Posts Populares

News

Curso Internacional de Resposta Médica Avançada em Desastres via Telemedicina

copa do mundoComo está o preparo nas cidades sedes da Copa do Mundo 2014?

A SBAIT ( Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado), preocupada em capacitar o maior número de profissionais para a atuação em situações de emergência durante a Copa do Mundo 2014, realizará, em parceria com a SPT (Sociedade Panamericana do Trauma) e RUTE (Rede Universitária de Telemedicina), o CURSO INTERNACIONAL DE RESPOSTA MÉDICA AVANÇADA EM DESASTRES.

Serão onze encontros, realizados às 4as feiras das 11h30 às 13h00, com início em 05/02/14 e término em 23/04/14 e transmitidos por telemedicina.

manual desastres

Os participantes receberão o livro Manual de resposta médica avançada em desastres.

O Curso contará com a participação de convidados internacionais, entre eles Antônio C. Marttos Jr.  e Mauricio Lynn , ambos da Universidade de Miami, Reuven Rabinovici Tufts (University School of Medicine, Boston), Sandro Rizoli, (Universidade de Toronto), Susan Briggs, (Harvard Medical School Massachusetts General Hospital) e Raul Coimbra, (Universidade da Califórnia, San Diego).  Entre os convidados nacionais, participarão as equipes do resgate em Santa Maria – RS, gestores de Urgência e Emergência de diferentes estados, Força Nacional SUS, entre outros.

A programação abordará de forma completa os temas relevantes em Resposta Médica Avançada em Desastres, sendo eles:

  • Gestão em desastres
  • Sistema de comando
  • ABC de resposta a desastres
  • Descontaminação
  • Resposta psicológica em desastres
  • Agentes radioativos, biológicos e químicos
  • Lesões por explosão e por esmagamento
  • SAMU e o atendimento em desastres

O público-alvo do curso abrange médicos, enfermeiros, residentes, bombeiros, psicólogos, acadêmicos, técnicos e outros. As inscrições podem ser realizadas individualmente ou por Centro . Saiba mais

A Copa do Mundo reunirá milhares de torcedores em 12 cidades-sede em várias regiões do Brasil.  A expectativa aponta para cerca de 900 mil turistas,  caso a proporção de vendas de ingressos até o momento se mantenha. Em apenas um mês o país receberia um número que corresponde a 16% dos 5,6 milhões de turistas de 2012, além dos torcedores brasileiros. Prepare-se!

News

Tragédia de Santa Maria – um ano depois

resgate kiss27 de janeiro de 2013, a tragédia mais recente da história do País, o incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria – RS,  deixava 242 mortos, 116 sobreviventes e muitas lições aprendidas referentes à segurança em casas noturnas e estabelecimentos comerciais em geral.

Uma série de erros contribuiu para que o incêndio ocorresse, como a superlotação da boate, a imprudência dos músicos no uso de artefatos pirotécnicos impróprios para ambientes fechados e ainda as falhas de fiscalização, que permitiram o funcionamento do estabelecimento. Até o momento,os culpados não foram responsabilizados judicialmente.

Infelizmente, também não são muitas as conquistas legais até o momento, a não ser o aumento e rigor na fiscalização dos estabelecimentos e definição de protocolos de ação em situações de emergência. Casos isolados, dependendo de cada município ou região do País.

No âmbito federal, a legislação para o setor começou a ser discutida ainda em 2013 e encontra-se em fase de aprovação. O substitutivo ao PL 2020/2007  estabelece diretrizes gerais de prevenção e combate a incêndio em locais públicos e está na pauta da Câmara dos Deputados desde julho. Assim que aprovado, seguirá para o Senado e sanção presidencial, caso não necessite sofrer ajustes.

