Posts Populares

News

XVII CoLT tem início em Belo Horizonte.

Programação tem dois auditórios com aulas teóricas e uma sala com aula prática

LOGO Colt ALTA RESOLUÇÃOO XVII Congresso Brasileiro das Ligas do Trauma (CoLT) teve início nesta quinta-feira (06) na Associação Médica de Minas Gerais, em Belo Horizonte (MG), reunindo até 08 de agosto, cerca de 500 inscritos e Ligas de todas as regiões do país.

O programa ocorre em três ambientes simultâneos, sendo dois auditórios com a programação científica, com convidados nacionais e internacionais de grande relevância na área, e uma sala para aulas práticas.

DSC_0203

Mesa-redonda: Atualidades no Atendimento Pré-Hospitalar

No primeiro dia, o evento possui uma ampla e diversificada programação, com mesas-redondas abordando temas como “Atualidades no atendimento pré-hospitalar”, “Reposição Volêmica no Pré-Hospitalar”, “Trauma e Medicina Legal”, “Drogas no Trauma”, “Trauma e Medicina Legal”, “Traumatologia” e “Queimaduras” . Os  “Grandes Desafios na Cena do Trauma” , “A voz da Experiência” e  o “Ensino do Trauma e Experiência entre regiões” estão entre os destaques da programação, que conta com a participação de diversos membros da SBAIT como palestrantes convidados.

IMG_20150806_091539610

Evento reúne Ligas do Trauma de diversas regiões do país

O XVII CoLT conta com o apoio da SBAIT e organização do Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma(CoBraLT), da Liga Acadêmica do Trauma e Emergências (LATE-MG) e Liga do Trauma e Emergência da UNIFENAS -BH.

As inscrições podem ser realizadas até o início da tarde desta quinta-feira (06), no próprio local do evento.

Saiba mais: http://www.colt2015.com.br/

 

 

News

BH sedia, pela primeira vez, o Congresso Brasileiro de Ligas do Trauma

Evento vai receber cerca de 500 pessoas entre os dias 6 e 8 de agosto

Pela primeira vez, Belo Horizonte vai sediar uma edição do CoLT (Congresso Brasileiro LOGO Colt ALTA RESOLUÇÃOdas Ligas do Trauma), que visa a integração de estudantes e profissionais da área de saúde. O evento, que acontece de 6 a 8 de agosto, vai reunir cerca de 500 pessoas, a maioria estudantes de Medicina, Enfermagem e Fisioterapia de diversas cidades do País. Organizado pelo CoBraLT (Comitê Brasileiro das Ligas do Trauma), com o apoio da SBAIT, o CoLT acontece anualmente e está em sua 17ª edição.

A programação foca, principalmente, em cirurgia do trauma, terapia intensiva e medicina de urgência. De acordo com o diretor do CoLT, Diomildo Ferreira Andrade Júnior, o evento permite uma enorme integração entre os estudantes e profissionais em um ambiente propício para troca de ideias, principalmente em relação a atividades de prevenção e educação. “Sabemos que, em relação ao Trauma, a solução é, antes de tudo, prevenção.

No XVII CoLT, teremos diversas mesas redondas que englobam este assunto, estimulando os alunos a levarem para suas cidades ideias discutidas durante o congresso”, explica. “Além disso, contaremos com especialistas para oferecer o que há de mais atual no manejo de um paciente politraumatizado em todos os ambientes de atendimento, desde o pré-hospitalar até o intra-hospitalar”, completa Andrade Júnior. A organização local do evento foi feita pela Liga Acadêmica do Trauma e Emergências de Minas Gerais (UFMG e CMMG), com o apoio da Liga do Trauma e Emergências da Unifenas-BH. Desde sua primeira edição, em 1999, o CoLT é exclusivo a estudantes da área de saúde, com atividades coordenadas por professores de instituições de ensino superior e membros de sociedades médicas brasileiras com ampla participação no ensino, pesquisa, extensão e assistência em saúde.

