Posts Populares

News

Suporte Básico de Vida foi tema de treinamento do APH

unnamed (9)

Treinamento contou com aulas teóricas e práticas

As equipes de APH da Intervias – Arteris tiveram, nos dias 3, 4, 24 e 25 de março, treinamento para revisão de conhecimentos e credenciamento de novos profissionais quanto à certificação BLS (Basic Life Support), protocolo de atendimento em emergências adotado internacionalmente e praticado nas rodovias administradas pela concessionária.

A ação, realizada na ACIA (Associação Comercial e Industrial de Araras), é reconhecida pela AHA (American Heart Association) e contou com a participação de 83 colaboradores, com aulas teóricas e práticas.

unnamed (23)

83 colaboradores participaram do treinamento que abordou aplicação da RCP e reversão de asfixia em diferentes idades

A coordenadora médica da Intervias, Josiene Germano, ministrou o curso através do Instituto Terzius, programado para ser feito a cada dois anos. Entre os temas abordados estiveram a aplicação da RCP (Ressuscitação Cardiopulmonar) e reversão de asfixia – para bebês, crianças e adultos e as diferenças de cada atendimento.

“Entre os participantes, 15 profissionais tiveram a certificação pela 1ª vez. Essa é uma maneira encontrada de aperfeiçoar o trabalho desenvolvido e sempre melhorar o atendimento ao usuário, garantindo a preservação de mais vidas”, conclui Josiene.

 

 

Texto e imagens: Dra Josiene Germano

News

Liga Do Trauma da Faculdade de Medicina da UNCISAL realiza VII Curso Introdutório

maceio 4

Evento reuniu grande número de participantes

Foi realizado no dia 30 de março, no auditório da casa da Indústria, em Maceió (AL), o  VII Curso Introdutório da Liga Do Trauma da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL) – LTFMU.

O curso abordou temas de suma importância no atendimento ao trauma e contou com a presença de renomados médicos do Estado de Alagoas como palestrantes.

Segundo os organizadores, o evento, que contou com a participação de 147 inscritos,  “foi um sucesso, as inscrições esgotaram-se em tempo recorde , o que mostrou o grande interesse dos participantes”.

No próximo dia 09 de abril será realizada a prova de seleção para 17 novos membros da Liga do Trauma, com uma expectativa de 100 candidatos interessados.

News

Reunião científica reune cirurgiões no ES

vitoria 1

Dr. Sizenando (no centro, de terno) com os colegas do ES.

No dia 28 de março foi realizada a reunião científica do Hospital Estadual Dr. Jaime Santos Neves (HEJSN), em Serra, na Grande Vitória, ES. O tema central da reunião foi “Tratamento não operatório do trauma hepatoesplênico” e contou com a presença do Membro Honorário da SBAIT, Dr. Sizenando V. Starling, do Hospital João XXIII, de Belo Horizonte, MG.

Muitos cirurgiões e médicos residentes participaram da manhã científica, entre eles os diretores do Capítulo SBAIT ES, os médicos Carlos Alberto de Castro Fagundes, Carlos Renato Castro Renon, Afonso Carlos Vanzo PimentaTesoureiro e Fernando Antonio Martins Bermudes, além do Coordenador da Cirurgia do HEJSN, Dr. Gustavo Peixoto.

As reuniões para atualização dos profissionais e discussão de casos clínicos é realizada mensalmente, com o apoio da SBAIT ES.

vitoria2

Bom público participou da reunião.

 

News

SBAIT -PR realiza Curso de Emergências Cirúrgicas e Trauma em Curitiba

A diretoria do Capítulo SBAIT-PR informa que será realizado em 30 de abril de 2015 na sede do CRM-PR, em Curitiba, o Curso de Emergências Cirúrgicas e Trauma – 2º módulo – trauma de tórax , que abordará o Trauma de pulmões e pleura, trauma cardíaco e de grandes vasos do tórax e caso clínico.

Segundo os organizadores, o objetivo é promover e estimular a educação continuada em emergências cirúrgicas e trauma, proporcionando um método de atualização ao profissional que atua com este tipo de paciente. Ainda, propiciar uma atividade que contribua com a formação do Residente em Cirurgia Geral e de outras especialidades e permitir uma integração entre corpo médico e residentes dos Hospitais Universitários de Curitiba e de outras cidades que participam ativamente do atendimento destas doenças, possibilitando a criação de uma massa crítica capaz de discutir o tema Cirurgia Emergência e Trauma, com a criação de protocolos conjuntos e propondo estratégias voltadas para prevenção e reabilitação das vítimas.

