:

COMO IDENTIFICAR UMA VÍTIMA DE PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA

A vítima que encontra-se em situação de parada cardiorrespiratória está inconsciente, não respira (não tendo movimentação do tórax) e se for possível avaliar, não possui pulso (batimento cardíaco)

DICAS PARA SALVAMENTO

– Primeira dica é ver se o ambiente encontra-se seguro para promover o atendimento à vítima.

– Segundo passo é solicitar ajuda adicional para alguém ligar para 192 e buscar o DEA (desfibrilador externo automático).

– Terceiro passo é reconhecer a parada cardiorrespiratória e promover as manobras de reanimação de forma efetiva e adequada.

 

Confira outras imagens do evento:

Campanhas

Salvando Vidas na Unicamp – Prevenção de Queda nos Idosos

Em 2010, existiam 39 idosos para cada grupo de 100 jovens e a previsão de 2040 é que seja 153 idosos para cada 100 jovens. Com o aumento da expectativa de vida, nossa população geral envelhece. E com o aumento do número de idosos, nossa atenção à saúde deste grupo etário precisa ser repensada, pois o quadro epidemiológico, as incapacidades e sequelas da senilidade requerem um sistema de organização de saúde contínuo e multidisciplinar.

A queda em idoso é um evento comum e que traz graves consequências ao idoso. Mesmo não sendo uma consequência direta do envelhecimento, pode indicar o início de fragilidade ou doença aguda. Além dos agravos a saúde particular do idoso, a queda pode significar o aumento da dependência e a institucionalização, custos sociais, econômicos e psicológico à família e cuidadores. A estimativa é de uma queda para cada quatro pessoas com mais de 65 anos; e a cada um de vinte que sofreram a queda precisa de internação por conta da fratura. Quanto maior a idade, maior a prevalência: 40% dos idosos com 80 anos ou mais caem a cada ano. Nas instituições de longa permanência e casas de repouso, o número aumenta para 50%.

Diante deste cenário, o melhor caminho é a prevenção, mesmo não sendo o caminho mais fácil. Isto, porque a prevenção a queda dos idosos depende de várias ações conjuntas. Por isso, a Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT) lançou a Campanha de Prevenção de Queda nos Idosos durante o mês de outubro para celebrar o dia internacional do idoso, 1º de outubro, com instrução e prevenção e o Comitê Brasileiro de Ligas do Trauma (CoBRALT) difundiu para as Ligas de Trauma do país através do tema de edição do Salvando Vidas do referido mês.

Em contribuição a campanha, a Liga do Trauma da Unicamp impactou o campus da Universidade e a cidade de Campinas através das redes sociais e da distribuição de 2500 flyers com o conteúdo sobre prevenção, envio de mais de 700 e-mails, mais de 25 cartazes fixados nos Centros de Saúde de todas as regiões de Campinas e nos locais públicos do Hospital de Clínicas da Unicamp.

Durante a abordagem das pessoas nas ruas, dos profissionais de saúde parceiros da causa e até mesmo nas redes sociais foram abordados dicas de prevenção e distribuídos material com mais informações. Através destas ações acreditamos que a consciência da prevenção pode ser melhor difundida e assim podemos dar atenção a esta questão de saúde pública tão importante.

Lembre-se: a cada 1 segundo, um idoso sofre uma queda no Brasil. Que tal você investir os seus próximos segundos compartilhando essas informações com um outro alguém? Vamos juntos trabalhar pela prevenção dos idosos do hoje e dos idosos do amanhã.

News

“Intoxicações” é o tema do Programa Salvando Vidas em julho

Em julho, o Programa Salvando Vidas – CoBraLT/SBAIT  está trabalhando com o tema “Intoxicações”. O programa é realizado por membros das Ligas de Trauma de diversas regiões do país.

A Revista Emergência é parceira do Programa Salvando Vidas e fornece orientações e dicas referentes ao tema para serem divulgadas pelo Programa nas redes sociais e ações locais.

O programa Salvando Vidas já trabalhou em  2017 com dicas de emergência, tratando sobre os temas “Dicas de Atendimento Pré-Hospitalar” (janeiro), “Queimaduras” (fevereiro), “Ferimentos”, em março, Afogamentos (abril) , ” Acidentes com animais peçonhentos” em maio e “prevenção de lesões por raios” em junho.

Saiba mais: http://www.cobralt.com.br

Confira as orientações do tema de julho:

Orientações da Revista Emergência – Intoxicações

 

Fechar