Nos dois primeiros dias, o evento acontece no Centro de Convenções da Associação Médica de Minas Gerais. No último dia, será realizado no Salão Nobre da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. A programação conta com parte teórica e prática. “Este é um evento muito importante para a comunidade acadêmica. Há uma grande troca de experiência e é uma excelente oportunidade para os estudantes da área de saúde conhecerem melhor o Trauma”, explica o presidente da SBAIT, Sandro Scarpelini. “Iniciativas como esta ajudam a melhorar o atendimento ao traumatizado no Brasil”, completa.

Um dos assuntos abordados no evento é o P.A.R.T.Y. (Prevenção do Risco de Trauma Relacionado ao Uso de Álcool na Juventude), programa de origem canadense, implantado no Brasil pela SBAIT e executado pelas Ligas do Trauma. O P.A.R.T.Y. atua diretamente com adolescentes do Ensino Médio para que eles se conscientizem sobre os riscos de ingerir bebida alcoólica e dirigir. Durante o programa, que é realizado em um dia, os estudantes vão até a universidade, onde assistem a várias palestras, com Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, estudantes de Liga do Trauma, entre outros, e, na sequência, conversam com pacientes internados, principalmente, vítimas de algum tipo de Trauma.

“Este é um importante programa de prevenção, que envolve os estudantes das Ligas de Trauma e precisa ser cada vez mais difundido, já que os eventos de trânsito são uma das principais causas de Trauma no Brasil”, diz Scarpelini.

SERVIÇO:

XVII CoLT Dias 6, 7 e 8 de agosto

Dias 6 e 7 – no Centro de Convenções da Associação Médica de Minas Gerais

Dia 8 – no Salão Nobre da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais

News

Marttos fala sobre a preparação na área da saúde para as Olimpíadas 2016

Apresentação foi tema de palestra durante o XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia

DSCN0557

Dr Antonio Marttos (EUA durante sua apresentação

No segundo dia da programação do XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia,  Dr Antonio Marttos ( EUA), membro honorário da SBAIT e médico do Comitê Olímpico Brasileiro compartilhou com os participantes do congresso pontos da preparação na área da saúde para as Olimpíadas 2016, a ser realizada no Rio de Janeiro.

A Olimpíada 2016 contará com 10903 atletas, de 205 países, 45000 voluntários, 25000 profissionais de mídia e 7000 membros de delegações . Já os Jogos Paralímpicos receberão 4350 atletas de 178 países, 25.000 voluntários, 7200 profissionais de mídia, 3000 membros de delegações e 1300 técnicos oficiais. Para atender a essa demanda, a área de saúde já está se preparando há alguns anos, visitando edições anteriores do evento, fazendo reuniões de planejamento e simulados.

DSCN0564

Antonio Marttos, Tércio de Campos e Daniel de Lima durante debate

Marttos explicou como o sistema de atendimento na área da saúde será implantado, envolvendo cada área de competição, em diferentes regiões da cidade. Cada hospital será responsável por diferentes grupos de clientes (Midia, atletas, turistas, etc.). Ao todo, os profissionais da saúde atenderão em 36 áreas de competições, 20 áreas de treinamento, na Vila Olímpica, nas 5 Vilas da mídia, nos hotéis da família olímpica e paralímpica e durante as cerimônias de abertura e encerramento.

A policlínica, localizada na Vila Olímpica, possuirá funcionará 24 horas como um centro multidisciplinar, similar a um pequeno hospital para oferecer cuidados médicos para todos os atletas e oficiais.

A área da saúde contará com aproximadamente 5000 voluntários durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, incluindo profissionais de medicina do esporte, cirurgia do trauma, enfermagem, odontologia, oftalmologia, fisioterapia.  90% dos médicos serão voluntários, trabalhando em diferentes papeis, na policlínica, no atendimento em campo, etc.

