Tag

Membros

News

Membros da diretoria da SBAIT realizam reunião em Campinas (SP)

13161203_10153573017593994_1873387344_o

A reunião da SBAIT contou com a presença de representantes de diversos Estados

No último sábado (30) membros da diretoria da SBAIT reuniram-se em Campinas (SP). Diversos temas foram discutidos, entre eles a situação financeira da Sociedade, a modernização da SBAIT, a Organização do Congresso em Maceió e a nova eleição da diretoria.

Vários estados estavam representados, entre eles, São Paulo, Alagoas, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro e Bahia, com representantes de Capítulos, Diretoria e Comitês.

News

Membros honorários SBAIT são vencedores do Prêmio Trauma 2015 ( ACS)

Em 05 de outubro durante jantar do Comitê de Trauma do American College of Surgeons (ACS), foram divulgados os vencedores do Prêmio Trauma 2015 . Entre eles, dois membros honorários internacionais receberam os prêmios.

Ronald V. Maier, MD, FACS recebeu o  2015 National Safety Council Surgeons’ Award for Safety, em reconhecimento a uma carreira de destaque e liderança visionária dedicada à prevenção de lesões, regionalização do atendimento ao trauma, pesquisa inovadora em traum e por seu compromisso de vida para o atendimento de pacientes de trauma ”

Raul Coimbra, MD, PhD, FACS  recebeu o Prêmio Meritorious Achievement . Dr. Coimbra foi homenageado por suas contribuições relevantes aos ACS Regional Committees on Trauma (ACS RCOT)  durante seu mandato como o vice-presidente passado imediato da ACS COT e Presidente da ACS RCOT.

A SBAIT parabeniza seus membros honorários internacionais pelas homenagens recebidas.

News

Prof. Raul Coimbra, membro honorário da SBAIT, é nomeado presidente da Associação Americana de Cirurgia do Trauma (AAST)

IMG-20150911-WA0013

Coimbra, presidente eleito da AAST

Na tarde de 11 de setembro de 2015, no Hotel Wynn, em Las Vegas, Nevada, durante o 74o Congresso Anual da Associação Americana de Cirurgia do Trauma e Clinical Congress of Acute Care Surgery, o Prof. Dr. Raul Coimbra, brasileiro com formação na Santa Casa de São Paulo e professor da Universidade da Califórnia, San Diego, onde atua há 15 anos, foi nomeado presidente da AAST.

É a primeira vez que um cirurgião estrangeiro assume essa posição, motivo de muito trabalho e dedicação do Prof. Coimbra, e uma honra para o nosso país e para SBAIT, uma vez que nossa sociedade terá um Membro Honorário no comando da sociedade de maior importância na área científica em cirurgia do trauma no mundo. O Prof. Coimbra é ex presidente da Sociedade Panamericana do Trauma.

IMG-20150911-WA0012

Nova diretoria empossada

No evento em Las Vegas tomou posse a nova presidente, a Dra. Grace S. Rozycki. Até o próximo ano o Prof. Coimbra terá a função de presidente-eleito e no próximo congresso da AAST, que será realizado de 14 a 17 de setembro de 2016, no Hilton Waikoloa Village, em Waikoloa, Havaí, ele assume o cargo de presidente da AAST.

A SBAIT parabeniza o Prof. Dr. Raul Coimbra e seus familiares (esposa Sandra e filhos Renata e Bruno), que sempre o apoiaram para essa importante conquista.

News

Membro SBAIT participa de Estágio de Preparação de Missões de Paz.

IMG_7133

Dra Josiene Germano durante apresentação

No período de 04 a 29 de maio, aconteceu o Estágio de Preparação de Missões de Paz (EPMP), no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), no Rio de Janeiro, local em que geralmente são ministradas instruções em diversos cursos para militares e civis que farão parte de missões de paz pela ONU. 

A convite do Major Igor Cabral (FAB), no dia 20 de maio foi ministrada na base militar (RJ) a instrução de primeiros socorros, contando, pela segunda vez com a participação da Dra Josiene Germano, coordenadora do comitê de desastres da SBAIT e Serafim Santos (técnico de enfermagem).

