Posts Populares

News

Primeira sessão SBAIT-RJ /CBC é realizada com sucesso

unnamed (2)

A primeira reunião científica SBAIT-RJ/CBC reuniu 40 participantes entre chefes de serviços , residentes , membros da SBAIT e do CBC.

Foi realizada nesta quarta-feira (19), no auditório C do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC), no Rio de Janeiro,  a primeira reunião científica SBAIT RJ/CBC, reunindo três importantes serviços do município.

A primeira sessão CBC/SBAIT reuniu cerca de 40 pessoas para debates de atualidades no mais alto nível em casos de trauma e contou com a presença de diferentes chefes de serviços , residentes , membros da SBAIT e do CBC, além da presença ilustre Dr. Savino Gasparini, membro da SBAIT e atual vice presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgiões – CBC .

Para o diretor do capítulo SBAIT-RJ,  o cirurgião Paulo Silveira,  “o evento foi um marco importante na atividade científica da cidade do Rio de Janeiro. A SBAIT RJ, em conjunto com o CBC lutou pela realização dessa reunião”.

As reuniões serão mensais, com o propósito de debater casos de trauma, aproximar
os cirurgiões dos hospitais de emergência e os membros da SBAIT .

As próximas reuniões estão agendadas para 06/1017/11.

Informações e imagens: SBAIT-RJ

News

Reuniões Científicas SBAIT/RJ – CBC terão início nesta quarta-feira (19)

Nesta quarta-feira (19) serão iniciadas as reuniões científicas da SBAIT – Capítulo Rio em
parceria com o Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC). Essa é uma
iniciativa que tem o propósito de debater casos de trauma , aproximar
os cirurgiões dos hospitais de emergência e assim como os membros da
SBAIT .

A periodicidade é mensal e contará com a participação dos membros do Rio de Janeiro,
membros do CBC, médicos atuantes nas emergências do Rio de Janeiro e
serviços pré hospitalar , estudantes de medicina e demais
profissionais que tenham interesse em debater e fomentar o conhecimento
na doença trauma .

A reunião de agosto ( 18/8) será realizada das 19 as 22 horas, no auditório C do CBC.

Próximas reuniões:  06/10 e 17/11

News

Trauma nas Américas: Sociedade Paraguaia de Cirurgia do Trauma realiza série de Jornadas de Atualização

Imagem4A Sociedade Paraguaia de Cirurgia do Trauma (SPCT) iniciou no mês de julho uma série de eventos de Atualização.

A primeira Jornada foi realizada no dia 24 de julho, com o tema ” Manejo Inicial del Politraumatizado”, reunindo 92 participantes e contando com Dr. Silvio Orué, reconhecido cirurgião do trauma, membro e fundador da SPCT, como palestrante.

Em 31 de julho foi realizada a primeira Teleconferência internacional reunindo representantes da SPCT do Centro de Emergencias Médicas Asunción Paraguay . A transmissão contou com a apresentação do caso clínico “Trauma Torácico Penetrante” pelo vice-presidente da Sociedade Paraguaia de Trauma, Dr. Juan Marcelo Portillo.

Na sequência, no dia 14 de agosto, foi realizada a Segunda Jornada da Sociedade Paraguaia de Cirurgia de Trauma, abordando o tema: “Trauma Hepático Complejo Rol de la Angiografía y Tratamiento en los Casos donde no se cuenta con ella” , reunindo para o Painel os convidados Dr. Carlos Frutos, Dr. Hugo Ferreira, Dr. Miguel Calvo Dr. Ricardo Morales, Dr. Arturo Adorno, Dr. Ignacio Cerezo, Dr. Omar Muñoz e Dr. Juan Portillo.

Próximas conferências:
18 de setembro de 2015 – “Desafíos del trauma penetrante a nivel del abdomen superior”
16 de outubro de 2015 – “Ventajas y Desventajas de la toracoscopia en el trauma torácico”.