Este é o segundo de nove módulos mensais de atividade didática, presencial e via web, com discussão de casos clínicos, protocolos e artigos relacionados ao atendimento pré-hospitalar e hospitalar do trauma e do paciente crítico cirúrgico, reunindo profissionais dos hospitais do Trabalhador, Cajuru e Evangélico. As aulas terão duas revisões de literatura, com duração de 15 minutos cada, e na sequência discussão de um caso clínico.

Confira o Programa: Curso de Emergências Cirúrgicas e Trauma 

Inscrição

A participação é gratuita, sendo necessário se inscrever individualmente nos módulos que desejar participar.

 

Curso de Emergências Cirúrgicas e Trauma – 2º módulo – trauma de tórax

Data: 30 de abril de 2015
Hora: das 19h30 às 22h
Local: Auditório Raquele Rotta Burkiewicz, andar S1, sede do CRM-PR
Contato: eventos@crmpr.org.br | (41) 3240-4045 | 8416-7171

News

IX Simpósio de Trauma e Emergência LATE-UFRJ é realizado no Rio de Janeiro

11075261_786194494761854_351217605773530384_o

Simpósio reuniu grande público

No último sábado, realizou-se no Instituto Nacional de Trauma e Ortopedia o IX Simpósio de Trauma e Emergência LATE-UFRJ. O evento, que acontece há 9 anos, está cada vez maior e abrangente. Ele abre as atividades anuais da Liga e antecede a prova de seleção da mesma.

Nesta edição, que contou com 324 inscritos, um auditório exclusivo foi destinado à enfermagem a fim de que a Liga se torne, a cada dia, mais multiprofissional e relevante, tanto no meio acadêmico, quanto à população.

11070104_786219821425988_5941384370976351680_o

Simulado

Constituída oficialmente em março de 2007, a Liga Acadêmica de Trauma e Emergência da Universidade Federal do Rio de Janeiro (LATE-UFRJ) conta com 65 membros-acadêmicos de cursos da área da saúde (Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Farmácia), além de uma coordenação multidisciplinar formada por coordenadores-acadêmicos e orientadas por Professores da graduação pertencentes ao quadro da UFRJ.

644422_786190851428885_835295458200670639_n

Dr Gustavo P. Fraga com ligantes organizadores do evento

O Simpósio de Trauma e Emergência é um evento anual organizado pela LATE-UFRJ e tem por objetivo proporcionar a acadêmicos de diversas áreas da saúde palestras teóricas, demonstrações práticas e mesas de discussão sobre a temática Trauma e Medicina de Emergência. As aulas foram ministradas por profissionais de variadas áreas da saúde, reconhecidos nacional e internacionalmente pelo trabalho desempenhado nas áreas de Trauma e Medicina de Emergência em diversas localidades do Brasil e no exterior.

O Simpósio contou com o apoio da SBAIT e do Comitê Brasileiro das Ligas de Trauma (CoBraLT).  “Este ano, para a nossa alegria, contamos com a presença do presidente da SBAIT, Dr. Gustavo P. Fraga. Foram momentos enriquecedores para todos os presentes que mostram quanto a Liga valoriza o ensino de qualidade”, ressalta a comissão organizadora do evento.

Conheça mais sobre a Liga em: www.lateufrj.com.br

Informações e imagens: LATE UFRJ

 

News

Espaço do Trauma – SBAIT – março/2015

imagem41

Confira a coluna “Espaço do Trauma – SBAIT” da edição n. 72, de março de 2015, da Revista Emergência.

Destaque para as matérias:

  • Evento – “Transfusão de sangue em Campinas”,
  • Projeto ReanimAÇÃO, SBAIT-GO realiza curso de ultrassom,
  • Intergastro & Trauma – Congresso sedia evento internacional,
  • Pré-CoLT RJ- I Congresso será realizado em maio,
  • COBRALT – Comitê lança novo website,
  • Estatísticas- Retrato da Segurança Viária,
  • Curso – V edição de Trauma e Emergência,
  • SBOT – Campanha “Carnaval sem traumas”.

