Categoria

Uncategorized

Uncategorized

Rio de Janeiro inaugura Centro de Trauma

Marttos, Ministro Padilha e Fraga

Marttos, Ministro Padilha e Fraga

Na tarde do dia 14 de junho foi inaugurado o Centro de Trauma do Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), em São Gonçalo, Rio de Janeiro. Trata-se do primeiro centro de trauma a entrar em funcionamento no Estado visando o preparo na área de saúde para a Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, com atendimento qualificado, seguindo protocolos internacionais. O governador Sérgio Cabral, o vice governador Luiz Fernando S. Pezão e o Prefeito do Município de São Gonçalo, Neilton Mulim,  acompanharam o Secretário de Saúde Sérgio Côrtes e equipe na visita ao hospital, que foi acompanhada pelo Ministro da Saúde, Alexandre Padilha. 

Simulação de atendimento

Simulação de atendimento

O presidente da SBAIT, Gustavo P. Fraga, participou da comitiva e assistiu a um atendimento simulado na sala cirúrgica, com a participação do cirurgião Paulo Silveira, da SBAIT RJ, e equipe. O professor da Universidade de Miami e membro honorário da SBAIT, Antônio Marttos, explicou como foi realizado o treinamento de médicos e profissionais de saúde do Rio de Janeiro no Ryder Trauma Center e como essa sala inteligente está conectada via telemedicina com Miami, outros centros do Brasil e exterior.

SBAIT RJ faz parte da equipe que organizou o simulado Com capacidade para realizar 200 cirurgias por mês, o centro de trauma tem 1 mil m², conta com três salas cirúrgicas, 35 leitos de CTI e heliponto. O cirurgião Eduardo Kanaan, da SBAIT RJ, estava presente e informou que em breve será inaugurado outro centro de trauma na Barra da Tijuca. Durante a visita o Ministro Padilha agradeceu ao Dr. Fraga o apoio que a SBAIT tem dado nas ações relacionadas ao trauma, como o projeto “SBAIT de plantão nas Confederações!” e comunicou que a Linha de Atenção ao Trauma também será lançada em breve.

Entrada do Centro de Trauma do HEAT

Entrada do Centro de Trauma do HEAT

Sobre essa notícia, mais detalhes em:

Hospital Estadual Alberto Torres agora conta com centro de trauma

Uncategorized

Posse da nova Diretoria da SBAIT acontece em Campinas

sbait6

Dr Sizenando Vieira Starling ( presidente anterior da SBAIT) e Dr Gustavo Pereira Fraga ( atual presidente)

A posse da nova diretoria da SBAIT , a décima segunda de sua história, foi realizada no último dia 24, na cerimônia de abertura do Intergastro & Trauma, em Campinas, reunindo representantes da SBAIT de 15 Estados do Brasil e contando com a presença do Ministro da Saúde Alexandre Padilha.

sbait3

Nova diretoria da SBAIT

Dr. Gustavo Pereira Fraga, assume a presidência da Sociedade juntamente com Sandro Scarpelini, como 1º Vice-Presidente e José Mauro da Silva Rodrigues, como 2º Vice-Presidente. Antônio T. Onimaru ocupa a cadeira de Secretário Geral, tendo ainda Tércio De Campos e Geraldo Roger Normando como 1º e 2º Secretários, respectivamente. Assumindo a tesouraria estão Maurício Godinho e Daniel Souza Lima e no Comitê Pré-Hospitalar encontra-se Rodrigo Caselli Belém. O Comitê Ligas do Trauma será comandado por Diego Arruda, tendo ainda George Hamilton Siqueira Alves, Hamilton Petry de Souza, Luiz Carlos von Bahten, Pedro de Almeida Araújo e Rodrigo Andrade Vaz de Melo como membros do Conselho Consultivo e Fiscal.

posse2

Dr. Gustavo Pereira Fraga

“É um grande desafio,  me sinto muito honrado em cumprir o meu quarto mandato como membro da diretoria”, comenta Gustavo Fraga, citando o trabalho em equipe como um dos seus principais objetivos, assim como a difusão de informações sobre o trauma e a ampliação do  programa P.A.R.T.Y.”