A nova lei que pretende unificar as regras de prevenção a incêndio em todo o Brasil prevê:

  • Vistorias mais frequentes
  • Prazo limite para emissão de alvarás
  • Sinalização de saída de emergência clara, visível
  • Extintores de incêndio em locais de fácil acesso, como corredores e passagens
  • Alvará e ocupação máxima visíveis na entrada
  • Fim da comanda

O anseio das famílias para que a tragédia não tenha sido em vão, aumenta com a demora para ver, na prática, ações que realmente previnam situações similares.

Enquanto isso, sobreviventes lutam para superar as marcas físicas e psicológicas deixadas. Jovens relatam seus depoimentos de como a tragédia mudou suas vidas. 90 deles ainda mantém acompanhamento semanal em Santa Maria e Porto Alegre e preocupam médicos. (Vide matéria relacionada abaixo)

A realidade mostra que ainda assim, apesar da cultura do medo e prevenção instalada após a tragédia, muitos estabelecimentos ainda estão irregulares, com equipamentos de segurança vencidos e instalações inadequadas para a segurança do público. Que nada tenha sido em vão, que a nova legislação entre brevemente em vigor e mais ainda: que seja respeitada e cumprida.

Saiba mais:

Uncategorized

Liga organiza Simpósio em Uberlândia

Uberlandia 1

Mesa de abertura composta por Dr. Miguel Tannus (Diretor Geral do HC-UFU), Dr. Gustavo Fraga (SBAIT), Dra. Mirian Rizza (Preceptora da LATAPH), Dra. Alessandra Ribeiro (Coordenadora do curso de Medicina) e Ac. Mateus Bergamo Lomaz (coordenador da LATAPH).

O Simpósio de Trauma e Emergências Médicas foi realizado pela Liga Acadêmica de Trauma e Atendimento Pré-Hospitalar (LATAPH), vinculada a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), nos dias 24 e 25 de Janeiro, contando com a participação de aproximadamente 150 pessoas.

Evento recebeu 150 participantes.

Evento recebeu 150 participantes.

O evento contou com a presença do atual presidente da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT), Dr. Gustavo Pereira Fraga, que muito colaborou com sua experiência no assunto ao ministrar duas palestras: “Métodos de imagens na avaliação do paciente traumatizado na sala de emergência” e “Desastres”. Como também palestras sobre o ATLS (Dr. Maxwel Boga), Trauma Raquimedular (Dr. Fabiano Canto), Parada Cardiorrespiratória – PCR  (Dr. João Lucas O´Connell) e Manutenção de Vias Aéreas (Dra. Mirian Rizza Campos Reis).

O evento teve o apoio do Labormed – Laboratório de Análises Clínicas, Medtec – Equipamentos Médicos e Pharmakon.

Atividade prática de manutenção de vias aéreas. Curso ministrado pela Dra. Mirian Rizza Reis.

Atividade prática de manutenção de vias aéreas. Curso ministrado pela Dra. Mirian Rizza Reis.

Atividade prática Corpo de Bombeiros. Retirada da água em prancha rígida.

Atividade prática Corpo de Bombeiros. Retirada da água em prancha rígida.

No dia 25 à tarde foram organizados atividades práticas. Na oficina de PCR os participantes foram instruídos a identificar uma parada, proceder com a reanimação cardiopulmonar e a utilização do Desfibrilador Externo Automático (DEA). A oficina de Manutenção de Vias Aéreas contemplou ventilação com Ambu, cânula orofaríngea (Guedel) e intubação orotraqueal. Na terceira oficina, Assepssia e Paramentação, foram passadas noções básicas de assepssia e antissepsia, paramentação e montagem de campo simulando um ambiente de centro cirúrgico. Por fim, os integrantes receberam treinamento no Batalhão do Corpo de Bombeiros sobre como proceder frente a uma vítima de afogamento.

Integrantes da LATAPH e palestrantes no final do primeiro dia de evento.

Integrantes da LATAPH e palestrantes no final do primeiro dia de evento.

