Posts Populares

News

Em novembro será realizada mais uma edição do SIMPALT

simpalt siteSerá realizado nos dias 07 e 08 de novembro, na Escola Paulista de Medicina – Unifesp,  o X SIMPALT (Simpósio Paulista das Ligas do Trauma), tradicional encontro das ligas de trauma do estado de São Paulo que reúne centenas de estudantes de medicina, residentes e professores de todo o Estado.

Criado em 2006, o SIMPALT é um encontro organizado pelas Ligas Acadêmicas de Trauma das principais faculdades de medicina do Estado de São Paulo: Escola Paulista de Medicina (Unifesp), Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Faculdade de Medicina do ABC, Universidade de Santo Amaro e Faculdade de Medicina da USP.

O Simpósio, que conta com um módulo teórico e outro prático em sua programação,  tem como objetivo despertar o interesse sobre o tema trauma nos estudantes de medicina e também propiciar a troca de experiências entre as Ligas e seus professores.

O evento conta com o apoio da SBAIT e CoBraLT ( Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma).

Informações: http://www.i-m.mx/simpalt/SIMPALT/home.html

News

“Técnicas para desobstrução de vias aéreas por engasgo” é o tema do Projeto Salvando Vidas de outubro

folder frente Em outubro, o Projeto Salvando Vidas,         (CoBraLT/SBAIT), que envolve as Ligas de Trauma de todas as regiões do país, terá como foco ações de prevenção envolvendo  “Técnicas para desobstrução de vias aéreas por engasgo”. 33 Ligas do Trauma já confirmaram a participação.

No Projeto, estudantes de medicina de todo o país ensinam leigos a prestarem os primeiros socorros em vários tipos de situações. O cronograma prevê ações mensais de outubro de 2015 a julho de 2016. Em cada edição, será abordado um tema diferente.

Em setembro, por exemplo, os estudantes ensinaram à população técnicas de RCP, folder verso jpgalcançando um público presencial aproximado de 3000 pessoas e um alcance de cerca de 10 mil pessoas nas redes sociais, com a divulgação da campanha.

Cidades participantes do Projeto setembro:  Campinas /SP  ( Liga do Trauma da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas- LT da UNICAMP), Juiz de Fora /MG ( Liga do Trauma e Emergência da Universidade Federal de Juiz de Fora -LATE-UFJF), Vila Velha /ES (Liga Acadêmica Capixaba de Cirurgia -LIACC), Boa Vista /RR (Liga do Trauma de Roraima -LTRR).

Ligas que contribuiram com a divulgação da campanha em redes sociais: Liga Acadêmica Capixaba de Cirurgia (LIACC), Liga do Trauma e Emergência da Universidade Federal de Juiz de Fora (LATE-UFJF), Liga de Emergência e Trauma da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (LET-UFCSPA), Liga do Trauma da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (LT-UFRGS), Liga do Trauma, Emergências e Terapia Intensiva da Universidade de Ribeirão Preto (LiTETI-UNAERP), Liga Acadêmica de Cirurgia do Trauma da Pontifícia Universidade Católica de Goiás  – LACIT-PUCGO)

Informações sobre o projeto Salvando Vidas podem ser obtidas diretamente com o CoBraLT ( Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma).

http://cobralt.com.br/contato/

News

SBAIT orienta como agir em caso de ocorrências de trânsito

resgateAo acionar um serviço de resgate, é importante que a pessoa tenha em mãos informações decisivas para um bom atendimento

A SBAIT está divulgando uma série de orientações para que as pessoas saibam como agir, ao acionarem um serviço de resgate para atendimento de uma ocorrência de trânsito com vítima. Informações passadas corretamente ao atendente facilitam e agilizam o atendimento e, consequentemente, a chegada do socorro.

Ao se deparar com uma ocorrência de trânsito com vítima, o primeiro passo é ficar em segurança e verificar se as vítimas estão em segurança também. A partir disso, é necessário solicitar um serviço de resgate.  O número mais comum para este tipo do atendimento é o do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) – 192. Outros números úteis são o 193 (Corpo de Bombeiros) e o da Polícia Militar (190).

O atendente vai solicitar uma série de informações e, para agilizar este atendimento, é muito importante que você tenha em mãos: o endereço correto do local da ocorrência, se há algum tipo de vazamento de combustível, se há alguém preso nas ferragens, quantas vítimas são (e se há crianças entre elas), se há vítimas andando, se estão conscientes ou inconscientes.