FullSizeRender (8)

Treinamento prático de RCP

Os temas abordados foram atendimento ao traumatizado, acidente com múltiplas vítimas e suporte básico de vida, além de um período para treinamento prático de RCP (ressuscitação cardio-pulmonar).

“Ficamos muito contentes com o convite este ano, isso nos faz acreditar que no ano anterior fizemos um bom trabalho. Esta turma também interagiu, participou, enfim, podemos perceber que temas assim despertam muito o interesse dos militares que estão se preparando para missões de paz.”, completa Dra. Josiene Germano.

IMG_7153

 

News

Membro da SBAIT presente nos resgates do Nepal, conta sua experiência

Santiago em Nepal (1)

Membro da SBAIT-MA, o médico Santiago Servin, no Nepal.

O médico Santiago Cirilo Noguera Servin, membro da SBAIT-MA, esteve presente no resgate às vítimas do terremoto do Nepal e compartilha conosco sua experiência:

O Nepal é um país espremido entre a China e a Índia, no continente asiático, sem saída para o mar, com 30 milhões de pessoas em 145.000 km2, e que vive exclusivamente do turismo religioso e de aventura, relacionado ao Himalaia (Everest). A maioria dos templos, pelo menos os mais visitados, foram destruídos no primeiro terremoto, o que vai contribuir para a diminuição de visitantes nos próximos anos, e dificultar claramente a recuperação econômica do país. Sendo assim, ajuda humanitária se fará necessária nos próximos anos de forma constante e a longo prazo.

            Prevenção contra novos danos com os prováveis futuros terremotos, como planos de evacuação ou meios de atenuar o número de vítimas não foi apresentado pelo governo nepali. Os países que estão ajudando principalmente Japão, Estados Unidos, Índia e China tem planos de evacuação, mas que, sem a ajuda e autorização do governo local, não podem ser usados ou instituídos. Aeroporto e estradas são muito precários, assim como o sistema de fornecimento de água, energia elétrica e comunicação, que, em uma situação caótica, serão os primeiros a apresentar falhas.

            Não existe serviço de emergência pré-hospitalar. As emergências intra-hospitalares são realmente muito precárias e, não fossem os países que estão enviando ajuda humanitária, provavelmente haveria um número maior de vítimas (Israel levou um hospital militar com toda a estrutura para atendimentos de emergência, que iniciou atendimento nas primeiras 48 horas após o primeiro terremoto, fazendo mais de 14.000 atendimentos em 15 dias). Apesar de eu ter sido levado por ser cirurgião de emergência participei de somente um atendimento emergencial, um acidente com motocicleta (estradas precárias e transito caótico), e o ponto mais curioso desse evento é que foi casual. Estávamos passando pelo local com uma equipe composta por anestesiologista (alemão), cirurgião de trauma (brasileiro-paraguaio), 2 cirurgiões cardiovasculares (brasileiro e americana) e 03 enfermeiras intensivistas (americanas e malaia), e nem no melhor serviço de emergência no país mais rico do mundo existe uma equipe pré-hospitalar tão completa. Nossa ambulância não tinha tudo que precisávamos, mas improvisando foi possível remover a vítima ao hospital mais próximo. Graças à padronização do atendimento com PHTLS e ATLS, que era de conhecimento de todos os presentes, o resgate ocorreu sem nenhuma intercorrência e sem necessidade de falarmos nada durante o atendimento (notem as diferentes nacionalidades dos membros da equipe, onde nem todos dominavam o inglês), provando a importância do conhecimento e treinamento com padronização. CADA UM SABIA O QUE TINHA QUE FAZER E QUAL ERA O PRINCIPAL OBJETIVO: SALVAR A VIDA DO PACIENTE E EVITAR NOVAS LESÕES.