A LATAPH teve sua fundação há aproximadamente 10 anos. Atualmente tem como preceptora a Dra. Mirian Rizza Campos Reis e como coordenador o acadêmico Mateus Bergamo Lomaz. Possui reuniões semanais de discussão de temas e casos clínicos relacionados ao trauma, como também projeto de extensão renovado anualmente. Busca desenvolver eventos para os acadêmicos da UFU e outras Faculdades como o Simpósio de Trauma e Emergêcias Médicas, como também diversos mini-cursos para capacitação dos integrantes.  Os objetivos próximos são o desenvolvimento de grupos de pesquisa sobre o trauma e uma maior integração regional entre as ligas acadêmicas.

Atividade prática de RCP, treinamento de utilização do DEA. Curso ministrado por Dr. João Lucas O´Connell.

Atividade prática de RCP, treinamento de utilização do DEA. Curso ministrado por Dr. João Lucas O´Connell.

Atividade prática de assepssia e paramentação. Curso ministrado por Dr. Cezar Augusto dos Santos.

Atividade prática de assepssia e paramentação. Curso ministrado por Dr. Cezar Augusto dos Santos.

Uncategorized

Exame do Cremesp reprova 59% dos formandos em medicina

teste-prova-medico-20120427-size-598O Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo) apresentou nesta quarta-feira ( 22/01/2014), os resultados do exame obrigatório realizado em novembro/2013:  59,2% dos médicos recém-formados no Estado de SP não atingiu o critério mínimo definido pelo Cremesp, o que significa que 1684 de 2843 médicos acertaram menos de 60% das questões da prova.

Segundo o presidente da entidade, João Ladislau Rosa, “Nesses dois anos de exame obrigatório, quase a totalidade de alunos participaram, e os resultados vêm mostrando alto índice de reprovação, sendo que o Exame do Cremesp é muito semelhante ao Revalida –  realizado pelo Ministério da Saúde – cujo índice de reprovação também é alto. Chegamos à conclusão, então, que existem problemas tanto na formação do médico no exterior como no Brasil. Por isso, nosso objetivo é divulgar amplamente esses resultados para discutir a qualidade das escolas, e lutar pela implantação do exame nacional obrigatório para ambos os casos, que habilite o exercício da Medicina no país”, afirmou.

Para o coordenador do exame, Bráulio Luna Filho,  “O objetivo é avaliar se o recém-formado sabe o básico ao concluir o curso, o mínimo necessário para exercer com segurança a profissão”, o que torna a situação preocupante, uma vez que as questões de múltipla escolha tiveram nível fácil e médio.

Os resultados mostram ainda que a reprovação foi maior entre os recém-formados egressos de instituições de ensino privadas (71%). Entre os alunos de escolas públicas, o índice foi de 33,9%.

O exame contou também com a participação de 485 recém-formados de outros Estados; Entre eles, 350 (72%) ficaram abaixo do índice mínimo exigido.

A prova foi aplicada no dia 3 de novembro de 2013 em nove cidades paulistas, além da capital. Esta foi a segunda edição do exame  depois que tornou-se obrigatório para quem deseja inscrever-se no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e atuar no Estado. O registro no CRM, entretanto, não depende do desempenho ou da aprovação nas provas.

Saiba em detalhes:

Exame do Cremesp / Portal Cremesp, 23/01/2014

 

Uncategorized

Amapá: Bombeiros realizam treinamento para aperfeiçoar atendimento à vítimas de trauma

amapá1

Simulação de atendimento à vítima de trauma (Foto: Abinoan Santiago / G1)B

Bombeiros do Amapá participaram, no último domingo (19), de um treinamento teórico e prático com o objetivo de aperfeiçoar as técnicas de atendimento às vítimas de trauma.
34 bombeiros realizaram o curso PHTLS ( Suporte de Vida Pré-Hospitalar), que aborda os procedimentos ideais a serem executados desde a avaliação e abordagem de vítimas de trauma em ambiente pré-hospitalar até o transporte das mesmas ao Hospital.
Os diretores do Capítulo da SBAIT AP, Marco Serruya e  Vanir Ibiapino da Silva Júnior, Tenente Coronel e Chefe do Centro de Saúde do Corpo de Bombeiros, participaram da realização do curso.
Para a a tenente coronel Karina Homobono, associada da SBAIT-AP, “Com o curso vai ser possível identificar situações mais graves, agindo de maneira correta e célere, sem causar maiores danos às vítimas. Essa forma de atendimento é mais recomendável”.
O Corpo de Bombeiros do Amapá possui cerca de 100 homens trabalhando em atendimentos pré-hospitalares nas cinco companhias do estado. O objetivo é estender o treinamento aos militares de todos os municípios com grupamento pré-hospitalar.
Saiba detalhes:
News