“Quanto mais fiel à cena da ocorrência for a informação passada ao serviço, melhor será o atendimento. O número de viaturas, o tipo de viatura… tudo isso depende muito do estado das vítimas. Com uma checagem rápida no local, qualquer pessoa pode passar informações muito importantes para o serviço médico”, explica o coordenador do Comitê de Atendimento Pré-Hospitalar da SBAIT, Rodrigo Caselli.

É importante destacar que as vítimas, por mais que pareçam bem, só devem ser movidas por uma equipe médica, salvo no caso de estarem correndo algum risco, como serem atropeladas. Ainda assim, é importante comunicar ao atendente esta situação e seguir suas orientações. “O ideal, para evitar novas ocorrências, é sinalizar o local e, se for o caso, impedir a passagem de veículos”, reforça Caselli.

O presidente da SBAIT, Sandro Scarpelini, explica que, no calor da emoção e na pressa de acionar um resgate, as pessoas não fornecem informações necessárias. “Às vezes, em alguns segundos, você pode ter uma ideia geral da cena da ocorrência. Este pequeno tempo que parece estar atrasando o resgate certamente vai agilizar lá na frente. É preciso manter a calma em uma situação como esta”, frisa.

 

News

Medicina de Emergência passa a ser especialidade no Brasil

emergencia (1)A formação dos profissionais de emergência conquistou um grande avanço em 16 de setembro de 2015, quando a Medicina de Emergência passou a ser considerada especialidade pelo Conselho Federal de Medicina ( CFM), Conselho Nacional de Residência Médica (CNRM)  e Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM).

No Brasil, dos 409.267 médicos em atividade no país, apenas 85 são emergencistas que cursaram 3 anos de Medicina de Emergência após a graduação.

Com a aprovação da especialidade, o Brasil dá um grande passo à formação desses profissionais. Já foram credenciados pelo Ministério da Educação e Cultura ( MEC) e pelo CNRM, 24 novos programas de residência médica, distribuídos em diversos estados do país.

A Associação Brasileira de Medicina de Emergência (ABRAMEDE) e a Sociedade Brasileira de Pediatria assumem a responsabilidade na formação dos médicos emergencistas na área de adulto e pediátrica. Segundo as Entidades, todas as instituições que estão propondo estes programas possuem grande experiência na área de educação, formação de novos médicos, pesquisa e são reconhecidas por sua excelência no atendimento a seus pacientes.

O Brasil conta ao todo, com 12 programas de residência em ME ADULTO, com acesso direto e duração de 3 anos, e 12 programas de área de atuação em ME PEDIÁTRICA, com duração de 1 ano, tendo como pré-requisito a Residência Médica de pediatria.

Com essa conquista, ganham os profissionais que atuam na área e especialmente os pacientes, que contarão com uma equipe qualificada em um momento tão importante e definitivo em sua vida.

A SBAIT também está requisitando junto com o CBC a ampliação da duração do PRM Área de Atuação em Cirurgia do Trauma de um para dois anos.

Saiba mais sobre a especialidade de Medicina de Emergência e os programas de residência médica, acessando o site da ABRAMEDE: http://www.abramede.com.br/ 

News

Espaço do Trauma SBAIT – outubro 2015

imagem41

Confira a coluna “Espaço do Trauma – SBAIT” – Revista Emergência, edição n. 79, de outubro de 2015.

Alguns destaques dessa edição:

  • Leigos aprendem a salvar vidas
  • Internacional – 46º Congresso Mundial de Cirurgia
  • Capítulos SBAIT –  Reuniões científicas da SBAIT-RJ/CBC
  • Concurso – Novos docentes para Cirurgia do Trauma
  • 5ª JOCET é realizada com sucesso
  • Evento –  Jornada Internacional de Trauma
  • CoBraLT – Diretoria para gestão 2015-2016 toma posse
  • Olimpíadas 2016-  Preparação da saúde para o evento

Confira a versão online acessando:

Participe enviando notícias de eventos sobre cirurgia do trauma e emergência, sobre Liga de Trauma, projetos de prevenção, residência médica e outros para serem divulgados pela SBAIT para secretaria@sbait.org.br

News

Profa. Susan Briggs, Membro Honorária da SBAIT, é homenageada pelo American College of Surgeons

Susan_Briggs

Dra Susan Briggs, membro honorária da SBAIT

No dia 06 de outubro, em Chicago (EUA),  quatro cirurgiões foram homenageados pelo American College of Surgeons, por reconhecimento aos seus esforços como cirurgiões voluntários que prestam cuidados a pacientes carentes no exterior.

