Posts Populares

News

Aliança Piscina + Segura alerta sobre o uso de nadadeiras de sereia em atividades aquáticas

Imagem1

Acessório cauda de sereia está associado a riscos de afogamentos.

A Aliança Piscina + Segura alerta sobre a utilização do acessório cauda de sereia. O alerta conta com o apoio da SBAIT, integrante da Aliança Piscina + Segura e parceira da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (SOBRASA).

Segundo o alerta, o utensílio “cauda de sereia”  é desaconselhado para o público geral, especialmente para crianças, uma vez que nadar com tal equipamento é uma atividade altamente complexa.

Dessa forma, a  Aliança PISCINA+ SEGURA entende como muito importante ALERTAR para as razões que levam tal atividade e produto aos riscos de afogamento:

  • Para quem não sabe nadar ou está em aprendizado o risco está associado ao fato de os pés estarem unidos a cauda ou as nadadeiras,implicando em dificuldade corporal para ficar novamente em pé dentro da água.
  • Para quem sabe nadar, além de sofrer o mesmo risco de desequilíbrio com o traje ou a nadadeira dentro da água, a tentativa de ficar mais tempo submerso pode eventualmente provocar o apagamento, que levará a morte se não socorrido imediatamente.
  • O fato da atividade promover o uso de longos cabelos e soltos, aumenta o risco de sucção pelo ralo da piscina.
  • Em crianças, a prática desta atividade ou uso de nadadeiras deste tipo necessita de supervisão experiente e atenta e não somente a presença de pais no recinto da piscina.

Sobre a Aliança Piscina + Segura

A Aliança Piscina + Segura  abrange 25 Estados do Brasil e 2 países da Língua Portuguesa (Portugal e Moçambique).  A SBAIT está entre as Instituições participantes.

Por recomendação da Organização Mundial da Saúde, todos os países devem fazer alianças para combater o problema do afogamento, que é a segunda causa de morte em crianças de um a nove anos de idade e a terceira, entre dez e 19 anos. Os afogamentos em piscinas representam 53% de todos os casos de afogamento em crianças na faixa de 1 a 9 anos de idade. No Brasil, 18 pessoas morrem afogadas todos os dias.

O Objetivo da Aliança Piscina+ Segura é desenvolver um plano estratégico nacional a fim de combater essa endemia.

A coordenação da Aliança está a cargo da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (SOBRASA), parceira da SBAIT

Visite o site da SOBRASA para informações detalhadas sobre os projetos de prevenção

http://www.sobrasa.org/

10556373_834271113264816_7405262769272850665_n

 

News

Volta às aulas – Cuidados importantes no transporte escolar

trasnporte escolarInício de ano letivo é também momento de retomar a importância do transporte escolar seguro.

Muitos pais optam pela contratação de vans e micro-ônibus escolares e devem estar atentos ao cumprimento das regras de conduta básica do transporte escolar pelos condutores.

O OBSERVATÓRIO Nacional de Segurança Viária, parceiro SBAIT,  destaca os principais pontos que devem ser observados pelos pais e assegurados pelos transportadores:

  • Respeito à quantidade dos assentos para definir o número de crianças que serão transportadas. Não devem ser admitidas em hipótese alguma superlotações nas vans e micro-ônibus do transporte escolar.
  • A manutenção dos veículos e verificação se a van passou pela vistoria obrigatória são pontos importantes para a segurança.
  • Os condutores devem realizar o embarque e desembarque dos escolares pela direita, sempre do lado da calçada;
  • A checagem do uso do cinto de segurança pelas crianças deve ser feita, antes mesmo dele dar a partida no veículo.
  • Ao transportar crianças a responsabilidade e a prudência ao dirigir devem ser redobradas, evitando-se distrações com os celulares ou mesmo com as crianças;
  • O condutor de escolares deve respeitar às Leis de Trânsito, sobretudo evitando infrações comuns nos entornos das escolas como paradas duplas e estacionamentos irregulares, ainda que seja para embarques e desembarques rápidos.
  • Enfim, os pais têm direito e dever de cobrar segurança e qualidade do transporte contratado para o deslocamento de seus filhos, sendo verdadeiros fiscais dos condutores, para denunciar aos órgãos competentes qualquer irregularidade constatada sobre excesso de lotação, mau estado de conservação do veículo e postura inadequada dos motoristas, defende o OBSERVATÓRIO.

Outro alerta importante aos pais:se os filhos vão à escola caminhando ou de bicicleta é importante dialogar com eles sobre escolhas seguras e cuidados na circulação, sobretudo nas travessias, para evitar atropelamentos. É importante lembrar que a conscientização é sempre a melhor forma de prevenir acidentes.

