Tag

Prêmios

Prêmios

Artigo científico em Cirurgia do Trauma recebe o prêmio “Oscar Alves”, do CBC

O artigo científico Fatores Associados à Variação da CK total em Pacientes Vítimas de Trauma, Submetidos à “Onda Vermelha” com Evolução à Rabdomiólise, do autor Mario Pastore Neto, membro SBAIT e coautores Rafael Valério Gonçalves, Carla Jorge Machado e Vivian Resende, foi homenageado pelo Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC) em 26 de julho, com o prêmio Oscar Alves, dedicado ao melhor artigo científico publicado em sua revista no ano de 2018.

O prêmio foi entregue na cerimônia solene comemorativa do nonagésimo aniversário do CBC e premia a originalidade, metodologia científica, relevância para a sociedade, ensino e desenvolvimento da cirurgia.

Este Trabalho foi  realizado no Hospital Risoleta Tolentino Neves-FUNDEP/UFMG,  referência em trauma em Belo Horizonte, MG. O Hospital possui residência em Cirurgia do Trauma com oito vagas anuais e é referência para esse tipo de atendimento. Realiza cerca de 5000 atendimentos de urgência mensalmente, 1000 internações, 500 cirurgias e destas, 150 devido à trauma, urgência e emergência, além de infraestrutura para tratamento não operatório do trauma, sendo um importante hospital da capital mineira.

A SBAIT parabeniza o membro SBAIT,  Dr. Mario Pastore e os coautores, pela premiação recebida.

Mario Pastore, centro, Savino Gasparini presidente CBC, à esquerda e Augusto Mesquita primeiro vice presidente CBC, à direita.

Mário Pastore, Vivian Resende coautora, Savino Gasparini presidente CBC e Rafael Valério, coautor


crédito imagens: Isabella Pastore

Internacional

Ex presidente da SBAIT recebe Prêmio em Congresso Mundial de Cirurgia de Emergência na Itália

O Prof. Gustavo P. Fraga, ex presidente (2013-2014) e membro honorário da SBAIT, e atualmente professor associado e coordenador da Disciplina de Cirurgia do Trauma da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) participou de 27 a 30 de junho do 5th World Society of Emergency Surgery (WSES) Congress, em Bertinoro, na Itália. Fraga participou da mesa redonda “Management of Intrabdominal Infections” com a aula sobre “Abdominal Sepsis” e apresentou um caso clínico para discussão na sessão “Hit the Expert Session My Milennium errors and fails”. O 5th WSES Congress teve 321 participantes, entre eles alguns membros honorários internacionais da SBAIT: Ari Leppaniemi, Ernest Moore, Raul Coimbra, Rao Ivatury e Ronald Maier.

Dr Fraga no momento do recebimento do prêmio

Fraga foi surpreendido ao receber o Prêmio Orazio Campione, que é uma homenagem que leva o nome desse professor titular da Universidade de Bologna, que faleceu em 2003, aos 55 anos de idade, após anos dedicando-se à cirurgia de urgência em seu hospital, destacando-se no ensino e na pesquisa, com mais de 500 artigos publicados. O prêmio foi criado pela WSES em 2008 e já foi concedido a 10 importantes cirurgiões de diferentes países que se dedicam a cirurgia de urgência e trauma. Fraga afirmou: “É uma grande honra receber esse Prêmio que já contemplou cirurgiões que eu muito respeito e admiro, como o Prof. Rao Ivatury, que ficou como professor visitante na Unicamp por um mês em 2014 e o Prof. Ronald Maier, recém eleito presidente do American College of Surgeons. Com certeza esse prêmio é fruto do trabalho da Disciplina de Cirurgia do Trauma nos últimos anos e ao grande congresso, o 4o da WSES, que organizamos em Campinas em maio de 2017 junto com o Intergastro & Trauma, quando tivemos 1240 participantes. Aproveito para compartilhar esse prêmio com todos os colegas assistentes, residentes, equipe multiprofissional, alunos ligantes e parceiros que têm divulgado Campinas no cenário internacional da Cirurgia”.

Certificado do prêmio Prof. Gustavo P. Fraga

No próximo ano o congresso será realizado na Holanda.

Congresso em Bertinoro

 

Prof Dr Gustavo P. Fraga durante o 5th World Society of Emergency Surgery (WSES) Congress

 

News

Sócios SBAIT recebem prêmios

Dr Gustavo P. Fraga, Dr Alcir Dorigatti e Dr Bruno Pereira durante a entrega dos prêmios

A Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas (SMCC) realizou no dia 10 de junho, no Vitória Hotel Campinas, a Cerimônia para a entrega do Prêmio Paes Leme, Prêmio Mérito Científico SMCC e Prêmio Jovem Cientista SMCC.

