Tag

Imprensa

News

Trauma deixa 93,9 mil pessoas feridas por mês no 1º semestre de 2017

Mais de 90% dos casos poderiam ser evitados com prevenção

O Trauma foi responsável por 563.774 feridos internados de janeiro a junho deste ano. Para atender a todos esses pacientes, o SUS (Sistema Único de Saúde) desembolsou R$ 703 milhões. O levantamento, feito pela SBAIT (Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado) e baseado em informações do DataSUS, demonstram a vulnerabilidade de um País que abriga 13 das 50 cidades mais violentas do mundo
e que possui poucos estudos para definir políticas públicas eficientes. No mesmo período do ano passado, foram 559.697 internações. O aumento foi de 0,75%.

“São números realmente alarmantes. Os registros mostram o quanto caminhamos devagar nesse setor”, afirma o presidente da SBAIT, José Mauro da Silva Rodrigues. “Vivemos uma situação de guerra não declarada. É uma epidemia desta doença no País. O mais triste é que praticamente todas as ocorrências de Trauma poderiam ser evitadas”, completa.
Do total de internações de Trauma, 101.785 foram causadas por alguma ocorrência envolvendo meios de transporte, o que resultou em um gasto de R$ 141,5 milhões no SUS .

“Se considerarmos que, na maioria das vezes, uma ocorrência de trânsito está relacionada a falhas nos veículos, que poderiam ser evitadas com manutenção, falhas nas vias públicas, que poderiam ser evitadas com sinalização adequada e vias seguras, ou imprudência, como desrespeito às regras de trânsito, uso de celular ao volante, etc., esta situação poderia
ser bem diferente apenas com prevenção.”, explica Rodrigues.

Para ele, muitos fatores pioram essas estatísticas. “A deficiência do transporte público faz do automóvel uma necessidade, incentiva-se o uso de motocicleta para o trabalho, as propagandas de bebidas alcoólicas são livres e voltadas para jovens. Tudo isso agrava a situação”, reforça. “Para piorar, não temos registros de trauma nos hospitais brasileiros, o que inviabiliza estudos de prevalência. Em países desenvolvidos, o registro de trauma é fundamental para gerar políticas públicas”, compara.

Trauma é todo atendimento médico decorrente de lesões provocadas por causas externas, como ocorrências de trânsito, violência, quedas e outros tipos de acidentes. A SBAIT é uma entidade que reúne cirurgiões do Trauma de todo o País e desenvolve vários trabalhos de prevenção.

Informações à imprensa:
Capovilla Comunicação
Patrícia Capovilla
(19) 99284-1970

News

SBAIT alerta sobre os riscos de soltar pipa

Além das sérias lesões causadas pelo cerol, muitos outros acidentes estão relacionados a este tipo de brincadeira

Com maior incidência de vento, os meses de julho e agosto são um convite para soltar pipas2pipa. Mas a brincadeira, que ainda seduz crianças, adolescentes e até adultos, oferece muitos perigos, que podem causar sérios acidentes, alguns fatais. Diante desta situação, a SBAIT está fazendo um alerta à população sobre os problemas que podem ser causados por esta brincadeira.

A prática, aparentemente inofensiva, oferece muitos perigos. “Temos registros de queda de crianças em lajes, atropelamentos de pessoas distraídas com a pipa, choques elétricos e lesões causadas pelo uso do cerol. Normalmente, para quem está manuseando a pipa, o cerol causa lesões nas mãos, mas ele pode ser fatal, principalmente quando atinge ciclistas e motociclistas”, explica o coordenador do Comitê de Prevenção da SBAIT, Gustavo Pereira Fraga. Nesses casos, segundo o médico, que também é cirurgião do Trauma da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), as complicações são decorrentes de lesões no pescoço, devido à presença da laringe, traqueia e de vasos sanguíneos importantes.

O diretor da SBAIT Paulo Carreiro, que também é cirurgião do Trauma do Hospital João XIII, de Belo Horizonte, destaca que há poucos estudos sobre as lesões causadas em decorrência de pipa e cerol e afirma que é muito importante que sejam adotadas medidas sócio-educativas mais eficazes, já que esses casos poderiam ser evitados. “Também precisamos de medidas regulatórias contra a venda de linhas industrializadas com o cerol. Temos algumas leis, inclusive que proíbem o uso do cerol, mas a fiscalização ainda é muito precária”, diz. Para amenizar os riscos, ele orienta os motociclistas a usarem a antena cortapipa, que impede que a linha, com cerol, atinja seu corpo.