Saiba mais: http://www.onsv.org.br/

 

News

Segundo pesquisa, 80% dos motoristas afirmam usar celular enquanto dirigem.

celular e direçãoUma pesquisa realizada com 4100 motoristas de São Paulo (SP) revela:

  • 80% dos motoristas afirmam que dirigem e usam o celular ao mesmo tempo.
  • 35% deles, para receber ou fazer ligações
  •  7% para ler ou escrever mensagens
  • 38% em ambos os casos
  • 8% não mudaria seu comportamento de jeito nenhum


Dr. Diogo Garcia, membro da diretoria SBAIT e coordenador do Centro de Trauma do Hospital Samaritano (SP), que realizou a pesquisa, comenta que 
93% dos pesquisados reconhecem que o uso do aparelho móvel ao volante é perigoso, mas na totalidade, só deixaria de usar se ele ou algum familiar sofresse acidente causado pelo uso do celular.

“O grande problema da gravidade de quem está digitando enquanto está dirigindo é que você não vai ter como se preparar para o acidente. Se a pessoa está a 100 km/h e ela perde a direção,  não vai ter aquele período em que ela freou porque ela viu que ia sofrer um acidente”, ressalta o médico Diogo Garcia.

Saiba mais:

80% dos motoristas dirigem e usam celular ao mesmo tempo, diz pesquisa ( Jornal da Globo, 27/01/16)

News

Código de Trânsito Brasileiro completa 18 anos com aumento de 40% nas mortes no trânsito

209919-970x600-1

Desde 1997 a frota de automóveis em circulação no país cresceu 275%, enquanto as mortes decorrentes de acidentes de trânsito aumentaram 40%.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) completa 18 anos nesta sexta-feira, 22 de janeiro. Há exatamente 18 anos o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) entrava em vigor. A nova legislação trouxe várias regras para os motoristas do país, com o objetivo de reduzir os acidentes e mortes no trânsito. Para especialistas, no entanto, o mau comportamento do brasileiro no trânsito ainda é responsável pelo número de acidentes.

Dados do Denatran mostram que, desde que o CTB entrou em vigor até hoje, a frota de automóveis em circulação no país cresceu 275%, enquanto as mortes decorrentes de acidentes de trânsito aumentaram 40%.

Criado em setembro de 1997 e em vigor há 18 anos, desde 22 de janeiro de 1998, o CTB passa por constante atualização, por meio de resoluções. Entre elas,  estão a Lei Seca e a mais recente, que aumentou a punição para quem estaciona em vagas exclusivas sem autorização.

Saiba mais:

Código de Trânsito Brasileiro completa 18 anos (Portal Brasil, 21/01/16)

Em vigor há 18 anos, Código de Trânsito não contempla smartphones e aplicativos  (EBC, Agência Brasil, 22/01/16)

Motoristas imprudentes comprometem melhorias no trânsito, dizem especialistas ( EBC, Agência Brasil, 22/01/16)

Código do trânsito completa 18 anos com alta de 40% no número de mortes ( Bom dia Brasil, G1,  22/01/16)

 

News

SBAIT esteve presente na posse do novo presidente do CBC

Dr Sandro Scarpelini, com novo presidente Dr Paulo Roberto Corsi (esq) e o ex-presidente Dr Heládio Feitosa (à dir).

Dr Sandro Scarpelini, presidente SBAIT, com novo presidente CBC, Dr Paulo Roberto Corsi (esq) e o presidente anterior, Dr Heládio Feitosa de Castro Filho (à dir).

O Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC) realizou na noite de 15 de janeiro de 2016, a Sessão de Posse do novo Diretório Nacional para o biênio 2016/2017, no auditório principal do Centro de Convenções na sede do CBC, no Rio de Janeiro.

O presidente da SBAIT, Sandro Scarpelini esteve presente à solenidade de posse.

O novo Diretório tem como presidente o TCBC-Paulo Roberto Corsi e 1º vice-presidente o ECBC Savino Gasparini, membro SBAIT .  Entre os membros do novo Diretório, estão ainda os membros da SBAIT  Dr Luiz Carlos von Bahten (PR), Dr Carlos Otavio Corso (RS) e Dr Hélio Machado Vieira Jr. (RJ).

A solenidade também apresentou a posse de novos membros Titulares e entrega dos diplomas aos novos Eméritos e Adjunto Jubilado e do Prêmio Colégio Brasileiro de Cirurgiões ao ECBC João Bosco Lopes Botelho, do Amazonas.

Dr sandro scarpelini com membros da SBAIT presentes na posse.