News

Espaço do Trauma SBAIT – agosto 2015

imagem41

Confira a coluna “Espaço do Trauma – SBAIT” – Revista Emergência, edição n. 77, de agosto de 2015.

Destaque para as matérias:

  • CoBraLT reúne 71 LATES
  • Treinamento – SBAIT na Preparação de Missões de Paz
  • Bahia : Ultrassonografia na Emergência e no Trauma
  • USET: Curso é realizado em Brasília (DF)
  • Publicação: Educação Baseada na Comunidade
  • Evento: II Jornada Capixaba de Trauma
  • Curso: Cirurgia de Emergência e Trauma no IRCAD
  • Livre Docência: Membros aprovados em concurso
  • Internacional: SBAIT recebe Michel Aboutanos
  • Congresso: Brasil será sede do WCES
  • Prevenção : Curso Criança Segura no Trânsito
  • Segurança: Metade das pessoas não usa cinto no banco traseiro

Confira a versão online acessando:

Participe enviando notícias de eventos sobre cirurgia do trauma e emergência, sobre Liga de Trauma, projetos de prevenção, residência médica e outros para serem divulgados pela SBAIT para secretaria@sbait.org.br

News

Ação das Entidades Médicas leva Governo a aprimorar decreto sobre especialistas

foto 5 (4)

SBAIT esteve representada durante encontro em Brasília

A presença das Entidades Médicas em Brasília nesta quarta-feira (12)  levou o Ministério da Saúde a assumir o compromisso de reescrever o Decreto 8497/2015 , publicado em 05 de agosto de 2015, que prevê o Cadastro Nacional de Especialistas. Para as Associações Médicas, o cadastro pode colocar em risco a qualidade da assistência médica no Brasil.

O Ministro da Saúde, Arthur Chioro assumiu o compromisso de aprimorar o texto do decreto.  A nova versão do texto deve ser apresentada em duas semanas e será elaborada em conjunto com uma comissão composta por representantes do Ministério da Saúde, Ministério da Educação, Conselho Federal de Medicina e Associação Médica Brasileira.

A SBAIT esteve representada no encontro pelo presidente da Sociedade, Sandro Scarpelini , e juntamente com as outras Sociedades Médicas, acompanhará atentamente os novos passos do processo.

Saiba mais:

Sob pressão, cadastro de médicos deve mudar – Portal Estadão , 12/08/2015

Com ação das entidades médicas, Governo promete reescrever Decreto sobre especialistas – Portal CFM, 12/08/2015

News

Lideranças e sociedades médicas, entre elas a SBAIT, reúnem-se em Brasília para discutir Decreto nº 8497/2015 que trata sobre a formação de especialistas

foto

Na manhã desta quarta-feira (12), representantes dos Conselhos de Medicina, das Associações Médicas e das Sociedades de Especialidades, além de outras entidades da categoria, reuniram-se em Brasília, para alinhar estratégias que visam a extinção do Decreto 8497/2015 – que instituiu a etapa Mais Especialistas ao programa Mais Médicos. A SBAIT esteve representada pelo presidente da Sociedade, Sandro Scarpelini.

foto 5 (4)

Representantes dos Conselhos de Medicina, das Associações Médicas e das Sociedades de Especialidades, além de outras entidades da categoria, reunidos em Brasília.

Na última sexta-feira ( 7), as entidades divulgaram nota com posicionamento conjunto onde classificam a medida como uma “interferência autoritária por parte do Poder Executivo na capacitação de médicos especialistas no País, caracterizando-se, mais uma vez, pela ausência de diálogo com os representantes das entidades médicas, das universidades e dos residentes”. Para as entidades, o Decreto representará a transformação do SUS num modelo de atenção desigual, marcado pela iniquidade ao oferecer aos seus pacientes assistência com médicos de formação precária, com consequentes riscos para valores absolutos, como a vida e a saúde.