De acordo com o presidente da SBAIT, Sandro Scarpelini, diretor da Unidade de Urgência e Emergência do Hospital das Clínicas da USP Ribeirão Preto, os números das lesões e mortes causadas pelo uso de pipa – com ou sem cerol – são subnotificados, já que muitos são registrados como lesões comuns, o que impede uma estatística confiável e a implantação de medidas preventivas. “O Trauma, de forma geral, pode ser evitado. E, neste caso das pipas, também. É muito importante que os pais fiquem atentos à brincadeira de seus filhos para garantir tanto a segurança deles quanto a de pessoas que possam ser prejudicadas. Apesar de proibido, o uso do cerol é comum. E cada vez surgem técnicas mais avançadas para aumentar o poder de corte das linhas. Este é um problema muito sério”, reforça.

Por Assessoria Imprensa SBAIT

News

“Traumas na Face” – tema do programa Bem Estar, com participação da SBAIT

trauma face“Traumas na face” foi o tema do programa Bem Estar dessa segunda-feira (16), que contou com o presidente da SBAIT, Dr Gustavo Fraga entre os médicos convidados para abordar o assunto.

Segundo dados, cerca de 30 mil brasileiros sofrem traumas na face todo ano e as causas podem ser as mais diversas, como quedas, brigas ou até mesmo acidentes durante a prática de esportes ou no trânsito.

Durante o programa, os convidados explicaram os diferentes traumas que podem ocorrer na face, de menor a maior complexidade e como devem ser tratados, desde o primeiro atendimento até a cirurgia, como pode ser indicado em alguns casos.

Dr Gustavo ressaltou que os traumatismos de face são bastante frequentes e variam conforme a faixa etária: Em crianças e idosos as quedas são mais comuns. Já na população jovem, os eventos no trânsito, a violência interpessoal e acidentes durante a prática de esportes estão entre as causas mais frequentes.  A energia empregada no momento do trauma pode definir a gravidade da lesão, comprometendo, além dos ossos da face, também outras estruturas, como o cérebro e a coluna cervical. 

70% dos acidentes de automóvel causam trauma na face. Dessa forma, a grande mensagem do programa foi, sem dúvida a prevenção, especialmente no trânsito, com o uso correto do cinto de segurança e do capacete, no caso dos motociclistas. 

Confira o vídeo do programa e também o chat em que os médicos convidados esclareceram dúvidas do público.

 

Uncategorized

Participação SBAIT no programa Bem Estar, comentando ao vivo, sobre o desabamento em SP.

sobe-para-sete-o-numero-de-mortos-em-desabamento-em-sao-paulo_1Dia 27 de agosto de 2013. Uma manhã gelada em São Paulo, Dr Gustavo Fraga , presidente da SBAIT, chegava aos estúdios da Rede Globo em SP como convidado do Programa Bem Estar, cujo tema seria prevenção de acidentes dentro e fora de casa, como evitar e agir em situações de tombos, quedas e queimaduras.

Porém, um incidente mudou a programação prevista – o desabamento ocorrido na zona Mulher foi a quarta pessoa a ser resgatadaleste de SP, na manhã desta 3a feira, surpreendeu a todos. Dessa forma, com link ao vivo direto do acidente, os Drs Convidados do programa comentaram o resgate , o atendimento inicial às vítimas, e todo o processo pré-hospitalar indicado para essa situação. Cerca de 35 pessoas trabalhavam na construção do prédio no momento do desabamento.

Até a manhã da 4a feira(28/8), os números dessa tragédia apontavam 8 mortos e 26 pessoas resgatadas com vida, sendo duas em estado grave, que foram levadas ao Hospital Santa Marcelina ( SP), pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Os bombeiros ainda procuravam por duas vítimas desaparecidas.

Confira o programa, acessando o link abaixo:

Médicos comentam resgate e falam de riscos em caso de desabamento.

Fechar