Resgate da CCR AutoBAn promovendo novas metodologias de treinamento

CCR1

Grupo de profissionais reunido para instruções.

Em dezembro, colaboradores da concessionária participaram, em Brotas, no interior de São Paulo (235 km da capital), de treinamento especial de descida em corredeira – estratégia da concessionária de integrar várias técnicas de ensino, a partir das necessidades operacionais. Nesta atividade, os colaboradores realizam um cross training, nova forma de promover o conhecimento e liderança. “O programa de treinamento tem papel importante na concepção e análise de novas tecnologias de atendimento, propiciando inovação responsável e otimização de recursos”, diz o coordenador médico da CCR AutoBAn, José Antonio Coelho Júnior.

O treinamento se baseou nas técnicas do team building, que leva em consideração, a partir de atividades em ambientes externos, novas formas de promover a cooperação, sinergia e melhor comunicação entre as equipes. Esta metodologia também desenvolve a agilidade, flexibilidade, noções de dimensionamento espacial, sincronismo e a liderança. A atividade envolve ainda atendimento prático, simulado e técnicas especiais de resgate. “As atividades integrativas buscam potencializar a incorporação da matéria por meio da exploração de atividades coletivas fora do ambiente original de trabalho”, considera.

De acordo com o coordenador médico, as atividades buscam simular, a partir de um ambiente totalmente diferente do dia-a-dia dos colaboradores, as dificuldades encontradas na rotina operacional. “Em todas as dinâmicas os valores institucionais e o trabalho em equipe foram reforçados”.

CCR2

Resgate da vítima da simulação.

Vários exercícios foram feitos durante a descida das corredeiras. Após enfrentar o desafio do rafting, equipes participaram ainda de um simulado especial de um acidente com um veículo e uma vítima sobre a água.

O exercício simulou um atendimento em que a vítima, condutor de veiculo que colidiu contra objeto fixo, foi ejetada em nível de água (rio com profundidade de 1 metro e meio). A missão principal era proporcionar segurança para o atendimento, realizar exame primário (ABC do trauma), remover a vítima do rio utilizando material de salvamento em altura com técnica de tirolesa, realizar exame secundário em local seguro e passagem do caso para equipe de Suporte Avançado.

“As equipes realizaram a missão com agilidade, o que garantiu à vitima, atendimento em um Centro Especializado de Trauma em menos de uma hora, obedecendo o principio de Hora de Ouro preconizado pelo PHTLS (Pre Hospital Trauma Life Support) principal referência no assunto”, resumiu Gilmar Benedito de Souza, Enfermeiro Responsável.

News

Reunião da ABEM para apresentação de subprojeto de urgência

reuniao ABEM

Médicos de diferentes universidades na reunião da ABEM.

No período de 9 a 11 de janeiro de 2014, no Rio de Janeiro (RJ), houve reunião conjunta dos membros do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM) e dos coordenadores de subprojetos do Programa ABEM 50 anos. A SBAIT esteve representada por seu presidente Gustavo P. Fraga e pelo Prof. Gerson Alves Pereira Júnior (FMRP-USP) que apresentaram os resultados do subprojeto de ensino de urgência e emergência nas escolas médicas.