Segundo as entidades, esse Decreto da Presidência da República abre brechas para mudar os critérios de formação de médicos especialistas no Brasil e deve ser objeto de ações das entidades em diferentes esferas. Na oportunidade, os líderes das entidades conversarão com a Imprensa para explicar a forma como a norma compromete o ensino médico e também o Sistema Único de Saúde (SUS). Dados atualizados sobre a Residência Médica no Brasil também serão apresentados.

A votação, em caráter de urgência, está prevista para as 16h00 desta quarta-feira.

Acompanhe um trecho da declaração do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, durante encontro com as Lideranças e Sociedades nessa manhã.

Informações: http://portal.cfm.org.br/

News

SBAIT adere à Campanha do CFM de “Combate ao Desaparecimento de Crianças e Adolescentes”.

Imagem3

A SBAIT anuncia seu apoio à Campanha  de Combate ao desaparecimento de crianças e adolescentes, desenvolvida pelo Conselho Federal de Medicina. Especificamente no meio médico, a Campanha divulga recomendações para o reconhecimento de crianças e adolescentes desaparecidos, já que muitos deles em algum momento podem passar por atendimento em consultórios ou hospitais. A campanha também orienta a sociedade sobre como evitar e como proceder em caso de desaparecimento de um menor. O site oficial da Campanha traz todas as informações em detalhes.

Os números são expressivos e alarmantes:Imagem1

  • Todos os anos, mais de 200 mil pessoas desaparecem no Brasil.
  • No Brasil, são registrados em média 50 mil casos de desaparecimento de crianças e adolescentes por ano
  • O estado de São Paulo detém 25% desse número, representando o maior índice, seguido do Rio de Janeiro e dos estados do Nordeste

Nesse sentido,  no dia 17 de agosto (segunda-feira), será realizado no Auditório Vermelho da Prefeitura Municipal de Campinas (Avenida Anchieta nº 200), às 13h30,  um Ato Público – Mobilização para a Busca e Defesa da Criança Desaparecida, visando chamar atenção da sociedade, dos médicos e da imprensa para políticas públicas de enfrentamento ao desaparecimento de crianças e adolescentes. Todos membros da SBAIT estão convidados.

Como participar da Campanha:

Ao atender uma criança, fique atento aos seguintes procedimentos:

1 – Peça a documentação do acompanhante. A criança deve estar acompanhada dos pais, avós, irmão ou parente próximo. Caso contrário, pergunte se a pessoa tem autorização por escrito;

2-Procure conhecer os antecedentes da criança. Desconfie se o acompanhante fornecer informações desencontradas, contraditórias ou não souber as perguntas básicas;

3-Analise as atitudes da criança. Veja como ela se comporta com o acompanhante, se demonstra medo, choro ou aparência assustada;

4- Veja se existem marcas físicas de violência, como cortes, hematomas e grandes manchas vermelhas.

Materiais da Campanha:

Vídeo: Linkhttps://www.youtube.com/watch?v=Bh83mUl9Kek&feature=youtu.be

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Bh83mUl9Kek]

Folderdownloadhttp://www.flip3d.com.br/web/pub/cfm/index7/?numero=7

Imagem2

Folder Campanha

Para mais informações, o contato poderá ser feito pelo email criancasdesaparecidas@portalmedico.org.br

Sites de referência:

http://criancasdesaparecidas.org/

http://www.maesdase.org.br/

http://desaparecidos.gov.br/

News

Nova diretoria do CoBraLT toma posse durante o XVII CoLT

Durante o XVII Congresso Brasileiro das Ligas do Trauma (CoLT) 2015 em Belo Horizonte, Minas Gerais,foram realizadas a eleição e a posse da nova Diretoria do Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma (CoBraLT), Gestão 2015/2016.