            Inúmeras são as histórias que poderia relatar, mas esta foi uma das mais relevantes para mim, pois provou que sou capaz e treinado para um atendimento em qualquer situação e com qualquer equipe. Acredito que todos que trabalhamos com emergência devemos em algum momento das nossas vidas profissionais passar por testes que avaliem, não somente os nossos conhecimentos, mas também a nossa humanidade. (Todos os membros da CARDIOSTART e de todas as equipes estrangeiras que conheci são VOLUNTÁRIOS, deixaram suas vidas profissionais e suas famílias para correrem riscos e ajudar).

            A minha participação nesta missão se deu através da FUNDAÇÃO AMERICANA CARDIOSTART (cardiostart.org). A CARDIOSTART realiza cirurgias cardíacas em países em desenvolvimento, no momento estão com data marcada para realizar cirurgias cardíacas no mês de novembro deste ano em KATMANDU, ou seja, com terremoto ou sem terremoto eles tem um compromisso com as equipes médicas do HOSPITAL UNIVERSITARIO DE DHULIKHEL/KATMANDU (www.dhulikhelhospital.org).

Agradeço a Enfermeira JANINE HENSO e aos Drs. AUBYN MARATH e VINICIUS NINA (Coordenadores da CARDIOSTART) pela oportunidade que me deram de participar dessa equipe, conhecer esses profissionais e ajudar o povo NEPALI, que apesar do sofrimento são pessoas alegres e agradecidas.

News

Nova diretoria da SBAIT toma posse para gestão 2015/2016

DSC00911 (1)

membros da nova diretoria da SBAIT ( gestão 2015/2016)

DSC00875 (1)

Prof Dr Gustavo P. Fraga passa a presidência a Prof. Dr. Sandro Scarpelini

 A nova diretoria da SBAIT tomou posse oficialmente na noite desta sexta-feira, (24) durante o Intergastro & Trauma 2015, em Campinas (SP). Em uma cerimônia que ressaltou a importância do trabalho da entidade e seu crescimento ano a ano, o presidente Gustavo Pereira Fraga passou o comando para o novo presidente, Sandro Scarpelini. Eleita em setembro, a nova equipe ficará à frente da SBAIT por dois anos.

Durante seu discurso, Fraga falou do futuro do Trauma no Brasil e do trabalho que desenvolveu na entidade, onde ele permanece, mas agora, no comando do Comitê de Prevenção.  Scarpelini, que já era vice-presidente da SBAIT, abordou os desafios da nova gestão e destacou a importância de pulverizar os trabalhos da entidade, que hoje conta com 12 Capítulos distribuídos pelo País.

DSCN0212

Solenidade de posse reuniu em auditório lotado, muitos convidados de diversas regiões do país e do mundo

O auditório estava lotado durante a cerimônia. Associados de diversas regiões do País prestigiaram a transição de comando da entidade, fundada em janeiro de 1982. Scarpelini é o 9º presidente da SBAIT. Além dele, compõem a nova diretoria o 1º vice-presidente, José Mauro da Silva Rodrigues, o 2º vice-presidente, Ricardo Breigeiron, o secretário-geral, Tércio de Campis, o 1º secretário, Bruno Vaz de Melo, o 2º secretário, Amauri Clemente da Rocha, o 1º tesoureiro, Daniel Souza Lima e o 2º tesoureiro, Marco Aurélio Serruya.

A equipe também é composta por seis comitês. Além de Fraga, que está à frente do comitê de Prevenção, há o de Pré-Hospitalar, com Rodrigo Caselli Belém (DF), o de Ligas do Trauma, com Marcus Vinícius Gonçalves (BA), o de Educação, com Diogo Valério Garcia, (SP) o de Desastres, com Josiene Germano (SP), e o de Qualidade e Registro de Traumas, com Paulo Roberto Carreiro (MG).