Nas três oficinas para discussão do ensino de urgência e emergência realizadas no ano de 2013 foi notado um consenso sobre a necessidade de um eixo longitudinal dentro da matriz curricular da graduação para este ensino e que haja a compactação deste ensino pelas diversas especialidades médicas de forma conjunta. Em relação à distribuição das programações dentro do eixo de ensino de urgência e emergência são fundamentais as seguintes orientações:

– nos dois primeiros anos do curso deve haver, obrigatoriamente, uma programação voltada para primeiros socorros ou Suporte Básico de Vida para que desperte o interesse e capacite os alunos para eventuais situações que possam vivenciar;

– até o final do quarto ano deve haver uma programação diversificada com conteúdo básico similar aos cursos de imersão em urgência (PHTLS, ACLS, ATLS, PALS e ALSO) com treinamento em laboratório de habilidades/simulação. Ainda nesta fase da graduação devem ser ministradas aulas sobre as portarias da Urgência e Emergência, organização do sistema, e os alunos devem ter experiência no pré-hospitalar móvel e na regulação médica, preferencialmente na Unidade de Suporte Avançado, sob supervisão de médicos.

– no internato deve haver, obrigatoriamente, estágio em Urgência e Emergência (clínica, cirúrgica, pediátrica, ortopédica, ginecológica, neurológica, psiquiátrica, intoxicações e outras), sob supervisão médica e ligado à instituição de ensino, com contrapartida para capacitação técnica e pedagógica dos preceptores médicos e demais profissionais de saúde. Preferencialmente, no 5o ano, as UPAs devem ser utilizadas como campo de ensino do SUS, em parceria com as faculdades. No 6o ano, os alunos devem ter vivência no pronto-atendimento hospitalar, de preferência, com demanda regulada.

Também é fundamental ter a Medicina de Emergência como especialidade reconhecida, com a formação de médicos residentes e futuros professores nesta área. Por fim, é necessária uma estratégia para melhor valorização, capacitação dos preceptores, política salarial e fixação dos profissionais que atuam na Urgência e Emergência.

News

Campanha alerta motoristas para a consciência e prudência ao dirigir.

Uma campanha da Agência de Transportes da Nova Zelândia, lançada em 05 de janeiro de 2014, busca conscientizar os motoristas para os potenciais erros que podem ser evitados no trânsito e que podem culminar em graves acidentes.

A mensagem  principal da campanha reforça que ninguém deve pagar por um erro com sua vida. Ao dirigir, o motorista divide a estrada com os outros, por isso a velocidade que opta por viajar não pode deixar margem para qualquer erro potencial. Dessa forma, a campanha alerta os motoristas sobre a maneira como olham e encaram  sua velocidade quando estão dirigindo. Todos cometem e aprendem com seus erros, mas no trânsito, o menor deles pode custar a vida.  Quanto mais alta é a velocidade, menos tempo há para o motorista reagir.

Os motoristas que dirigem regularmente formam o público-alvo da campanha, especialmente os que dirigem “confortavelmente” em alta velocidade, ultrapassando os limites de velocidades estabelecidos e que não consideram essa atitude errada, possuindo a falsa impressão que estão no controle do veículo. A campanha incentiva o público a estar consciente dos outros usuários da estrada e escolher uma velocidade segura. 

Estatísticas

Dados mostram que, na Nova Zelândia,  a velocidade ainda é um fator que contribui para 20% de todos os acidentes fatais e lesões graves nas estradas.

No Brasil, a imprudência impera e eleva os números. Em 2012, cerca de 8,6 mil pessoas morreram em acidentes nas estradas federais, e no trânsito como um todo, são 43 mil mortos por ano.

A Conscientização não possui fronteiras. Confira, abaixo, o vídeo da campanha que vale para a reflexão dos motoristas, em todas as partes do mundo.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=PMBjageBMf0&w=560&h=315]

Uncategorized

Copa do Mundo: Aplicativo facilitará localização de serviços de urgência e emergência

app2Copa do Mundo 2014  aproximando-se e, com ela, milhões de turistas no Brasil pela primeira vez.  Na Copa mais tecnológica e conectada dos últimos tempos, os torcedores poderão contar com aplicativos para auxiliá-los durante a permanência no país.