Membros equipe CoBraLT - GESTÃO 2015 - 2016

Membros equipe CoBraLT – GESTÃO 2015 – 2016

Para os membros da nova Diretoria eleita, o XVII CoLT 2015 possibilitou maior e melhor troca de experiências e ideias acerca de projetos, pesquisas, trabalhos e ações desenvolvidos pelas Ligas Acadêmicas de Trauma e Emergência filiadas ao CoBraLT proporcionando ambiente favorável para a elaboração do plano de metas e trabalhos para próxima gestão. A equipe CoBraLT 2015/2016 será composta por 26 membros de Ligas Acadêmicas de Trauma e Emergências filiadas ao CoBraLT durante a última gestão 2014/2015.

Entre as ações idealizadas para a gestão 2015/2016 do CoBraLT estão questões como a atualização constante dos dados e informações do website do CoBraLT , o incentivo à criação de Ligas Acadêmicas de Trauma e Emergências em Saúde e consequentemente a filiação ao CoBraLT, participação em projetos de extensão em parceria com a Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT), especialmente o projeto P.A.R.T.Y. (Prevenção do Trauma Relacionado ao Álcool na Juventude – Brasil), movimento Maio Amarelo, projeto Salvando Vidas e o Simulado Nacional SBAIT de Atendimento às Múltiplas Vítimas de Trauma, incentivo ao intercâmbio e à produção científica entre as Ligas Acadêmicas filiadas e consequentemente o fortalecimento e a criação de parcerias visando à cooperação de ações que busquem melhorar e ampliar a área de urgência, emergência e trauma no Brasil.

Para mais informações sobre o CoBraLT, acesse: www.cobralt.com.br

Abaixo seguem os nomes e as respectivas funções da diretoria do CoBraLT gestão 2015-2016:

  • Presidente:Paulo Henrique Klein (Liga Amazonense do Trauma);
  • Vice-Presidente:Luana de Castilho Kropf Penante (Liga Acadêmica de Trauma e Emergência da Universidade Federal do Rio de Janeiro);
  • 1º Secretária:Alice Poltosi (Liga do Trauma da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul);
  • 2º Secretária:Yasmin LucchiCecchi (Liga do Trauma da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas);
  • Diretora Científica:Thaís Suelen Israel Ferreira (Liga do Trauma de Roraima);
  • Diretor de Projetos:Ismael Kirst Dornelles (Liga de Emergência e Trauma da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre);
  • Diretor de Comunicação e Marketing:Daniel Zaidan dos Santos(Liga do Trauma da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas);
  • Diretores de Intercâmbio:Marcus Vinícius Gonçalves (Liga Acadêmica de Trauma e Emergências Prof. Irany Salomão da Universidade Estadual de Santa Cruz) e Daniel Merino Nascimento(Liga do Trauma da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas);
  • Diretor Extra-Regional:Hugo Henrique Ribeiro de Almeida(Liga Acadêmica de Trauma e Emergências Prof. Irany Salomão da Universidade Estadual de Santa Cruz);
  • Diretores de Enfermagem:Áurea Lorena Nunes Borges (Liga Acadêmica de Trauma e Emergências Prof. Irany Salomão da Universidade Estadual de Santa Cruz), Joan Alessandro Barros Silva (Liga Araguainense do Trauma de Enfermagem) e Taylane Vilela Chaves (Liga Acadêmica do Trauma e Emergências de Enfermagem de Minas Gerais);
  • Tesoureiro:Thales Scudeler Floriam(Liga do Trauma da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas);
  • Regional Centro-Oeste: Daniel Felipe Gomes da Costa (Liga Acadêmica do Trauma e Emergência Médica da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul);
  • Regional Nordeste: Guilherme Lopes Vasconcelos Manhães (Liga Acadêmica de Trauma de Sergipe);
  • Regional Norte:Vinícius Moreira Lima (Liga Araguainense do Trauma);
  • Regionais Sudeste – São Paulo:Bruno Massaro Guidi (Liga do Trauma da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas) e Ricardo Henrique De Rizzo (Liga do Trauma, Emergências e Terapia Intensiva da Universidade de Ribeirão Preto);
  • Regional Sudeste – Espírito Santo:Leonardo Lopes Gloor (Liga Acadêmica Capixaba de Cirurgia);
  • Regional Sudeste – Rio de Janeiro:Guilherme Fernandes Spinelli (Liga de Trauma e Emergência da Estácio de Sá);
  • Regional Sudeste – Minas Gerais:José Yago Dias de Souza (Liga Acadêmica do Trauma e Emergências de Minas Gerais);
  • Regional Sul:Lucas Oliveira Junqueira e Silva (Liga do Trauma e Emergência da Universidade Federal do Rio Grande do Sul);
  • Estadual Norte:Aguinaldo José Mendes de Sousa Filho (Liga Amazonense do Trauma);
  • Estadual Nordeste:Liga do Trauma da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas;
  • Estadual Sul:Elton Wolaniuk (Liga Acadêmica do Trauma do Hospital Universitário Cajuru);
  • Diretor CoLT 2016:Jones dos Santos Monte (Liga do Trauma da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas).