O Prêmio Paes Leme, que está em sua 17ª edição é a maior honraria prestada pela Sociedade de Medicina e Cirurgia de Campinas a entidades e personalidades que tenham prestado relevantes serviços à comunidade, na área da Saúde.

O Prêmio Mérito Científico é concedido aos melhores trabalhos científicos produzidos por médicos associados da SMCC ou médicos e residentes ligados a uma das faculdades de Medicina de Campinas (Unicamp, PUC Campinas e São Leopoldo Mandic).

O Prêmio Jovem Cientísta, que está em sua 3ª edição, é concedido aos melhores trabalhos de acadêmicos associados da SMCC e visa estimular a pesquisa científica entre os futuros médicos.

Formado na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e atual residente do segundo ano do programa de cirurgia geral também da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Dr. Alcir Escocia Dorigatti foi premiado com o Prêmio Mérito Científico 2017.

Também foram premiados Prof. Dr. Bruno Monteiro Pereira como os melhores trabalhos das áreas de Urologia, Cirurgia Torácica e Clínica Médica e Dr. Alcir Escocia Dorigatti como o melhor trabalho da área de Cirurgia Geral.

A SBAIT parabeniza-os pela conquista.

 

News

SBAIT conquista prêmio de primeiro lugar entre os trabalhos apresentados no Congresso Brasileiro e Mundial de Telessaúde

PRÊMIO DE 1º LUGAR EM TRABALHO APRESENTADO

A SBAIT conquista o primeiro lugar com o trabalho “Telemedicine Conferences Helping Mass Casualty Victims from night club fire in Brazil” dos autores: Luciano Eifler, Fábio Gastal, Gustavo Fraga e Antônio Marttos.

De 27 a 30 de outubro de 2015, foi realizado no Rio de Janeiro (RJ), o Congresso Mundial de Telemedicina e Telessaúde 2015, incluindo o VII Congresso Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde, a 20ª Conferência da International Society for Telemedicine and e Health e o Simpósio Rio Telessaúde.

Sociedades Nacionais e Internacionais de Telemedicina com representantes de todos Continentes (30 países e 25 Estados Brasileiros) se reuniram para discutir o tema central do Congresso: “Universalização da Saúde” no mundo globalizado e o progresso tecnológico rompendo barreiras geográficas e conectando profissionais de saúde e pacientes, em qualquer lugar do planeta.
Experiências Internacionais

Foram apresentadas experiências do uso da Telemedicina em localizações remotas na Africa e na Amazônia Brasileira, conectando especialistas e profissionais de saúde através de link por satélite possibilitando acesso à saúde em comunidades excluídas.

No Painel da Telemedicina em Ambientes Extremos (Telemedicine in Extreme Enviroments) o membro da SBAIT-AM, Dr. Cleinaldo Costa (UEA) apresentou os avanços do programa Telessaúde no Amazonas e seu impacto na Rede de Atenção Básica do Sistema Único de Saúde (SUS). No mesmo painel  a Professora Thais Russomano (PUC-RS) apresentou tema bastante interessante sobre o uso da Telemedicina em missões espaciais.

A Conferência de Encerramento foi apresentada pelo Diretor Executivo da Sociedade Internacional de Telemedicina, Yunkap Kwankam com o título:  The near Future of Telemedicine and Telehealth, new technologies, services and public policies.

ENTREGA DO PRÊMIO NA SOLENIDADE DE ENCERRAMENTO

Luciano Eifler, diretor do capítulo RS, recebe o prêmio de melhor trabalho apresentado

Após a Conferência de encerramento foi realizada a entrega dos prêmios para os melhores trabalhos. A SBAIT esteve presente no evento e ganhou o primeiro prêmio com o trabalho “Telemedicine Conferences Helping Mass Casualty  Victims from night club fire in Brazil”  dos autores: Luciano Eifler, Gustavo Fraga, Fábio Gastal e Antônio Marttos.

A Experiência da Telemedicina na discussão dos casos atendidos na segunda maior tragédia do Brasil foi o tema escolhido como melhor trabalho apresentado. As Videoconferências foram organizadas pela SBAIT em conjunto com a Universidade de Miami. Após o incidente os encontros reuniram 25 centros médicos ao redor do mundo para discussão técnica sobre o melhor manejo das vítimas e a construção de protocolos de atendimento.