Marttos finalizou com uma mensagem de motivação para os presentes, ressaltando que, apesar de todo o complexo momento em que o país vive, que permitam-se serem contagiados pelo espírito olímpico. Para ele, a grande mensagem que fica do congresso, é que “nós podemos mais, nós temos que querer mais. Cada ser humano do Brasil merece mais. Os Jogos Olímpicos serão a oportunidade de mostrar ao mundo o que temos de melhor. Vamos deixar esse legado, mostrar aos governantes que na área de saúde nós queremos mais, podemos mais e vamos exigir mais”.

 

News

Livro sobre Trauma será lançado hoje no stand da SBAIT

Obra tem 505 páginas dividias em 44 capítulos sobre vários aspectos da doença

livro1

Ricardo Breigeiron, Hamilton Petry de Souza e Daniel Weiss Vilhordo, editores do livro

O livro Doença Trauma – Fisiopatogenia, Desafios e Aplicação Prática será lançado hoje, às 13h30, no stand da SBAIT no XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia, que acontece até amanhã em Curitiba (PR). Escrita pelos cirurgiões Hamilton Petry de Souza, Ricardo Breigeiron e Daniel Weiss Vilhordo, a obra, com 505 páginas, tem o renomado cirurgião Raul Coimbra como editor internacional.

Os 44 capítulos abordam vários aspectos do Trauma, como prevenção, epidemiologia, graduação de lesões, tecnologias do pré-hospitalar, situações do ponto de vista de atendimento pontual difíceis, críticas e estudo da imagem no trauma, entre outros. “Nós (os autores) não queríamos fazer um manual porque o mercado está cheio de manuais. Por outro lado, também não pretendíamos fazer um livro que fosse um compêndio que estudasse detalhadamente as questões que envolvem a Cirurgia do Trauma”, explica Petry. “Modestamente, acho que está um excelente livro porque as pessoas que contribuíram nos seus diversos capítulos são do mais alto nível”, completa.

livro trauma 2

O livro Doença Trauma – Fisiopatogenia, Desafios e Aplicação Prática pode ser encontrado nas principais livrarias do País.

No total, são 67 colaboradores nacionais e internacionais. O capítulo de Cirurgia de Controle de Danos, por exemplo, foi escrito por Michael Rotondo. “Ele é o homem que, há cerca de 20, 22 anos, lançou esta proposta, que hoje é uma consagração, que foi uma mudança radical na conduta de determinadas situações traumáticas cirúrgicas”, destaca Petry. Vários membros da diretoria da SBAIT e o atual presidente da entidade, Sandro Scarpelini, também participam do livro.

Um dos diferenciais da obra é a sua abordagem, que foca teoria e prática, de forma objetiva e concisa, com uma sustentação bibliográfica recente e atualizada. “Ele não é enfadonho, prolixo. Nós estamos muito satisfeitos, com uma expectativa que ele vai acrescentar bastante aos estudantes, aos residentes, aos cirurgiões que trabalham pelo Brasil e, quem sabe, até para cirurgiões que trabalham em serviços importantes, diferenciados”, afirma Petry.

Logo na apresentação, Petry já aborda um importante aspecto do trauma: a forma como ele é negligenciado e subestimado pela sociedade e pela mídia. “Esta é a primeira causa de morte até os 40 anos de idade. Epidemiologicamente, é uma questão que tinha de ser tão prioritária quanto as neoplasias, as doenças cardiovasculares”, pondera.

O livro Doença Trauma – Fisiopatogenia, Desafios e Aplicação Prática foi publicado pela editora Ateneu e pode ser encontrado nas principais livrarias do País.