Dr Sandro Scarpelini com membros da SBAIT presentes na posse.

imagens: CBC e arquivo SBAIT

 

News

“Lesões térmicas e choque elétrico” são os temas do Projeto Salvando Vidas em janeiro

FLYER A5 - FRENTE - JANEIRO 2016 (2)O Projeto Salvando Vidas (CoBraLT/SBAIT) trabalhará em janeiro os temas “Lesões térmicas e choque elétrico”.
Participarão das atividades de orientação à população, membros de Ligas Acadêmicas de diversas regiões do país:

– Canoas (RS) – Liga do Trauma da Universidade Luterana do Brasil do Rio Grande do Sul (LT-ULBRA);

– Araguaína (TO) – Liga Araguainense do Trauma de Enfermagem (LATE);

– Goiânia (GO) – Liga Acadêmica de Cirurgia do Trauma da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (LACIT-PUCGO);

– Boa Vista (RR) – Liga do Trauma de Roraima (LTRR);

– Teresina (PI) – Liga Acadêmica de Trauma e Emergência da Universidade Federal do Piauí (LATE-PI);

– Maceió (AL) – Liga do Trauma da Faculdade de Medicina da UNCISAL (LTFMU);

– Juiz de Fora (MG) – Liga do Trauma e Emergência da Universidade Federal de Juiz de Fora (LATE-UFJF).

Até o momento 39 Ligas Acadêmicas de Trauma e Emergência participarão do Projeto Salvando Vidas ao longo deste ano, promovendo orientações à população de 33 cidades brasileiras:

Brasília (DF), Gama (DF), Goiânia (GO), Campo Grande (MS), Rio de Janeiro (RJ), Volta Redonda (RJ), Botucatu (SP), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), São José do Rio Preto (SP), Catanduva (SP), Belo Horizonte (MG), Alfenas (MG), Viçosa (MG), Ouro Preto (MG), Juiz de Fora (MG), Porto Alegre (RS), Passo Fundo (RS), Canoas (RS), Caxias do Sul (RS), Cascavel (PR), Curitiba (PR), Chapecó (SC), Vila Velha (ES), Araguaína (TO), Manaus (AM), Boa Vista (RR), Teresina (PI), Pinheiro (MA), Maceió (AL), João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Salvador (BA).

Saiba mais: http://cobralt.com.br/

‪#‎SalvandoVidas‬ ‪#‎CoBraLT‬ ‪#‎SBAIT‬ ‪#‎LigasdeTrauma‬ ‪#‎Emergência‬

FLYER A5 - VERSO - JANEIRO 2016 (2)

News

Espaço do Trauma SBAIT – janeiro 2016

imagem41

Confira a coluna “Espaço do Trauma – SBAIT” – Revista Emergência, edição n. 82, de janeiro de 2016.

Alguns destaques dessa edição:

  • Internacional- Parceria ALTEC e SBAIT
  • Prêmio –  Brasileiros são premiados em congresso internacional
  • Pós- graduação – Atendimento Pré- Hospitalar e Emergência
  • Prevenção – P.A.R.T.Y. Campinas
  • Pré-hospitalar – Resposta pós-acidente no trânsito
  • Trânsito – Documento foi elaborado em Brasília/DF
  • Crianças – ONG orienta sobre uso de cadeirinhas

Confira a versão online acessando:

“Espaço do Trauma – SBAIT” – Revista Emergência, edição n. 82, de janeiro de 2016.

Participe enviando notícias de eventos sobre cirurgia do trauma e emergência, sobre Liga de Trauma, projetos de prevenção, residência médica e outros para serem divulgados pela SBAIT para secretaria@sbait.org.br

News

SBAIT na mídia: Alerta sobre a importância de prevenção de ferimentos traumáticos durante as férias.

Durante a época das férias de verão, a SBAIT alerta sobre os principais ferimentos traumáticos registrados nesse período. O objetivo é orientar as pessoas para que elas se previnam, com medidas simples, mas que podem reduzir os riscos tanto para crianças quanto para adultos.

Nessa época, as lesões por trauma mais comuns são afogamentos, traumatismo raquimedular por mergulho em águas rasas, ferimentos leves em crianças com objetos cortantes, ocorrências automobilísticas em estradas, quedas de motocicleta e ocorrências envolvendo ciclistas. Na maioria das vezes, é possível evitar as ocorrências com medidas simples de prevenção.

O Médico Diogo Garcia, membro da diretoria da SBAIT, concedeu entrevista sobre o assunto à TV Brasil. Confira:

 
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=OP25GTZRc7g&w=560&h=315]

News

Inmetro testa segurança de capacetes de ciclistas

bicyclist-569279_1920 pixabay

Cerca de 16 mil ciclistas morreram entre 2003 e 2013 vítimas de acidentes no trânsito, segundo Ministério da Saúde.

O Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), divulgou avaliação realizada sobre a segurança dos capacetes de ciclistas. Foram avaliadas oito marcas, (duas nacionais), sendo três de uso infantil e cinco de uso adulto. Além da segurança do produto, também foram avaliadas as características gerais, incluindo a rotulagem dos capacetes.

Segundo a avaliação, três foram consideradas não conformes, sendo duas reprovadas no teste de eficiência do sistema de fixação, e a terceira em dois ensaios: resistência e facilidade de abertura do sistema de fixação e absorção de impacto. Além disso, todas demonstraram não conformidades no aspecto da rotulagem.

A Análise realizou cinco tipos de avaliações. Dentro do grupo de características gerais, o ensaio de materiais e construção, para avaliar as características dos materiais utilizados na construção e a durabilidade sob influência do envelhecimento ou das circunstâncias de uso, como a exposição ao sol, ou outras intempéries, apenas uma marca foi reprovada. Na avaliação de marcação, para verificar se o produto traz as informações obrigatórias (nome, fabricante, CNPJ, etc) exigidas por norma, todas foram consideradas não conformes. Já na avaliação de informações fornecidas pelo fabricante/importador, como instruções de uso e proteção, três das oito marcas foram reprovadas. O ensaio de campo de visão foi o único onde todas as marcas foram consideradas conformes. Já no  de resistência e facilidade de abertura do sistema de fixação, conhecida como cinta jugular, apenas uma marca foi considerada irregular. Para o de eficiência do sistema de fixação, duas marcas foram reprovadas. Por fim, na avaliação de absorção de impacto, apenas uma marca foi reprovada, a mesma que apresentou não conformidade no ensaio de resistência e facilidade de abertura do sistema de fixação.

Para Isabela Alves, responsável pela análise, “Cada vez mais os brasileiros estão adotando a bicicleta para o lazer e como meio locomoção, pois há um investimento grande nas construções de ciclovias nas capitais, além do estímulo ao uso de transportes alternativos e sustentáveis. Por isso, é importante o uso de equipamentos de segurança, e que de fato ofereçam proteção aos seus usuários em casos de queda ou acidentes. Os resultados demonstram a não conformidade do mercado para a questão da rotulagem”, destacou.

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 16 mil ciclistas morreram entre 2003 e 2013 vítimas de acidentes no trânsito.  A avaliação realizada pelo Inmetro pode contribuir com a segurança dos ciclistas, reduzindo essas estatísticas. Segundo  Isabela Alves, “diante dos dados da avaliação, o Inmetro avaliará a viabilidade de desenvolver um regulamento de segurança dos capacetes para condutores de bicicleta e usuários de patins, skates e semelhantes, em conformidade com a norma técnica brasileira, ou até um Programa de Certificação”,
O relatório completo está disponível no site do Inmetro: www.inmetro.gov.br.

Saiba em detalhes:

Inmetro testa oito marcas de capacetes para ciclistas – (Portal Fantástico – 10/01/2016)

News

ONG Criança Segura divulga calendário dos cursos online 2016

Crianca-Segura-e1410889345404A ONG Criança Segura, parceira SBAIT divulga seu calendário de cursos online para 2016. As inscrições são gratuitas.

Em 2015, 3.477 pessoas participaram dos cursos ofertados pela organização e mais de 62 mil pessoas foram beneficiadas pelas ações desenvolvidas pelos alunos durante a formação.

Os cursos possuem o objetivo de promover a cultura de prevenção e disseminar formas de evitar acidentes com crianças e adolescentes.

A ONG Criança Segura oferece três cursos online gratuitos:

• Curso para multiplicadores (carga horária: 60h) – Voltado a educadores, líderes comunitários, agentes de saúde e todas as pessoas interessadas na causa e dispostas a multiplicar a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes até 14 anos. As aulas contemplam prevenções de acidentes como quedas, afogamento, sufocações, intoxicação e trânsito.

• Curso sobre segurança no trânsito (Carga horária: 60h)- Indicado a agentes e educadores de trânsito, professores, líderes comunitários e todas as pessoas interessadas na causa e dispostas a multiplicar a prevenção de acidentes no trânsito com crianças e adolescentes até 14 anos. O conteúdo contempla a prevenção de acidentes no trânsito, a maior causa de mortes acidentais no Brasil.

• Curso para pais e familiares (Carga horária: 20h) – Voltado para pais, familiares, cuidadores e responsáveis por crianças atentos a necessidade da prevenção de acidentes com crianças e adolescentes até 14 anos. Organizado em cinco aulas, com duração de um mês e carga horária total de 20 horas, o curso contempla prevenções como quedas, afogamento, sufocações, intoxicação e trânsito.

Confira o cronograma para as inscrições e início dos cursos:

 

Fechar