DSC00854

Prof. Dr. Gustavo P. Fraga durante seu discurso de agradecimento

DSC00877

Prof. Dr. Sandro Scarpelini assume a presidência da SBAIT para 2015/2016

DSC00883 (1)

Membros da diretoria na plateia, durante discurso do presidente da SBAIT, Prof. Dr. Sandro Scarpelini

 

 

News

Curso de Mergulho Autônomo do 9º Grupamento de Bombeiros conta com apoio médico de membro da SBAIT

turma de alunos e instrutores na Ilha Anchieta

Turma de alunos e instrutores na Ilha Anchieta (SP)

Na semana de 16 a 20 de março ocorreu na Ilha Anchieta e na Lage de Santos/SP, o  Curso de Mergulho Autônomo do 9o Grupamento de Bombeiros, que contou com a presença da Dra Josiene Germano, membro da SBAIT no apoio médico a uma das fases do curso.

A formatura aconteceu em 02 de abril, na cidade de Ribeirão Preto (SP), ocasião em que a Dra Josiene recebeu seu certificado.

Confira imagens:

 

News

2ª Conferência Nacional do ATLS comemorou 25 anos de cursos ATLS no Brasil

IMG_20141122_184345999_HDR

Representantes dos núcleos ATLS no Brasil e equipe do Comitê de Trauma Brasileiro

Membros da SBAIT participaram neste sábado , 22 de novembro, da 2ª Conferência Nacional do ATLS, realizada no auditório Berilo Langer do Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

O encontro foi marcado pela comemoração do jubileu de prata dos cursos ATLS no Brasil e reuniu representantes dos núcleos do ATLS ( Advanced Trauma Life Support) de todo o país.

Estiveram presentes no evento, instrutores pioneiros que formaram a primeira turma do ATLS no Brasil, no ano de 1989, como Dr. Izio Kowes , Dr. Newton Djin Mori e Dr. Dario Birolini.

IMG_20141122_090007757_HDR

Dr Newton Djin Mori durante a apresentação inicial

Dr Newton Djin Mori, chairman do Comitê de Trauma Brasileiro do Colégio Americano de Cirurgiões, deu as boas vindas aos presentes e compartilhou os avanços do ATLS e de outros programas nos últimos anos, assim como as novidades e tendências para o ATLS.

Durante a programação da conferência, 19 núcleos de diversas regiões e estados brasileiros apresentaram seus relatórios de evolução do ATLS em casa localidade. Na sequência, Dr. Dario Birolini, um dos idealizadores do programa no Brasil, fez uma retrospectiva dos 25 anos de ATLS no país e Dr Renato Poggetti, contou aos presentes o alcance dos cursos e Programas de São Paulo à América Latina.

IMG_1525

O evento reuniu representantes dos Núcleos ATLS de várias regiões e estados do país

O curso ATLS tem como objetivo aprimorar e padronizar o atendimento, orientando médicos de todas as especialidades na avaliação inicial, no controle e no atendimento do paciente traumatizado. Com carga horária de 20 horas, a programação possui aulas teóricas e estações de treinamento prático.

Idealizado e implantado pelo Colégio Americano de Cirurgiões em 1979, o programa ATLS já foi adotado em cerca de 40 países nos cinco continentes. No Brasil, atualmente são realizados, em média,  120 cursos ATLS por ano. Já são aproximadamente 40.000 médicos formados e 1300 instrutores treinados. Segundo Dr Djin, “a meta é conquistar 500 cursos anuais, procurando alcançar os locais que mais precisam”.

Os Instrutores pioneiros registraram sua mensagem pela solenidade do jubileu dos cursos ATLS no Brasil:

IMG_20141122_143552878

Dr Izio Kowes

Para Dr. Izio Kowes, do núcleo de Salvador, “O projeto ATLS, que começa há 25 anos atrás,  realmente transcendeu toda nossa expectativa, porque um núcleo pequeno de colegas médicos, abnegados e entusiasmados , cientes da importância de divulgar o atendimento ao trauma e a padronização , levou essa mensagem e padronização para todos os recantos e estados do Brasil . Na minha opinião, isso já é uma história de sucesso. Sabemos que hoje o trauma é a principal causa de mortalidade da juventude nas primeiras quatro décadas de vida. E portanto, além do custo pessoal, o custo para a sociedade é muito alto. E entender o trauma em toda sua totalidade, desde sua prevenção até seu tratamento é fundamental. É isso que estamos fazendo e é isso que modificou realmente o perfil do atendimento do trauma no país. Para o futuro, esse é um projeto que deve expandir, devemos nos organizar e profissionalizar cada vez mais e trabalhar de forma integrada tendo informações centralizadas para que possamos divulgar e difundir cada vez mais esse curso no nosso país.