Como meta para o biênio a ser presidido, Dr. Gustavo visa expandir a entidade, aprimorar a difusão de informação sobre trauma e fazer da SBAIT ainda mais conhecida e referência no setor. “Pretendemos aumentar o número e participação de associados na SBAIT, com a abertura de capítulos em diferentes estados e agilizar as informações por meio de nosso “Trauma BoleTEAM SBAIT”, website, blog e mídias sociais, como Facebook e Twitter”, esclarece Dr. Gustavo.

foto plateia

Participantes do Intergastro & Trauma e convidados prestigiam a posse da SBAIT

A nova diretoria também visa fortalecer os laços de relacionamento com médicos especialistas, estudantes e residentes, além de auxiliar na implantação de programas de residência na área de Cirurgia do Trauma. “Vamos multiplicar a quantidade de cursos e treinamentos oferecidos pela SBAIT, além de ter um comitê muito atuante na área de prevenção. Atualmente existem 21 centros de residência em Cirurgia de Trauma, distribuídos em 15 municípios, de nove estados diferentes. Trabalharemos para aumentar sensivelmente esse número”, relata o Presidente.

Diversas outras estratégias estão sendo desenvolvidas e começarão a render frutos em breve.

posse sbait 1

Dr Raul Coimbra, Dr Antonio Marttos, Ministro Alexandre Padilha, Dr Luciano Eifler, Dr Marcelo Amade Camargo e Dr. Gustavo Pereira Fraga.

Após a solenidade de posse, todos prestigiaram as conferências com os convidados Dr Luciano Eifler ( SAMU Porto Alegre/ RS) – “A Tragédia em Santa Maria”, em seguida Dr Antonio Marttos ( Universidade de Miami) – “Telemedicina auxiliando no atendimento às vítimas” e Raul Coimbra – “Como preparar seu hospital para atendimento a desastres”.

 

 

 

Uncategorized

SBAIT organiza mais dois cursos DSTC

GUSTAVO FRAGA 22-05 (25)

Scarpelini, Mesquita, Fraga e Zamboni

Nos dias 20 e 21 de maio foi realizado na Santa Casa de São Paulo o curso DSTC (Definitive Surgical Trauma Care – Cuidados Definitivos na Cirurgia do Trauma) com a participação de 25 cirurgiões (alunos). O curso teve como diretor o Dr. Carlos Mesquita, de Coimbra, Portugal, e foi coordenado pelo Prof. Dr. Tercio De Campos, do Serviço de Emergência e Departamento de Cirurgia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (SCSP).

Além de Mesquita e De Campos, participaram como instrutores: Sandro Scarpelini
 (FMRP USP), Dino César Motta
 (FMRP USP), Danilo Gagliardi
 (SCSP), Paulo Candelaria (SCSP) e Rafael Ruano (Unicamp).

Na sequência, nos dias 22 e 23, o DSTC foi realizado pela primeira vez em Campinas. Tendo como diretor o Dr. Mesquita e organizado pelo Prof. Dr. Gustavo P. Fraga, coordenador da Disciplina de Cirurgia do Trauma da Unicamp.

Esse foi o oitavo curso DSTC realizado no Brasil, sob coordenação da SBAIT e International Association for Trauma Surgery and Intensive Care (IATSIC).

photo curso DSTC

Participntes do DSTC em São Paulo

GUSTAVO FRAGA 22-05 (20)

Participantes do DSTC em Campinas

 

 

 

Uncategorized

Brasil presente no 13º ECTES – Lyon, França

ECTES1

Bruno Pereira e a acadêmica Bárbara Redondano no congresso em Lyon.

