Tag

Medicina de Emergência

News

Medicina de Emergência passa a ser especialidade no Brasil

emergencia (1)A formação dos profissionais de emergência conquistou um grande avanço em 16 de setembro de 2015, quando a Medicina de Emergência passou a ser considerada especialidade pelo Conselho Federal de Medicina ( CFM), Conselho Nacional de Residência Médica (CNRM)  e Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM).

No Brasil, dos 409.267 médicos em atividade no país, apenas 85 são emergencistas que cursaram 3 anos de Medicina de Emergência após a graduação.

Com a aprovação da especialidade, o Brasil dá um grande passo à formação desses profissionais. Já foram credenciados pelo Ministério da Educação e Cultura ( MEC) e pelo CNRM, 24 novos programas de residência médica, distribuídos em diversos estados do país.

A Associação Brasileira de Medicina de Emergência (ABRAMEDE) e a Sociedade Brasileira de Pediatria assumem a responsabilidade na formação dos médicos emergencistas na área de adulto e pediátrica. Segundo as Entidades, todas as instituições que estão propondo estes programas possuem grande experiência na área de educação, formação de novos médicos, pesquisa e são reconhecidas por sua excelência no atendimento a seus pacientes.

O Brasil conta ao todo, com 12 programas de residência em ME ADULTO, com acesso direto e duração de 3 anos, e 12 programas de área de atuação em ME PEDIÁTRICA, com duração de 1 ano, tendo como pré-requisito a Residência Médica de pediatria.

Com essa conquista, ganham os profissionais que atuam na área e especialmente os pacientes, que contarão com uma equipe qualificada em um momento tão importante e definitivo em sua vida.

A SBAIT também está requisitando junto com o CBC a ampliação da duração do PRM Área de Atuação em Cirurgia do Trauma de um para dois anos.

Saiba mais sobre a especialidade de Medicina de Emergência e os programas de residência médica, acessando o site da ABRAMEDE: http://www.abramede.com.br/ 

News

Medicina de Emergência comemora conquista histórica

Dr. Luiz Alexandre Borges apresentando o PRM na AMB

Dr. Luiz Alexandre Borges apresentando o PRM na AMB

Nesta terça-feira, 25/08, durante reunião na Associação Médica Brasileira (AMB), foram apresentadas as propostas de Programa de Residência Médica Adulto ( 3 anos) e o Programa de Residência Médica Área de Atuação em Emergência Pediátrica. Essa reunião pode representar uma conquista histórica a ser comemorada pelos profissionais que atuam na Medicina de Emergência e que trará grande ganho para a Medicina Brasileira , especialmente para os pacientes.

A reunião contou com a presença do presidente da AMB, Dr. Florentino de Araújo Cardoso Filho, e do Dr. Giovanni Guido Cerri, Diretor Científico da AMB, do presidente e primeiro vice do Conselho Federal de Medicina (CFM), respectivamente, Dr. Carlos Vital Tavares Corrêa Lima e Dr. Mauro Luiz de Britto Ribeiro, além de representantes de várias especialidades médicos.  Houve um grande apoio do Plenário e manifestações de diversas especialidades (Cirurgia, Pediatria,  Endoscopia Digestiva, Psiquiatria e de professores de grandes escolas de Universidades, além de representantes do CFM e AMB. O Dr Gustavo Pereira Fraga, membro da diretoria da SBAIT, o Dr. Luis Carlos von Bahten, sócio SBAIT e representante do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC), e o Dr. Jorge Carlos C. Curi, sócio SBAIT, estiveram presentes.

O Dr. Luiz Alexandre Borges, presidente da Associação Brasileira de Medicina de Emergência (ABRAMEDE) ficou muito satisfeito com a reunião e espera para os próximos dias o parecer favorável da AMB para que seja votado em Brasília, junto com o CFM e Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), o reconhecimento da especialidade Medicina de Emergência.

Na quarta-feira 26/08, na reunião da Plenária da CNRM também foi aprovada a criação do PRM em Medicina de Urgência e a Área de Atuação em Emergência Pediátrica.

A SBAIT está requisitando junto com o CBC a ampliação da duração do PRM Área de Atuação em Cirurgia do Trauma de um para dois anos.

Em breve, informações sobre os programas de Residência Médica em Medicina de Emergência que estarão disponíveis no país.

Fechar