Uma das homenageadas é a membro honorária da SBAIT, Dra Susan Briggs, que recebeu o International Surgical Volunteerism Award, como reconhecimento ao seu trabalho voluntário em organizações sem fins lucrativos e no U.S. National Disaster Medical System prestando atendimento cirúrgico durante emergências humanitárias em todo o mundo.

Dra. Briggs fundou o Instituto Internacional de Trauma e Desastres no  Massachusetts General Hospital (MGH), um recurso educacional em trauma e medicina de desastres que ajuda muitos países que possuem pouco ou nenhum sistema organizado de preparação e resposta a desastres. Ela desenvolveu e participou de inúmeros cursos internacionais de capacitação de formadores para prestadores de serviços médicos multidisciplinares, que são fornecidos sem nenhum custo. A segunda edição do “Manual de Resposta Médica Avançada em Desastres” foi recentemente desenvolvida e editada pela Dra. Briggs com o departamento do MGH de cirurgia e do Programa de Harvard em Cirurgia global; atualmente está sendo traduzido para vários idiomas. A primeira edição foi traduzida em oito idiomas, incluindo chinês, árabe, japonês e espanhol.

Em colaboração com o Comitê Americano para os Refugiados e como membro fundador da Durant Fellowship for Refugee Medicine, Dra. Briggs serviu como mentor para muitos dos beneficiários, tanto no MGH e em campos de refugiados em todo o mundo. Seu envolvimento com o Project Hope e o governo dos EUA incluiu a organização e liderança de equipes médicas voluntárias de desastre para resposta a muitas emergências internacionais, incluindo desastres como o terremoto em El Salvador, Armênia, Irã, China, e Haiti, bem como um desastre de trem em Ufa, Rússia . Dra. Briggs também trabalhou com organizações sem fins lucrativos para desenvolver programas que abordem a violência de gênero, geração de renda, assistência médica e austera em países de baixa e média renda.

Dra. Briggs trabalhou como consultora em trauma e medicina de desastre seguindo desastres humanitários, ajudando a desenvolver programas sustentáveis ​​no atendimento ao trauma e medicina de reabilitação em conjunto com organizações médicas internacionais sem fins lucrativos. Esses programas oferecem formação no país de pessoal, fornecimento de equipamentos médicos e os programas de troca de colaboração. Dra. Briggs é professora associada de cirurgia  em Harvard Medical School, Boston

Na ocasião também foram homenageados os cirurgiões:

  • Rifat Latifi, MD, FACS,  cirurgião geral e do trauma, (Tucson, AZ) recebeu o International Surgical Volunteerism Award 
  • Shilpa Shree Murthy, MD, MPH, residente de cirurgia geral na Universidade de Indiana, Bloomington, recebeu o  Surgical Resident Volunteerism Award 
  • Dan Poenaru, MD, FACS, cirurgião pediátrico ( Montreal, CA) , recebeu o Surgical Humanitarian Award

Para saber em detalhes, acesse:

ACS Honors Four Members with Surgical Humanitarian and Volunteerism Awards

News

Unicamp recebe inscrições para Residência em Cirurgia do Trauma até 15/10

residencia unicamp

Faculdade de Ciências Médicas – Unicamp, Disciplina de Cirurgia do Trauma (DCT)

Estão abertas as inscrições para o concurso de Residência Médica (RM) na
Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade Estadual de Campinas
(Unicamp) até o dia 15 de outubro.

São oferecidos diversos programas, de acesso direto ou especialidades. A Disciplina de Cirurgia do Trauma do Departamento de Cirurgia da FCM – Unicamp foi criada em 1987 pelo Prof. Dr. Mario Mantovani, ex presidente e Membro Honorário da SBAIT.

Desde 1991 a Disciplina oferece o programa de Residência em Cirurgia do Trauma, que até
2003 tinha dois anos de duração e certificava como especialista. Atualmente
a Disciplina oferece o programa de RM em Cirurgia do Trauma – Área de
Atuação, com duas vagas disponíveis e um ano de duração, e o programa de RM
Cirurgia Geral – Programa Avançado, com outras duas vagas disponíveis e
dois anos de duração.