 

News

Workshop explica a acadêmicos os passos para a implantação do P.A.R.T.Y. em suas cidades

Objetivo é ampliar o número dos núcleos do programa no Brasil

foto party 1

Integrantes do Programa P.A.R.T.Y. Campinas compartilhando sua experiência com o programa durante o workshop

Um workshop sobre o  P.A.R.T.Y.  (Prevenção do Risco de Trauma Relacionado ao Uso de Álcool na Juventude) Brasil explicou a acadêmicos do XVII CoLT (Congresso Brasileiro das Ligas do Trauma) como funciona o programa e quais os procedimentos para implantá-lo em suas cidades.  O objetivo é despertar o interesse dos alunos para que o P.A.R.T.Y. seja levado para um número cada vez maior de universidades. Atualmente, ele funciona em cinco municípios: Ribeirão Preto (SP), Campinas (SP), Vitória (ES), Sorocaba (SP) e São Luís (MA).

party 2

Palestra recebeu grande número de Ligas interessadas na implantação do P.A.R.T.Y.

No Brasil, o P.A.R.T.Y. é coordenado pela SBAIT e executado por acadêmicos de Ligas do Trauma ou de Urgência. De origem canadense, sua primeira edição aconteceu em 1986. Em nosso País, chegou em 2008, em Ribeirão Preto, primeira cidade que desenvolveu o projeto. Ele é um programa preventivo, desenvolvido com adolescentes que ainda vão tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O objetivo é orientá-los sobre os riscos de ingerir bebida alcoólica e dirigir entre outros riscos no transito decorrentes de suas escolhas.

Os resultados são tão positivos que, no Canadá,  a participação no programa fica registrada na carteira de habilitação, o que permite monitorar sua eficiência. Estudos apontam que as pessoas que participam do P.A.R.T.Y. se envolvem menos em acidentes ao longo da vida.

Basicamente, o programa é feito em um único dia, por meio período. Os adolescentes vão até um auditório dentro da universidade/hospital  participante onde assistem a várias palestras, com Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, alunos da Liga do Trauma e órgãos locais de trânsito, além de palestras com sequelados de acidentes, que contam o impacto que uma paralisaria, por exemplo, teve em sua vida. Esses depoimentos costumam sensibilizar os estudantes sobre o tema. Na sequência, eles visitam a enfermaria do hospital, momento em têm contato com outras vítimas de trauma.

Para viabilizar o P.A.R.T.Y., são fechadas parcerias com órgãos que possam fornecer o transporte e o lanche dos adolescentes, além dos que serão responsáveis pelas palestras. Em Campinas, por exemplo, o programa é desenvolvido com as escolas públicas e o transporte é feito pela empresa municipal de trânsito. Não é permitido vincular o programa a algum benefício econômico, já que ele é sem fins lucrativos, e nem a empresas de bebida alcoólica, bares, etc.

