Tag

Registro de Trauma

Projetos

Projeto Recomeço é um dos temas abordados durante encontro em São José dos Campos.

No dia 16 de dezembro, representantes da SBAIT estiveram reunidos no Hospital Municipal José de Carvalho Florence (HMJCF), em São José dos Campos/SP para tratar de dois assuntos:  Primeiramente, a enfermeira Vanessa de Lima Ribeiro, responsável pela linha de cuidado ao trauma no HMJCF apresentou o trabalho desenvolvido, como o Hospital tem realizado os registros dos casos de trauma, como tem promovido a agilidade no atendimento e também sobre a implantação da metodologia LEAN nas urgências.

Outro tema abordado no encontro foi o Projeto Recomeço, um projeto do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV), em parceria com a SBAIT, que trata sobre a reinserção de traumatizados com sequelas na sociedade e deve ser implantado como piloto no município de São José dos Campos.

José Aurélio Ramalho, diretor-presidente do ONSV na apresentação do Projeto Recomeço

O projeto Recomeço tem o objetivo de potencializar a indenização às vítimas de acidentes, oferecendo, além do recurso financeiro, a atenção, o acolhimento e a assistência à vítima e seus familiares, uma vez que a maioria pouco ou nada tem de informação e suporte nesses casos. De posse da identificação das vítimas indenizadas pelo seguro DPVAT (endereço, qualificação, tipo de sequela, etc) as mesmas são georreferenciadas e convidadas/direcionadas às entidades de reabilitação física, profissional, esportiva para, na sequência, serem ofertadas através de georreferenciamento para empresas interessadas na contratação de profissionais PCD ( pessoa com deficiência) .  Veja abaixo:

 

Informações e imagens Projeto Recomeço: ONSV

 

Participaram do encontro, Dr José Mauro S Rodrigues, ex-presidente e membro honorário da SBAIT,  José Aurélio Ramalho, diretor-presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária – ONSV, enfermeira Nelsina Benedita do Carmo, Dr Gustavo P Fraga, coordenador do Comitê de Educação SBAIT, Dr Marco Antonio da Silva, diretor Clínico do HMJCF e  Dr Danilo Stanzani Jr, coordenador do comitê de prevenção SBAIT.  ( Imagem em Destaque) 

 

Crédito imagens: SBAIT

News

SBAIT esteve representada em Workshop sobre Registro de Trauma

Paulo Carreiro ( SBAIT-MG), com os representantes dos países Colômbia, Argentina, Equador, Honduras, El Salvador, Nicarágua, Estados Unidos, Guatemala durante o workshop.

O coordenador do Comitê de Qualidade e Registro de Trauma da SBAIT, Dr. Paulo Carreiro (SBAIT-MG), representou o Brasil durante o Workshop “TRAUMA AND ACUTE CARE SURGERY INFORMATICS”, realizado nos dias 23 e 24 de fevereiro em Cartagena ( Colômbia),  apresentando a experiência do ” Registro de Trauma em Belo Horizonte”.

Segundo ele, foi um evento muito produtivo, com representantes de Brasil, Colômbia, Argentina, Equador, Honduras, El Salvador, Nicarágua, Estados Unidos, Guatemala e que abordou as experiências de implantação do Registro de Trauma em países da América Latina e América do Sul , além de favorecer a oportunidade de discussões sobre o tema.

News

Registro de Trauma é tema de Workshop Internacional

Será realizado nos dias 23 e 24 de fevereiro em Cartagena ( Colômbia),  o Workshop  “TRAUMA AND ACUTE CARE SURGERY INFORMATICS”, reunindo profissionais da Colômbia, Guatemala, Paraguay, El Salvador, Argentina, Honduras, Brasil, Nicarágua, Equador, Estados Unidos  e Canadá, interessados em discutir as questões da implantação do registro de trauma.

A programação abordará as experiências de implantação do Registro de Trauma em países da América Latina e América do Sul , além de favorecer a oportunidade de discussões sobre o tema.

O associado SBAIT, Paulo Carreiro representará o Brasil durante o evento, falando sobre a experiência do ” Registro de Trauma em Belo Horizonte” .

Confira a programação:

imagem1

News

Registro de Trauma revela que ocorrências de trânsito causam um terço das internações por trauma em Buenos Aires.

transito-y-transporte-2228780w640

O mapa mostra os locais onde os pacientes feridos são auxiliados: automóvel (rosa), ciclismo (verde), motociclistas (azul) e pedestres (violeta). Foto: Cortesia Trauma Foundation

Dados do Sistema de Trauma  revelam que um terço das internações hospitalares e 75% das assistências por ambulâncias nas ruas em Buenos Aires são causadas por ocorrências do trânsito. Outras causas incluem quedas, agressões e afogamentos.

O sistema possui mais de 38.000 registros de pacientes tratados por trauma na província de Buenos Aires e está sendo construído há seis anos pela Fundación Trauma, com uma incorporação progressiva dos hospitais para formar a rede atual de 10 centros e sistema de emergência de Buenos Aires. Os números se traduzem em cerca de 900 internações por trimestre apenas na rede de hospitais públicos que trabalham com a entidade. Eles são, em todos os casos, evitáveis.

A maioria dos lesionados em estradas públicas (55%) são motociclistas, seguidos pelos motoristas (26%), os peões (8%) e os ciclistas (6%).

Os acidentes com motos são mais comuns entre os 16 e 34 anos. 80% dos motociclistas não usam capacetes, expondo assim a vantagem para lesões mais graves e reforça sete vezes o risco de morrer.

Saiba detalhes:

Los “accidentes” de tránsito causan un tercio de las internaciones por trauma , La Nacion, 30 de junho de 2016

 

Fechar