Desde 1991 já foram formados 43 médicos residentes e atualmente 4 estão realizando o programa. Além do ensino e assistência que fazem parte do cotidiano dos residentes, o serviço também tem um foco em pesquisa e estimula a participação na pós graduação *strictu senso*. Dos egressos do programa de RM, já foram formados 10 mestres, 3 doutores e 3 livre docentes (um em trauma e dois em outras áreas).

Atualmente estão matriculados 7 residentes egressos que são alunos de mestrado e um de
doutorado. O Hospital de Clínicas da Unicamp é referência para traumas e
urgências na Região Metropolitana de Campinas, recebendo 98% dos
transportes aéreos realizados pelo GRAU / Águia. Tem sala de atendimento ao
traumatizado com RX portátil e ultrassom, Centro Cirúrgico de urgência com
4 salas, Unidade de Terapia Intensiva de Trauma com 10 leitos, Enfermaria
com 16 leitos e 4 salas no Ambulatório. A equipe da Disciplina é composta
por dois docentes e 13 médicos assistentes, sendo coordenada pelo Prof. Dr.
Gustavo P. Fraga, Livre Docente e atual Presidente da Panamerican Trauma
Society. O grupo tem 4 mestres e 3 doutores, além de vários outros
docentes e assistentes do Departamento de Cirurgia que também atuam como
plantonistas.

Saiba mais:

Inscrições – http://www.fcm.unicamp.br/fcm/sites/default/files/paganex/003rmci.pdf 

email : coreme@fcm.unicamp.br

Faculdade de Ciências Médicas – Unicamp, Disciplina de Cirurgia do Trauma (DCT)

News

“Transporte Seguro de Passageiros” é o tema da Agenda Positiva de outubro

transporte com logo 1A Agenda Positiva Maio Amarelo traz a cada mês um tema que levanta o debate e inspira ações de prevenção no trânsito. Em outubro, o desafio é conscientizar sobre a importância do transporte seguro de passageiros.

O transporte de passageiros exige atenção e compromisso com atitudes e comportamentos seguros, por parte do passageiro e também do motorista, que não pode ser negligente, cuidando da acomodação correta dos passageiros, sejam eles crianças, bebês, adultos, portadores de deficiência ou idosos, verificando o uso de cintos de segurança ou cadeirinhas, se for o caso. A tarefa da segurança deve ser compartilhada entre ambos.

A Campanha “Transporte Seguro de Passageiros” possui materiais que podem ser utilizados para divulgação, promovendo ações de prevenção e conscientização junto à população. Para acessá-los basta clicar:

Download das Peças –  Campanha “Transporte Seguro de Passageiros” – outubro/2015

News

Ribeirão Preto (SP) participa de Semana Nacional de Trânsito 2015

Imagem6

A Semana Nacional do Trânsito 2015 foi realizada em Ribeirão Preto de 17 a 25 de setembro.

A Semana Nacional do Trânsito 2015 em Ribeirão Preto(SP), realizada de 17 a 25 de setembro, contou com uma ampla e diversificada programação, tendo motoristas, motociclistas, ciclistas, condutores, passageiros de transporte coletivo e pedestres como públicos-alvo.

Em cada dia da semana, ações de prevenção e conscientização foram desenvolvidas em diferentes locais da cidade, utilizando temas como:

  •  “Homem-faixa” – Objetivo: Respeito à faixa de travessia de pedestres.
  •  “Motociclista Seguro” (Pedágio Educativo) – Objetivo: Estimular boas práticas no trânsito”.
  • ” Blitz no radar – Ciclofaixa de Lazer – Objetivos: Orientar os condutores que transitam acima da velocidade máxima permitida
  • “Pedestre, Dê Sinal Para a Vida” –  Objetivo: Respeito à faixa de travessia de pedestres.
  • “Dia Mundial Sem Carro” – Objetivo: Estimular o uso do transporte coletivo  e o uso da faixa preferencial para ônibus (motoristas)  e Estimular o transporte por bicicleta.
  • “Uso do cinto de segurança e cadeirinha” – Objetivo: Estimular o uso do cinto de segurança no banco de trás – pelos passageiros e motoristas.
  • “Pedestre, Dê Sinal Para a Vida” – Objetivo: Respeito à faixa de travessia de pedestres.
  • Blitz no radar “– Objetivo: Orientar os condutores que transitam acima da velocidade máxima permitida, flagrados no radar, sobre a importância do respeito à velocidade regulamentada para a via.