O primeiro passo para implantar o P.A.R.T.Y. em uma cidade é procurar a regional mais próxima do CoBralt (Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma) para agendar uma visita a um P.A.R.T.Y. que funciona no Brasil, momento em que será possível conhecer o programa na prática. É importante destacar que o programa só pode ser implantado por alunos que não são de ligas acadêmicas quando a cidade não tiver nenhuma Liga. Se a cidade tiver Liga do Trauma ou de Urgência, a implantação deverá ser feita através da Liga, que precisa ser filiada ao CoBralt.

Após conhecer um núcleo do programa, os interessados precisam enviar uma carta ao Comitê de Prevenção da SBAIT, com todas as informações de como será feita a implantação: local (hospital), parceiros (PM, Bombeiros, etc.), público-alto (alunos, de que idade, que tipo de escola), como será feito o transporte do público-alvo, se será servido lanche, se há auditório para receber os visitantes, qual a periodicidade, etc. Enfim, é necessário informar toda a estrutura para a implantação.

É importante destacar que todas as parcerias feitas, inclusive com os órgãos públicos, precisam estar devidamente documentadas para que o programa realmente aconteça sem falhas. Outra dica interessante é definir o papel de cada um dentro do processo, principalmente dos acadêmicos que vão desenvolver o projeto, e um calendário prévio de visitas, de preferência semestral, para que todos os envolvidos possam se programar com antecedência.

News

Três conferências marcam a abertura oficial do CoLT 2015

Congresso reúne Ligas de Trauma de todo o país

abertura 1

Dr Domingos André Drummond, presidente da mesa e Diomildo Ferreira Andrade Júnior, diretor do XVII CoLT.

A cerimônia de abertura do XVII Congresso Brasileiro das Ligas do Trauma (CoLT) realizada nesta quinta-feira (06), teve início com a mensagem da comissão organizadora com o diretor do XVII CoLT, Diomildo Ferreira Andrade Júnior. Na sequência, três conferências abordaram o “Atendimento Multidisciplinar no Trauma e seus desafios na prática”, contando com Dr Domingos André Drummond como presidente da mesa.

abertura 2

Dr Gustavo Pereira Fraga ( SP)

Dr Gustavo Pereira Fraga ( SP) falou sobre “Educação Médica no Trauma”, reforçando que trauma é um problema social e que é necessário melhorar a formação de nossos profissionais. A prevenção da doença trauma é fundamental e os profissionais de saúde, a universidade e cada cidadão precisam combater essa doença. Para ele, a SBAIT e as Ligas de Trauma possuem papel importante em liderar essas ações para que o trauma deixe de ser uma doença negligenciada.

abertura 3

Carlos Henrique Campos Castanheira (MG)

Em seguida, Carlos Henrique Campos Castanheira abordou o tema” Interdisciplinariedade no Atendimento ao Trauma”. Ele ressaltou a importância do trabalho em equipe que sempre permite o melhor atendimento ao paciente traumatizado.

abertura 4

Paula Martins (MG)

A conferência “O Cenário Atual do Trauma no SUS “, com a médica Paula Martins (MG)- apresentou brevemente as peculiaridades do SUS, que possui um grande número de atendimentos a traumatizados, falou sobre a importância de um plano de atendimento múltiplas vítimas e gerenciamento de crise , apresentando o funcionamento do atendimento do SAMU em Belo Horizonte.

Ao final, o divertido “Show Medicina”, do Grupo de Teatro Acadêmicos Amestrados, encerrou a solenidade de abertura e o primeiro dia do CoLT 2015.

O XVII CoLT será realizado de 6 a 8 de agosto na Associação Médica de Minas Gerais, em Belo Horizonte (MG).

Fechar