LIGA DE TELESSAÚDE DA PUCRS PARTICIPOU COM APRESENTAÇÕES DE TRABALHOS

Liga acadêmica de telessaúde da PUCRS

A Liga Acadêmica  de Telessaúde da PUCRS  participou com a apresentação do trabalho: Ehealth League of PUC RS: An Interdisciplinary Experience in Undergraduation.

O CBTms2015 foi promovido pelo Conselho Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde (CBTms) em parceria com Sociedade Internacional para Telemedicina e Telessaúde (International Society for Telemedicine and eHealth – IsfTeH) e organizado pelo Laboratório de Telessaúde da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)

News

Profa. Susan Briggs, Membro Honorária da SBAIT, é homenageada pelo American College of Surgeons

Susan_Briggs

Dra Susan Briggs, membro honorária da SBAIT

No dia 06 de outubro, em Chicago (EUA),  quatro cirurgiões foram homenageados pelo American College of Surgeons, por reconhecimento aos seus esforços como cirurgiões voluntários que prestam cuidados a pacientes carentes no exterior.

Uma das homenageadas é a membro honorária da SBAIT, Dra Susan Briggs, que recebeu o International Surgical Volunteerism Award, como reconhecimento ao seu trabalho voluntário em organizações sem fins lucrativos e no U.S. National Disaster Medical System prestando atendimento cirúrgico durante emergências humanitárias em todo o mundo.

Dra. Briggs fundou o Instituto Internacional de Trauma e Desastres no  Massachusetts General Hospital (MGH), um recurso educacional em trauma e medicina de desastres que ajuda muitos países que possuem pouco ou nenhum sistema organizado de preparação e resposta a desastres. Ela desenvolveu e participou de inúmeros cursos internacionais de capacitação de formadores para prestadores de serviços médicos multidisciplinares, que são fornecidos sem nenhum custo. A segunda edição do “Manual de Resposta Médica Avançada em Desastres” foi recentemente desenvolvida e editada pela Dra. Briggs com o departamento do MGH de cirurgia e do Programa de Harvard em Cirurgia global; atualmente está sendo traduzido para vários idiomas. A primeira edição foi traduzida em oito idiomas, incluindo chinês, árabe, japonês e espanhol.

Em colaboração com o Comitê Americano para os Refugiados e como membro fundador da Durant Fellowship for Refugee Medicine, Dra. Briggs serviu como mentor para muitos dos beneficiários, tanto no MGH e em campos de refugiados em todo o mundo. Seu envolvimento com o Project Hope e o governo dos EUA incluiu a organização e liderança de equipes médicas voluntárias de desastre para resposta a muitas emergências internacionais, incluindo desastres como o terremoto em El Salvador, Armênia, Irã, China, e Haiti, bem como um desastre de trem em Ufa, Rússia . Dra. Briggs também trabalhou com organizações sem fins lucrativos para desenvolver programas que abordem a violência de gênero, geração de renda, assistência médica e austera em países de baixa e média renda.

Dra. Briggs trabalhou como consultora em trauma e medicina de desastre seguindo desastres humanitários, ajudando a desenvolver programas sustentáveis ​​no atendimento ao trauma e medicina de reabilitação em conjunto com organizações médicas internacionais sem fins lucrativos. Esses programas oferecem formação no país de pessoal, fornecimento de equipamentos médicos e os programas de troca de colaboração. Dra. Briggs é professora associada de cirurgia  em Harvard Medical School, Boston

Na ocasião também foram homenageados os cirurgiões:

  • Rifat Latifi, MD, FACS,  cirurgião geral e do trauma, (Tucson, AZ) recebeu o International Surgical Volunteerism Award 
  • Shilpa Shree Murthy, MD, MPH, residente de cirurgia geral na Universidade de Indiana, Bloomington, recebeu o  Surgical Resident Volunteerism Award 
  • Dan Poenaru, MD, FACS, cirurgião pediátrico ( Montreal, CA) , recebeu o Surgical Humanitarian Award

Para saber em detalhes, acesse:

ACS Honors Four Members with Surgical Humanitarian and Volunteerism Awards

News

Movimento Maio Amarelo é indicado ao prêmio “Mobilidade Minuto”.

1962715_678466045594934_7609880579590026063_nO Movimento Maio Amarelo, parceiro da SBAIT, que incentiva toda a sociedade a um comportamento seguro no trânsito, foi indicado por internautas a concorrer ao Prêmio Mobilidade Minuto, promovido pelo IVM (Instituto Cidade em Movimento). O objetivo é identificar e divulgar iniciativas que melhorem as condições dos deslocamentos diários de todo cidadão, em qualquer parte do país.

Serão premiadas sete iniciativas, em seis categorias distintas. Será dado também um prêmio especial de inovação em mobilidade a ser definido por voto popular entre todos os concorrentes.