O Brasil esteve presente no  13º Congresso Europeu de Trauma e Cirurgia de Emergência (ECTES), ocorrido de 4 a 7 de maio, em Lyon -França, com Dr. Bruno M Pereira, professor assistente da Universidade de Campinas e a aluna de medicina Bárbara Redondano da Universidade de Campinas.

Bárbara teve seu trabalho sobre o projeto P.A.R.T.Y. aprovado para apresentação oral, despertando o interesse de diversos países sobre como executá-lo em seus respectivos locais.

Segundo a aluna, “A oportunidade de participar de um congresso internacional é poucoECTES2 frequente durante os anos de graduação, de modo que tal chance constitui motivo de muito orgulho, sobretudo em se tratando de um congresso de alto nível científico e com personalidades renomadas, como o 13º Congresso Europeu de Trauma e Cirurgia de Emergência – ECTES. A apresentação, em si, foi uma experiência incrível; fomos muito bem recebidos e o tema -projeto P.A.R.T.Y. – despertou bastante interesse de representantes dos mais diversos países, o que, sem dúvida, colabora para a criação de novos contatos e abertura de novas possibilidades, pessoais e institucionais. É uma experiência que deveria ser encorajada entre todos os alunos da graduação de medicina, uma experiência inigualável que traz inúmeros ganhos.”

Estiveram presentes no congresso cerca de 1500 pessoas de diferentes países europeus e de todo mundo, incluindo profissionais extremamente reconhecidos na área de Trauma e Emergência. Temas importantes e atuais foram discutidos no congresso, incluindo propostas e revisões de guidelines. Atendimento pré-hospitalar, sistemas de trauma, coagulopatia no trauma, cirurgia do controle de danos, hemostasia, tratamento de lesões intestinais traumáticas e peritoniostomias foram outros temas que geraram discussões relevantes entre o  público presente.

Parabenizamos a aluna e torcemos para que outras iniciativas como essa se concretizem, com a oportunidade de compartilhar nosso trabalho e experiência em Trauma e Emergência com os demais profissionais.

Uncategorized

Lançamento de livro – Pancreatite aguda

livro pancreatite

Tercio De Campos no lançamento do livro
no “Cirurgião Ano 7” em São Paulo

A Pancreatite aguda é uma doença comum em nosso meio, com etiologias distintas, e que se manifesta desde uma forma simples até quadros mais graves, cuja terapêutica apresenta diversas opções e cujos resultados variam de acordo com inúmeros fatores.

O diagnóstico e tratamento da pancreatite aguda tiveram uma extraordinária evolução nas últimas décadas. O melhor conhecimento da etiopatogenia da doença e de sua fisiopatologia, os recursos tecnológicos, as medidas de suporte e os cuidados do doente grave determinaram uma grande transformação no diagnóstico e no atendimento dos doentes com pancreatite aguda. Entretanto, até 2013 não existe um tratamento específico para esta doença.

Apesar da evolução observada na condução de um doente portador de pancreatite aguda, uma das particularidades da afecção é a divergência quanto a conceitos e resultados do tratamento. As divergências e imprecisões na definição da doença têm gerado muitas vezes dificuldades na caracterização das complicações, particularmente as de natureza infecciosa.

As divergências começam no estabelecimento do diagnóstico e na utilização dos recursos complementares, laboratórios e de imagem. Muitos consensos têm sido utilizados visando normatizar e padronizar o atendimento e tratamento da pancreatite aguda.

2013-04-29b-smallO objetivo da elaboração do livro “Pancreatite aguda”, da Editora Atheneu, tendo como editores os professores Tercio De Campos e Samir Rasslan é reunir conceitos, condutas e experiência de vários especialistas do Brasil e do mundo, e que possa ser útil a todos aqueles que trabalham na emergência, nas terapias intensivas, e que cuidam de portadores de pancreatite aguda.