News

Evolução da SBAIT é tema de palestra

Assunto foi abordado pelo presidente da entidade, Sandro Scarpelini

sandro

Sandro Scarpelini, presidente da SBAIT

O papel da SBAIT no cenário do Trauma brasileiro foi tema de uma palestra ministrada hoje à tarde pelo presidente da entidade, Sandro Scarpelini. A explanação fez parte de uma mesa que abordou, ainda, o impacto no ATLS (Advanced Trauma Life Support) na cirurgia brasileira e no mundo, a importância da Sociedade Pan-americana do Trauma e a Verificação e Certificação de Emergência e Trauma.

Com cinco ex-presidentes da SBAIT da plateia, Scarpelini contou que foi buscar nos arquivos da entidade uma forma de abordar a contribuição dela para o Trauma nacional. “Eu fui olhar quais eram os objetivos da sociedade quando ela foi fundada”, diz. Com base nisso, ele elencou as conquistas ao longo dos anos para explicar sua importância para o Trauma no Brasil.

A SBAIT foi fundada há 33 anos. Naquela época, um de seus objetivos era congregar profissionais da área médica para prestar atendimento ao traumatizado. O desafio foi cumprido. Hoje, a SBAIT tem 655 membros em diversas regiões do Brasil e organiza vários eventos e cursos, inclusive internacionais, para a melhoria do atendimento ao traumatizado. Criou e certificou Capítulos, aumentou o número de comitês, desenvolveu e participou de grandes projetos de prevenção ao Trauma, como o P.A.R.T.Y., que conscientiza jovens sobre os riscos de dirigir após ingerir bebida alcoólica, e o Maio Amarelo, que faz um alerta à população sobre os altos índices de eventos de trânsito.

Em sua conclusão, o presidente da SBAIT destacou que, nessas três décadas, a entidade cumpriu o seu papel, mas que ainda tem muito potencial de crescimento. Ressaltou que a sociedade tem uma crescente influência na formação médica e uma importante atuação na política de saúde do País.

fraga

Gustavo pereira Fraga, presidente da Sociedade Pan-Americana de Trauma

Pan-Americana

A Sociedade Pan-Americana do Trauma também foi tema de palestra. O assunto foi abordado por seu presidente, Gustavo Pereira Fraga, ex-presidente da SBAIT. Ele contou que a entidade tem pouco mais de 3,3 mil membros e que já teve cinco presidentes brasileiros. Fraga destacou os cursos da sociedade, como os de ultrassom, de resposta médica avançada a desastres e de queimados. Ele também falou sobre os programas de intercâmbios intermediados pela sociedade.

News

Abertura oficial do Cirurgia 2015 tem solenidade e palestra sobre corrupção

DSC_0042~2[1]Evento lotou o auditório principal do congresso e reuniu representantes de diversas entidades médicas, entre elas, a SBAIT

A solenidade de abertura do XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia, que começou hoje em Curitiba, lotou o auditório principal do evento agora à noite. No palco, foram chamados membros do CBC (Colégio Brasileiro de Cirurgiões), que organiza o congresso, representantes dos governos estadual e municipal e de diversas entidades médicas. O Trauma foi representado pelo presidente da SBAIT, Sandro Scarpelini, e pelo presidente da Sociedade Pan-americana do Trauma, Gustavo Pereira Fraga.

Um vídeo institucional sobre a história do CBC abriu a solenidade. O material contou a história da entidade e seu crescimento, sempre relacionando a grandes momentos do País. Na sequência, houve apresentação do Hino Nacional e do Hino de Curitiba. Após o pronunciamento do presidente do CBC e do Congresso, Heladio Feitosa de Castro Filho, e do presidente da Comissão Organizadora do evento, Luiz Carlos Von Bahten, houve uma palestra com o procurador da República Deltan Dallagnol.

DSC_0032[1]

Solenidade de abertura reuniu grande público

Dallagnol, que faz parte da equipe de investigações da Operação Lava-Jato, envolveu a plateia ao falar sobre corrupção com uma série de trocadilhos com a Medicina. Ele abordou o quanto o País perde com este tipo de fraude, por que é tão difícil condenar esses criminosos e o que está sendo feito para melhorar a atual situação. O procurador explicou, ainda, cada um dos 10 Passos contra a corrupção, movimento criado para resolver alguns problemas que impedem a punição deste tipo de criminoso. “A impunidade alimenta a corrupção”, destaca.