Acesse :

“Espaço do Trauma – SBAIT”- Revista Emergência, edição n. 72, março de 2015

Participe enviando notícias de eventos sobre cirurgia do trauma e emergência, sobre Liga de Trauma, projetos de prevenção, residência médica e outros para serem divulgados pela SBAIT

News

Membros da SBAIT participam de Jornada de Trauma no Paraguai

unnamed (10)

Público de USET

Nos dias 13 e 14 de março aconteceu a I Jornada Nacional e Internacional de Emergentologia da Facultad de Ciências Medicas da da Universidad Nacional de Caaguazú em Coronel Oviedo no Paraguai.

unnamed (3)

Participantes do ADMR

A Jornada foi composta pelos cursos Ultrassom em Emergência e Trauma, e Resposta Médica Avançada a Desastres, sob coordenação do Dr. José Cruvinel Neto e Dr. Bruno Pereira, ambos da Universidade Estadual de Campinas. O curso USET recebeu 56 alunos e o ADMR recebeu 100 inscritos.  O evento contou também com uma mesa redonda de discussão de casos clínicos.

Segundo os organizadores, Dra. Ana Liz e os diretores da faculdade, “o evento atingiu o objetivo e pretende fazer ainda mais parceiras com as sociedades de trauma da América do Sul pois acreditam em um programa de educação médica continuada.”

Esta jornada segundo Professor Dr. Gustavo Marchain, membro da Sociedade Panamericana de Trauma e Sociedade Paraguaia de Trauma, faz parte de uma ação que visa a capacitação em emergência e trauma em todo país. Segundo ele, a educação médica é um ponto principal para melhorar a atenção à saúde.

 

News

Pró-Urgência é realizado em Juiz de Fora (MG)

DSC03460 - Cópia

Evento reuniu 200 congressistas

Ocorreu nos dias 10, 11 e 12 de março de 2015 em Juiz de Fora (MG) o Pró-Urgência. organizado pela Diretoria da Liga Acadêmica de Atendimento Pré-Hospitalar da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora / Suprema. O evento contou com grandes nomes da cena da Urgência e Emergência e público de mais de 200 congressistas.

A cerimônia de abertura deu início às atividades com mesa composta por Dr. Jorge Montessi, Dr. Raimundo Bechara, Dr. Ricardo Campello, Dr. Cleber Soares Jr e a presidente da LAAPH, Taís Peron de Souza Gomes. Todos ressaltaram a importância da abordagem do atendimento pré-hospitalar, essencial aos diversos profissionais da saúde e presente nos momentos mais frágeis da vida. Seguiu-se com as palestras “Choque: Diagnóstico e Tratamento na Emergência” do Dr. César Carmona e “O politraumatizado no CTI” de abordagem do Dr. Domingos Drumond.

IMG_1044

Workshop “Salvamento Aquático em Piscinas”, com Dr. David Szpilman

O segundo dia do evento foi aberto pela manhã com as mesas redondas “Emergências Endoscópicas” e “Urgências Obstétricas”. Dr. David Szpilman encantou os congressistas no Workshop “Salvamento Aquático em Piscinas”, também pela manhã. A tarde foi dedicada ao Workshop “Acesso Venoso Central e Intubação Rápida”, do Dr. Marcelo Weiss.

O técnico em enfermagem Hanalton Borges deu continuidade às palestras abordando “Acolhimento, Triagem e Método START para Múltiplas Vítimas”. Capitão Consendey representou os bombeiros civis com “Busca e Salvamento em Desastres”. A noite finalizou com Dr. Antônio Onimaru e a brilhante palestra “Atendimento Pré-Hospitalar em Situações de Desastre”.

O último dia do Pró-Urgência começou cedo com o inovador Workshop “Atendimento Inicial ao Politraumatizado”. Dra. Eveline Montessi e equipe do Cisdeste JF abordaram o tema com aulas pela manhã. A tarde houve simulação realística em ambiente externo e os congressistas foram colocados à prova com atendimentos a atores. Os trabalhos científicos também foram apresentados no período da tarde.

A tecnologia hiperbárica foi foco das palestras do Enfermeiro Paulo Hott e Dr. José da Motta pela noite. Capitão Fernando Mendes e o Ministério da Defesa finalizaram as palestras com “Atendimento Pré-Hospitalar Tático”. O Pró-Urgência encerrou com coquetel e chopp Mr. Tugas.