O Movimento Maio Amarelo concorre na categoria “Qualidade do espaço público da Mobilidade”, onde serão avaliadas as ações pela melhoria dos espaços públicos de espera e acesso aos sistemas de transportes, convivência entre os modais, cultura de paz no trânsito e na cidade, novas cortesias e o resgate do sentido de comunidade no trânsito e na cidade.

Reconhecimento

O Movimento Maio Amarelo já foi reconhecido pelo Instituto Ibero-americano de Segurança Viária, com sede em Madri (Espanha) como a melhor prática em segurança viária da América Latina e Caribe, no fator humano em 2014 ao receber o prêmio internacional “Boas Práticas de Segurança Viária”, durante a realização do IV CISEV (Congresso Ibero-americano de Segurança Viária), realizado em Cancun, no México entre 30 de setembro e 2 de outubro. O Movimento Maio Amarelo concorreu com 108 iniciativas inscritas por 21 países da América Latina e do Caribe.

Para ajudar o Movimento Maio Amarelo conquistar também o prêmio “Mobilidade Minuto”, basta acessar o link abaixo e votar.

Conheça o Prêmio:

http://cidadeemmovimento.org/premiomobilidademinuto/
E vote aqui:

www.bit.ly/premiomovimento

News

II World Trauma Congress – WTC, continuando em Frankfurt o ideal realizado no Rio em 2012.

facebook_1542177763 (1)

Phillipe Abreu, R2 Cirurgia Geral – UNESP/Botucatu

Se em diversas áreas da medicina o Brasil não ocupa um lugar de destaque mundial devido a falta de investimentos em pesquisa e a falta de tecnologia para competir, na Cirurgia do Trauma desenvolvemos o que de melhor existe para o diagnóstico e tratamento dos pacientes. Esta é uma área que se desenvolveu essencialmente em torno das Guerras, tendo sempre grandes avanços em períodos de conflito. Apesar de nunca termos liderado um combate contra povos adversários, a constante guerra cotidiana que enfrentamos nessa selva de pedras permitiu sermos referência para o tratamento de emergências cirúrgicas.

Em 2012 sediamos no Rio de Janeiro o 1o Congresso Mundial de Trauma, fruto do empenho pessoal de grandes especialistas brasileiros e institucional das sociedades da área de diversos países. Marcado por ampla participação, em especial estudantil, possibilitou a organização de um segundo evento mundial, tendo como palco a cidade de Frankfurt, Alemanha.

Concomitante ao Congresso Europeu de Cirurgia de Emergência e Trauma, o II WTC irá reunir novamente os grandes nomes Brasileiros e mundiais da especialidade, trazendo os temas que vem sendo aplicados no cotidiano americano e brasileiro, a medicina do velho continente, que não possui a mesma tradição no cuidado de emergência.

Como forma de estimular a participação de estudantes e residentes, a Sociedade Europeia de Cirurgia de Emergência e Trauma – ESTES, promoveu uma seleção de trabalhos científicos conferindo bolsa de viagens a alguns participantes para levarem suas publicações a Frankfurt. Com o apoio da SBAIT e da Sociedade Panamericana de Trauma – SPT, conseguimos ganhar este prêmio, e com muito orgulho e responsabilidade, apresentaremos os estudos desenvolvidos no Hospital do Trabalhador da UFPR, através da Liga Acadêmica do Trauma – LiAT, e no Hospital das Clinicas da UNESP.

Os congressos de trauma e cirurgia geral sempre são repletos de estudantes, principalmente por ser uma especialidade ligada diretamente com a graduação, independente da intenção de seguir uma carreira cirúrgica. Geralmente há prêmios para trabalhos de estudantes e residentes, que certamente devem ser disputados por nós, Brasileiros. Ganhamos o primeiro lugar no prêmio da Panamerican Trauma Society – PTS nos últimos 3 anos consecutivos, disputando com americanos, canadenses e toda América Latina. Com o prêmio no Congresso Mundial, fica a mensagem de que devemos sempre mandar nossos trabalhos e disputar os prêmios disponíveis.

O simples que fazemos no dia-a-dia de nossas faculdades pode ser inovador no mundo da Cirurgia do Trauma.  A abertura a participação que nossos docentes nos proporcionam no Brasil permite que o trabalho de estudantes e residentes alcance projeções inimagináveis em outros países.

Isso e a Cirurgia do Trauma, a especialidade que mais encanta os alunos de medicina e que mais nos ensina para a prática em prontos-socorros após o término da graduação.

Por Phillipe Abreu, R2 Cirurgia Geral – UNESP/Botucatu

Fechar