A Semana Nacional do Trânsito em Ribeirão Preto contou com os realizadores:  TRANSERP (Empresa de Trânsito de Ribeirão Preto), SINCOR-SP (Sindicato dos Corretores de Seguros do Estado de São Paulo), Secretaria Municipal da Saúde (por intermédio do Departamento de Vigilância em Saúde-DEVISA) e o Corpo de Bombeiros.  Também participaram algumas instituições ou grupos como: Escola de Enfermagem da  USP de Ribeirão Preto, GVE XXIV (Grupo de Vigilância Epidemiológica XXIV), Moto Clube Águias de Cristo, SEST/SENAT, Seguradora Porto Seguro e voluntários Demolays. A trupe de palhaços (“Terapeutas do Trânsito”) realizou em parceria com o grupo, atividade educativa em importante cruzamento da cidade, interagindo de forma lúdica com a população.

As ações foram divulgadas pela mídia durante toda a semana, estimulando a população a colaborar com um trânsito mais seguro, lembrando o slogan da Semana “Seja você a Mudança no Trânsito”.

Confira imagens:

 

News

Residente relata sua experiência durante estágio nos EUA

Imagem1

Paulo participou do “International Observership Program” de julho a setembro deste ano em Richmond, EUA

Durante o mês de agosto desse ano, o residente do Hospital Geral do Grajau – Universidade de Santo Amaro,  Paulo Cesar Rozental Fernandes, teve a oportunidade de realizar um grande sonho seu: participar de atividades médicas nos Estados Unidos.  Durante o International Observership Program, Paulo acompanhou as atividades relacionadas ao atendimento de urgência e emergência, nas instalações de saúde da cidade de Richmond, no Estado da Virgínia.

O residente participou de treinamento a paramédicos, de simulações de desastres e catástrofes, atendimentos em cenários externos variados,programações comunitárias de conscientização e ensino a população em escolas e parques pela Richmond Ambulance Authority (RAA).

Paulo relatou em seu retorno, que a RAA desempenha papel de extrema importância na dinâmica de atendimento e socorro da cidade, além de ser internacionalmente reconhecida pela sua excelência na prestação de serviços e treinamento de equipes especializadas em resgates. “A qualidade e o entrosamento dos profissionais do grupo é surpreendente. A minha recepção foi fantástica e a percepção sobre o grupo foi – do início ao fim – de que reinam a competência e o entusiasmo no cotidiano. Dempsey, Shannon Daniel, Rob Lawrence e toda a equipe da RAA, meu sincero: Muito Obrigado!”

Paulo também conheceu as instalações do Hospital da Virginia Commonwealth (VCU). Considerado recentemente um dos cinquenta melhores hospitais de todo o território norte-americano, o VCU possuí uma estrutura e um corpo de profissionais de saúde impressionante. “Por duas semanas, acompanhei a rotina dos médicos, fisioterapeutas e enfermeiros em visitas aos leitos da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), na sala de emergência e no Centro Cirúrgico do VCU Medical Center. Durante as visitas aos leitos, novamente, a “palavra-de-ordem” foi: entrosamento. A infraestrutura, equipamentos e aparelhagem disponível impressiona. Seja na indumentária, nos exames disponíveis a beira do leito ou no mobiliário tem-se a nítida certeza da reflexão e aperfeiçoamento permanente dos processos de trabalho e da estrutura física daquela Unidade.”

Durante a oportunidade, Paulo conheceu também as peculiaridades e cultura local da histórica cidade de Richmond , que já sediou o governo americano e foi capital dos Estados Confederados e oferece uma ampla gama de opções turísticas, esportivas e culturais aos seus visitantes. “Pude aproveitar a viagem para aprender mais sobre a Guerra Civil Americana, o autor Edgar Allan Poe e sobre Artes. Destaque para o Ovo Fabergé, em exposição no Virginia Museum of Fine Arts”, relata Paulo.

“Gostaria de agradecer a oportunidade que me foi concedida pela Equipe de Cirurgia Geral do Trauma do Hospital Geral do Grajau – Universidade de Santo Amaro – regida pelo Professor Doutor Marcelo Ribeiro e a Equipe de Cirurgia do Trauma da Virginia Commonwealth University, regida pelo Prof. Dr. Michel Aboutanos. Tanto a iniciativa de enviar-me para conhecer outro serviço, em outro país, como a de me receber para tal aprendizado, são nobres ações e os agradeço imensamente.” Paulo Cesar Rozental Fernandes.

 

Fechar