De forma geral, Dallagnol tentou convencer a todos a, como ele, acreditarem no Brasil e não perder a capacidade de se indignar com o que há de errado em nosso País. “Se nós queremos mudar o País, precisamos mudar o sistema”, afirma.

News

Traumas do coração, cervical e cuidados no pós-operatório completam programação do 1º dia do Curitiba 2015

Assuntos foram destaque no Espaço do Trauma, que acontece na Sala Tingui

O Espaço do Trauma, no XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia, que acontece de hoje a DSC_0117quarta-feira em Curitiba, voltou a discutir assuntos importantes relacionados ao Trauma no período da tarde. Trauma Penetrante do Coração, Trauma Cervical, Cuidados no Pós-Operatório do Traumatizado e uma sessão interativa com discussões de casos completaram a programação do primeiro dia do evento.

DSC_0105O Trauma Cervical abriu a programação do período da tarde. A mesa redonda, presidida por Nicolau Fernandes Kruel e moderada por Carlos Alberto Fagundes, teve três palestras e uma discussão final. O médico Rodrigo Andrade Vaz de Melo abordou o tema Trauma Contuso da Artéria Carótida, seguido por Ricardo Breigeiron, que falou sobre a Conduta no Ferimento por Arma Branca na Zona 2 em Doente Assintomático. A terceira palestra foi ministrada pelo médico Tarcisio Vearsiani Filho. Ele destacou o tema Lesão da Laringe e Traqueia: é possível o tratamento não operatório?

DSC_0120Os cuidados no pós-operatório do traumatizado foram abordados em mais uma mesa redonda. O tema central foi dividido em três partes: como e quando realizar o controle         da Pressão Intra-abdominal, através da palestra do médico Marcelo Augusto Ribeiro Junior; quando a Rabdomiólise após trauma contuso preocupa, abordada pelo médico Newton Djin Mori; e como tratar fístula de intestino delgado em peritoniostomia, tema da palestra do médico Domingos André Fernandes Drumond. O presidente da mesa foi o médico Fabio Henrique de Carvalho, e a moderação ficou por conta do presidente da SBAIT, Sandro Scarpelini.

Uma sessão interativa, com a apresentação de vários casos, fechou a programação do DSC_0130primeiro dia do evento no Espaço do Trauma. Como sempre acontece neste tipo de apresentação, houve grande participação da plateia, formada, em sua maioria, por cirurgiões de todo o País. A sessão foi presidida pelo médico Daniel Souza Lima e moderada pelo paraguaio Gustavo Miguel Machain Veja.

O primeiro caso foi apresentado pelo médico Maurício Godinho, de Ribeirão Preto. Na sequência, o médico Fernando Campelo Spencer Netto, do Paraná, apresentou o caso de um politrauma grave em um homem de 53 anos, causado por um evento de trânsito. O último caso foi apresentado pelo médico Sizenando Vieira Starling, que contou o caso de um policial militar, de 30 anos, vítima de uma perfuração por arma de fogo. A sessão foi fechada após uma ampla discussão, com a participação dos membros da mesa e da plateia.

News

Trauma é destaque no XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia

dr heladio

Heládio Feitosa de Castro Filho (CE), presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC) , na abertura do primeiro dia do congresso.

O Trauma foi destaque na programação científica da sala Curitiba, no primeiro dia do XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia, que está sendo realizado de 2 a 5 de agosto em Curitiba-PR. Diversos convidados nacionais e internacionais estiveram presentes compartilhando com os participantes as últimas discussões da área.