Ana Paula Coura Figueredo, Anna Carolina Pereira Jácome, Nacipe Jacob Neto, Tais Peron de Souza Gomes e Tenyla Martins Fernandes Paticcié, organizadores do evento, agradecem a todos os colaboradores, palestrantes e congressistas do Pró-Urgência. O evento realmente foi um sucesso!

( Texto e imagens via LAAPH)

 

News

“Second Catastrophe Trauma Madeira” será realizado em março

Será realizado em 20 e 21 de março o  “Second Catastrophe Trauma Madeira”, na Ilha da Madeira , em Funchal, Portugal.

O workshop, que conta com o apoio da SBAIT, é promovido pelo  Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira, E.P.E. (SESARAM, E.P.E.),  possui uma abrangente programação relacionada ao atendimento em catástrofes e contará com a participação de membros da SBAIT como convidados.

Informações podem ser obtidas diretamente pelo site: Workshop Second Catastrophe Trauma Madeira

sctmw (1)

 

News

SBAIT orienta médicos para atendimento correto às mulheres vítimas de violência

imagesProfissionais dos Prontos-Socorros são fundamentais no encaminhamento correto deste tipo de caso

Esta semana será marcada por duas ações importantes a favor das mulheres: a primeira é a aceleração de audiências e julgamentos de casos de violência contra a mulher, principalmente homicídios. A segunda é a sanção da lei que tipifica o feminicídio como crime no Brasil. Mas ainda temos como desafio evitar que os casos de violência contra as mulheres cheguem ao ponto de se tornar um homicídio. E a melhor forma é orientar essas vítimas de violência doméstica sobre como agir em uma situação como esta. Por isso, a SBAIT (Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado) está promovendo uma ação para explicar a seus associados, a maioria médicos do Trauma, sobre a importância de oferecer um atendimento adequado às mulheres vítimas de violência, que chegam diariamente aos prontos-socorros de todo o País.

Neste mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, a entidade está enviando um comunicado aos médicos para que eles saibam como agir diante deste tipo de situação.“Quando conversamos com especialistas da área de atendimento à mulher, eles criticam que é comum os médicos dos prontos-socorros não darem a devida atenção para casos de violência contra a mulher, muitas vezes, agindo até com preconceito e machismo”, explica o presidente da SBAIT, Dr. Gustavo Fraga. “E nós sabemos que se houver um acolhimento correto, há mais chances de esta mulher sair dessa situação e de o caso ser notificado, já que a subnotificação agrava ainda mais o problema, inviabilizando até políticas públicas”, diz.

A Pesquisa Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, divulgada em 2013 pelo DataSenado, estima que mais de 13,5 milhões de mulheres já sofreram algum tipo de agressão no País e que cerca de 700 mil mulheres ainda continuam sendo vítimas deste tipo de violência.

O Disque 180 – Central de Atendimento à Mulher, da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, realizou 265.351 atendimentos no primeiro semestre do ano passado. As denúncias de violência corresponderam a 11% dos registros, ou seja, 30.625 casos. Em 94% deles, o autor da agressão foi o parceiro, ex ou um familiar da vítima. Os números apontam, ainda, que 77% das mulheres em situação de violência sofrem agressões semanal ou diariamente.

De acordo com a coordenadora da Rede Iluminar de Cuidados às Vítimas de Violência Sexual de Campinas e membro do Núcleo de Prevenção às Violências e Promoção da Cultura de Paz de Campinas, Dra. Verônica Gomes Alencar, os prontos-socorros não estão preparados para acolher este tipo de vítima e nem para fazer a abordagem ideal. “Nós precisamos capacitar esses profissionais. Eles precisam entender o que é violência de gênero, direcionar para a diminuição do machismo e do preconceito e fazer uma escuta competente e afetiva”, orienta. “Essas mulheres não contam que foram vítimas de violência doméstica, mas os médicos conseguem saber que a lesão não foi causada por um tombo, e sim por um soco, por exemplo”, afirma.

Em Campinas, no primeiro semestre do ano passado, foram registrados 195 casos de violência contra a mulher. A faixa etária mais atingida é a entre 30 e 39 anos. No ano anterior, 2013, foram 466 registros, sendo 193 casos de violência física. Na maioria das vezes, o agressor é o companheiro ou esposo da vítima.

“Esses números estão muito abaixo do que aconteceu. É totalmente subnotificado e isso inviabiliza políticas públicas porque, sem estatísticas, não conseguimos financiamento”, explica Verônica

Assessoria de Imprensa SBAIT

Fechar