IMG_20141122_142730686_HDR

Dr Newton Djin Mori

Dr Djin : “Estamos há 25 anos de ATLS no Brasil. Comecei minha jornada no trauma em 1986 na verdade, em uma viagem aos Estados Unidos, com Prof. Dario, Prof. Samir Rasslan, Prof. Admar Pacheco, Prof. John Cock Lane, e o  Prof. Luís Sergio Leonardi, onde conhecemos alguns serviços do país. Era o primeiro contato a ser estabelecido para se fazer um grupo de reconhecimento aos sistemas de trauma. No ano seguinte, um grupo de brasileiros foi a São Francisco participar de um curso de instrutores do ATLS (STARTER) e tornaram-se os primeiros a poderem ministrar os cursos em seus países de origem. Ao voltar, houve um período de latência, começando um impulso em 1992. Hoje somos um grupo muito forte. Esse curso fornece os elementos básicos para a formação de um médico para que ele possa atender um traumatizado. Com isso, há um impacto sobre a morbidade e mortalidade. Esse curso não detém alta tecnologia, são conhecimentos vinculados de uma forma sistematizada e priorizada, que permite aos médicos fazerem o diagnóstico da maior parte das afecções que matam o paciente rapidamente, conseguindo salvá-lo nesse período, e encaminhá-lo ao tratamento definitivo. O evento de hoje é fruto desse curso e hoje somos um grande grupos de médicos no país todo envolvidos no assunto. A SBAIT nasceu aqui também e hoje tem seu caminho próprio. Muitas pessoas hoje perdem sua vida com o trauma, sendo que essa é uma doença totalmente previsível e evitável. Vale a pena estruturar o ambiente hospitalar e pré-hospitalar. Contamos com o empenho do Governo para isso. As Sociedades Médicas já estão fazendo sua parte há muitos anos. Para o futuro, vislumbro uma perspectiva muito boa. Se tivermos um sistema de trauma bem estruturado, nós passaremos a controlar isso e ao invés de nós difundirmos cursos de destreza, para treinar os cirurgiões, talvez então difundiremos cursos para promover prevenção, para ocorrer menos acidentes. Chegaremos lá!

IMG_20141122_170948881

Dr Renato Poggetti

Dr Renato Poggetti – “A mensagem que o ATLS traz e tem levado a vários países é que ele tem sido a base para aglutinação de conhecimento e potencial humano na área de trauma. É um curso que treina os profissionais da saúde para atender o traumatizado, ao mesmo tempo ele agrega esses profissionais, cria núcleos de multiplicação, treina instrutores. Esse ambiente faz com que esses núcleos acabem trazendo outros programas de treinamento, programas de controle de qualidade e programas de incentivo de melhorias de leis e prevenção ao trauma. Na verdade ele tem funcionado como uma célula que dá início  a uma série de atividades para melhorar o atendimento ao traumatizado como um todo, não só no atendimento inicial, mas também no atendimento pré-hospitalar, atendimento a desastres, técnicas cirúrgicas do trauma, nos programas de controle de qualidade, na prevenção, enfim, é um centro que congrega vários profissionais que acabam se aprimorando e contaminando a comunidade que está envolvida em torno desses núcleos. Esse é o grande valor do ATLS. Nisso o Brasil está de parabéns, por ter esse programa vivo, crescendo, por 25 anos e tenho certeza que vai gerar outros programas e que o traumatizado será melhor atendido em consequência disso.”

IMG_20141122_134254515

Sra Rute Tomida , primeira secretária do programa ATLS no Brasil

 

IMG_1536

Dr Dario Birolini

 

 

“É uma honra e um orgulho imenso ver a evolução do ATLS nesses 25 anos” – Sra Rute Tomida, primeira secretária do programa ATLS no Brasil.