A conferência de abertura contou com a presença do médico Dr Antonio Marttos (EUA), com o tema “Um olhar  sobre o ensino da cirurgia no mundo: o desafio futuro”, que contou com a presença do presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC), Heládio Feitosa de Castro Filho (CE) como presidente da conferência, Luiz Carlos Von Bathen (PR) como debatedor e Phillipe Abreu Reis (PR) como secretário .

marttos 2

Antonio Marttos ( EUA)

Após apresentar uma retrospectiva sobre a história e avanços da medicina e cirurgia no Brasil e no mundo, Marttos reforçou a importância dos treinamentos para a formação do cirurgião. O desafio do futuro é como manter o cirurgião bem treinado. Para ele, o segredo para uma boa formação consiste em agregar uma preceptoria forte, mais recursos, mais treinamentos, incentivando os professores a continuarem ensinando aos mais jovens. As Sociedades Médicas também possuem papel fundamental nesse aspecto, propiciando atualização de qualidade por meio dos congressos e cursos que promovem.

fleitas

Manuel Gomes Fleitas (Espanha)

Na sequência, o médico Manuel Gomes Fleitas (Espanha), abordou “ As mudanças na formação cirúrgica no século XXI”, levando os participantes a refletirem sobre os hospitais do presente e do futuro, tanto em relação à estrutura, hierarquia, como as competências necessárias para os profissionais que atuam nessas Instituições, entre elas,  profissionalismo, conhecimento médico, cuidados do paciente, habilidades de comunicação e relação interpessoal, uma prática profissional baseada na aprendizagem e na melhora contínua. Fleitas reforçou ainda os princípios do profissionalismo médico e as responsabilidades desse profissional. Para ressaltar a importância do contínuo aperfeiçoamento dos médicos, citou “ Hasta su muerte, todo médico es um estudiante” – Lord Dawson e “Todo médico muere cuando deja de estudiar” Ch. Seward.  Dr Manuel apresentou ainda um levantamento das principais evoluções tecnológicas na medicina , desde 1973 , como os diagnósticos por imagem, avanços da informática, nutrição e da própria cirurgia, como a cirurgia minimamente invasiva até a cirurgia robótica. Para finalizar sua apresentação, Fleitas ressaltou a importância de possuir habilidades de relacionamento e comunicação interpessoal, incluindo a relação médico paciente humanista e o trabalho em equipe para uma formação cirúrgica de qualidade. Para ele, comunicação é um aspecto muito importante na medicina humanista.

demetrius

Demetrios Demetriades (EUA)

“A vida em equilíbrio: como realizar o treinamento para o atendimento no Trauma”  foi o tema da conferência em debate com o convidado Demetrios Demetriades (EUA). Para ele, o treinamento é um grande desafio em trauma e uma boa formação possibilita o cirurgião a intervir com sucesso e salvar vidas . A solução é o treinamento das habilidades em laboratórios e simulados. Demetrios reforçou ainda que o paciente com trauma grave é o mais propenso a sofrer com erros, lembrando que na sala de Emergência, cada minuto conta e a “Hora de Ouro” não é 60 minutos! Ela varia de paciente para paciente, cada caso é um caso.

 

News

Espaço do Trauma fica lotado durante toda a manhã no Cirurgia 2015

espaço do trauma

Espaço do Trauma recebe grande público

Congresso acontece em Curitiba até a próxima quarta-feira

Com uma ampla programação, o Espaço do Trauma, no XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia, esteve lotado durante toda a manhã de hoje. Elaborado pelo CBC (Colégío Brasileiro de Cirurgiões), em parceria com aSBAIT, o programa da Sala Tingui já teve duas mesas redondas e uma sessão interativa, com temas variados. O congresso é organizado pelo CBC e vai até o dia 5 de agosto, no ExpoUnimed, em Curitiba (PR).