Na Saúde, por exemplo, um aplicativo está sendo desenvolvido para agilizar e facilitar a localização do serviço de urgência e emergência mais próximo. Dr Luciano Eifler, diretor da SBAIT-RS, concedeu uma entrevista ao Jornal Hoje (11/01/14), apresentando os benefícios que o aplicativo poderá trazer aos usuários. Segundo ele, a ideia surgiu diante da dificuldade que os turistas podem encontrar ao buscar as informações rapidamente em uma cidade grande.

Com o aplicativo, que será disponibilizado gratuitamente, o turista poderá encontrar  o local mais perto para ser atendido, por meio de localização por satélite, recurso disponível nos smartphones. Para isso, basta baixar o aplicativo e possuir acesso à rede de internet.

Confira a matéria na íntegra, acessando o link:

Aplicativos reúnem informações para facilitar a vida dos turistas durante a Copa. 

News

Posse do novo Diretório do CBC no Rio de Janeiro

A nova diretoria do CBC para o biênio 2014 2015

A nova diretoria do CBC para o biênio 2014/ 2015.

O Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC) realizou na noite de 11 de janeiro de 2014 a Sessão de Posse do novo Diretório Nacional para o biênio 2014/2015, no auditório principal do Centro de Convenções na sede do CBC, no Rio de Janeiro. O novo Diretório tem como presidente o TCBC-CE Heladio Feitosa de Castro Filho, 1º vice-presidente o TCBC-RJ Fernando Cesar David Silva e 2º vice-presidente o TCBC-SP Paulo Roberto Corsi (membros do novo Diretório).

Dr. Heládio durante o seu discurso.

Dr. Heládio durante o seu discurso.

Durante o evento também ocorreu a posse de novos Membros Titulares, a entrega de diplomas aos novos Eméritos e Adjuntos Jubilados, e a entrega dos Prêmios Alfredo Monteiro, Ruy Ferreira Santos e Mariano de Andrade conquistados no XXVIII Fórum de Pesquisa em Cirurgia. O ECBC-MG Alcino Lázaro da Silva recebeu o Prêmio “Colégio Brasileiro de Cirurgiões” e foi aplaudido de pé por todos presentes após o seu belo discurso. Também foi realizada homenagem póstuma ao Decano ECBC Américo Caparica Filho.

Dr. Heládio e Dr. Armando.

Dr. Heládio e Dr. Armando.

Entre os novos Membros Eméritos foram empossados dois cirurgiões muito ativos na SBAIT: Hamilton Petry de Souza, de Porto Alegre e Membro Honorário da SBAIT, (ler discurso) e Savino Gasparini Neto, do Rio de Janeiro e Governor do American College of Surgeons no Brasil. O presidente da SBAIT Dr. Gustavo P. Fraga e vários outros membros da SBAIT prestigiaram a cerimônia.

Dr. David, Dr. Heládio e Dr. Fraga.

Dr. David, Dr. Heládio e Dr. Fraga.

Dr. Fraga (centro) com os novos ECBC Dr. Savino e Dr. Petry.

Dr. Fraga (centro) com os novos ECBC Dr. Savino e Dr. Petry.

Em seu discursso de posse, o Dr. Heládio agradeceu o apoio de todos membros do novo Diretório, em especial ao ex presidente Dr. Armando de Oliveira e Silva, e agradeceu a seus familiares, estando presentes na cerimônia a sua esposa, filhos e sogra. Ele falou sobre a sua longa trajetória de atuação no CBC, valorizou o alto nível em que foi realizado o processo eleitoral, reforçou o compromisso de intensificar parcerias com as sociedades de especialidade e áreas de atuação e se comprometeu a defender os interesses do cirurgião brasileiro. Ao final, prestou sua homenagem pessoal in memoriam ao amigo Américo Caparica Filho.

 

Matérias relacionadas:

Posse do novo Diretório Nacional – (www.cbc.org.br)

Fechar