 

 

Dr Dario Birolini – “Há 25 anos atrás, trauma não era nem sequer considerado como doença. Hoje em dia, graças a essas iniciativas, nós temos não apenas uma conscientização, mas uma clara melhoria do atendimento às vítimas do trauma. Precisamos ir em frente!”

 

Confira imagens que marcaram o evento:

 

News

Membros da SBAIT estiveram presentes no Curso de Atendimento ao Politraumatizado realizado em SP.

Dr. Breno Chaves, Professor Dr. Renato Poggetti e Paulo Klein (da esquerda para direita) durante a palestra sobre Trauma de Crânio e Coluna Cervical.

Dr. Breno Chaves, Professor Dr. Renato Poggetti e Paulo Klein (da esquerda para direita) durante a palestra sobre Trauma de Crânio e Coluna Cervical.

Foi realizado no dia 01 de novembro,  no Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa em São Paulo, o Curso Teórico-Prático de Atendimento ao Politraumatizado – Recentes Avanços, que contou com a presença de dois sócios da SBAIT, o acadêmico Paulo Klein (Manaus-AM) e Dr. Breno Arcanjo Chaves (Creto-CE).

A SBAIT tem estimulado seus sócios acadêmicos e médicos residentes a participarem de atividades de ensino, oferecendo através de parcerias com as instituições organizadoras, a inscrição gratuita, como feito para o curso realizado no Hospital Sírio Libanês, no qual os participantes também tiveram a hospedagem em São Paulo financiada pela SBAIT.

image (7)

Aula prática

O Curso de Atendimento ao Politraumatizado, coordenado pelo membro honorário da SBAIT, Prof. Dr. Renato S. Poggetti,  teve como foco capacitar profissionais médicos e multiprofissionais atuantes na área de emergências, além de estudantes e residentes, oferecendo base teórica e prática. A programação abordou o atendimento do trauma, seguindo os critérios do Advanced Trauma Life Support — ATLS com novas atualizações. Na parte prática, os alunos puderam passar por estações práticas de via aérea, trauma de crânio, imobilizações, avaliação radiológica e triagem de múltiplas vítimas.

Para o participante Paulo Klein, “ações como esta fazem com que a Sociedade cresça e se torne consolidada na área de emergência e trauma nas diferentes regiões do Brasil.  Foi possível alicerçar conceitos fundamentais sobre emergência e trauma tornando essa experiência essencial tanto para o nosso amadurecimento acadêmico-profissional como para o correto trabalho em equipe multidisciplinar no atendimento ao paciente vítima de trauma”

“Precisamos fomentar ainda mais o trauma em minha região”, ressaltou o Dr Breno Arcanjo  Chaves

 

News

SBAIT presta homenagem a novos membros eméritos e honorários

Reconhecimento é concedido a profissionais que contribuem para o crescimento da entidade

Durante o 11º Congresso da SBAIT (Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado), a entidade presenteou, com uma placa de reconhecimento, seus novos membros eméritos e honorários. No total, são quatro novos membros eméritos e três honorários. No entanto, outros dois membros honorários já foram nomeados para receber a homenagem oficial posteriormente.

Os novos membros eméritos são Prof  Dr Hamilton Petry de Souza, Prof Dr Nicolau Kruel, Dr Savino Gasparini e Dr Charly Fernando Genro, que também foi homenageado como  membro honorário. Além dele, compõem a nova lista de membros honorários da SBAIT, Dr Sizenando Vieira Starling e Dr Terence O´Keeffe. Os que foram nomeados, mas ainda não receberam a placa, são Dr Antônio Onimaru e Dr Ari Leppaniemi.

Com as novas homenagens, a Sociedade passa a ter seis membros eméritos, 13 membros honorários nacionais e 14 membros honorários internacionais. Este reconhecimento é concedido, após aprovação em assembléia, a profissionais que contribuem há anos com a entidade, sempre em defesa de melhorias para o atendimento a traumatizados.

Confira o momento das homenagens:

Fechar