A programação foi aberta logo às 8h, com a Mesa Redonda Controvérsias no Trauma Abdominal. Presidida pelo médico Savino Gasparini Neto, com moderação do vice-presidente da SBAIT, José Mauro da Silva Rodrigues, a Mesa discutiu Trauma Abdominal Fechado – Líquido Livre Isolado , com o médico José Cesar Assef, Trauma Contuso do Corpo do Pâncreas, com o médico Gustavo Peixoto Soares Miguel, e Trauma da Veia Porta, com o médico Bruno Vaz de Melo.

dr sandro

Dr Sandro Scarpelini, presidente da SBAIT durante apresentação

Na sequência, foi feita uma Sessão Interativa sobre Trauma de Tórax. O médico José Cruvinel Neto apresentou três casos a uma experiente mesa, composta pelos médicos Hamilton Petry de Souza, Tércio de Campos, Cleinaldo de Almeida Costa e Sandro Scarpelini, que também é presidente da SBAIT. O tema gerou uma grande discussão e a exposição de diversos pontos de vista, que enriqueceram o debate central.

O TNO (Tratamento Não Operatório) de lesões das vísceras abdominais foi tema da segunda Mesa Redonda do dia, que teve o médico Álvaro Bulhões da Silva Neto como presidente e o médico André Gusmão Cunha como moderador. Fábio Henrique de Carvalho, do Paraná, abordou o TNO em hospital menor com o cirurgião à distância e, logo em seguida, o médico Sizenando Vieira Starling, de Minas Gerais, falou sobre o tema Traumatizado que estabiliza após receber sangue: pode ser indicado o TNO?

diogo

Diogo Garcia (SP)

A Mesa sobre TNO também contou com a participação do médico Diogo Garcia, que falou sobre “Lesão Despercebida de intestino delgado no TNO: falha ou erro?”. O encerramento ficou por conta do médico Antônio Marttos, brasileiro que atua em Miami (EUA). Ele fez uma apresentação sobre quando a arteriografia deve ser indicada e quais as complicações da embolização.

No período da tarde, na sala Espaço do Trauma, ainda teremos uma conferência internacional, duas mesas redondas e mais uma sessão interativa. Além do Espaço do Trauma, o congresso tem outras 13 salas com programação simultânea sobre diversos tipos de cirurgia.

News

XXVIII Congresso Panamericano de Trauma será realizado em Bolívia no mês de novembro

congreso-panamericano-trauma

 

De 11 a 14 de novembro de 2015 será realizado em Santa Cruz, Bolívia o XXVIII Congresso Panamericano de Trauma, com o tema: “Trauma, Cuidados Críticos e Cirurgia de Emergência”.

O amplo programa contará com a participação de 75 convidados internacionais de diversos países, como Estados Unidos, Canadá, Europa e América Latina, entre eles, diversos membros da SBAIT.  Além da programação científica, oito Cursos  fazem parte da programação.

O Congresso, organizado pela Sociedade Panamericana de Trauma (SPT) e pela Sociedade Boliviana de Cirurgia, como Instituição anfitriã,  é destinado a médicos, cirurgiões, ortopedistas, neurocirurgiões, especialistas em Medicina Crítica e Terapia Intensiva, Estudantes de Medicina, Profissionais de Enfermagem e Atenção Pré-Hospitalar.

Informações detalhadas sobre o programa e inscrições, podem ser acessadas diretamente no site do evento: http://www.boliviatrauma2015.com/

O Congresso já conta com uma ampla repercussão na mídia. Confira :

EL DEBER.

El congreso sobre trauma reunirá a más de 70 expertos

EL DÍA.-

Preparan congreso sobre trauma

EL MUNDO.-

Congreso panamericano tendrá 75 expositores internacionales

EL HOSPITAL.-

XXVIII Congreso Panamericano de Trauma, Cuidados Críticos y Cirugía de Emergencia

BONEWS.-

Preparan congreso sobre trauma

PÁGINA WEB DE LA GOBERNACIÓN.-

Gobernación brindará apoyo al Congreso Panamericano de Trauma

Fechar