No dia 20 de junho haverá o evento “O Dia da Pancreatite aguda” na Santa Casa de São Paulo, que contará com a presença de 3 convidados internacionais que escreveram capítulos no livro, que são Claudio Bassi (Itália), Max Petrov (Nova Zelândia) e Raul Coimbra (Estados Unidos). Informações em Perfecta Eventos.

Uncategorized

Conferência reúne especialistas em Trauma de diversos países para apresentação e discussão sobre o atendimento às vítimas da Explosão em Boston

575394_413798335384577_1129477134_nO atentado ocorrido em Boston durante a maratona realizada na cidade, que assustou os americanos e resultou em 3 vítimas fatais, além de outros feridos, foi tema de debate em conferência via telemedicina, que reuniu especialistas de diversos países para a apresentação e discussão sobre o atendimento às vítimas. A apresentação foi conduzida pelo Dr. Reuven Rabinovici, chefe da divisão de trauma e cirurgia de cuidados intensivos do Tufts Medical Center, em Boston, que comentou desde o preparo de hospitais e planos de contingência para situações de atendimento emergencial em massa, sobre as formas de realizar a triagem das vitimas, fazendo uma análise dos tratamentos para ferimentos causados por explosão, ferimentos profundos e amputações traumáticas, citando também o preparo necessário para agir em eventos de grandes proporções e grande número de feridos.

“Santa Maria, por exemplo, foi uma tragédia nacional que mobilizou profissionais nas Américas, na Europa, e no Oriente Médio acerca do resgate e tratamento das vítimas. Com a ajuda da tecnologia aliada à medicina, foi possível assistir casos simples ou complexos, providenciar medicação e assegurar que mais vidas resistissem à tragédia em si”, revela Dr. Gustavo Fraga,  coordenador da disciplina de cirurgia do trauma da Unicamp. “Isso felizmente já é uma prática. O que chama a atenção nesse trabalho é que sempre existe uma lição a ser aprendida – seja no contexto preventivo, na emergência, no atendimento, no procedimento adotado e na conduta médica. Somos todos aprendizes, todos podemos colaborar, e esse encontro virtual se tornou uma grande escola para todos nós”, completa.

Uncategorized

Entidades médicas apresentam à presidente Dilma propostas para melhorar a saúde brasileira

dilma_grandeRepresentantes do Conselho Federal de Medicina (CFM), da Associação Médica Brasileira (AMB) e da Federação Nacional dos Médicos (Fenam) entregaram à presidente Dilma Rousseff, no dia 04 de abril, documento com propostas para promover a interiorização da medicina, o aperfeiçoamento do processo de formação médica e a melhora dos instrumentos de financiamento, gestão e controle.
Acesse aqui a proposta e a notícia completa no portal do Conselho Federal de Medicina.
Uncategorized

Lançamento de livro

2013-04-01-smallFundamentos de Anestesia Local & Cirurgia, aspectos teóricos e práticos, livro que começou a ser escrito por Bruno José da Costa Medeiros, sócio SBAIT de Manaus, AM, há sete anos, quando o autor ainda estava na Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Amazonas – UFAM, com a iniciativa de tirar algumas dúvidas sobre técnica cirúrgica, como por exemplo: Por que o anestésico local arde?; Por que o mesmo anestésico não funciona adequadamente em locais inflamados e com PH ácido como o pus? Como fixar o dreno de tórax a pele? Como funciona o sistema de drenagem? Pode-se usar roupa privativa fora do centro cirúrgico?; entre outras. Durante a residência em Cirurgia Geral pela Fundação Hospital Adriano Jorge foram escritos mais cinco capítulos e agora já como cirurgião geral está sendo lançada a terceira edição revisada e ampliada, e divulgando para os colegas Brasil afora.

O livro contém capítulos sobre centro cirúrgico, degermação e paramentação, fios cirúrgicos, instrumentos cirúrgicos básicos, sinalização cirúrgica, anestesia local, nós cirúrgicos, suturas de feridas, anatomia de tórax direcionada para os procedimentos de toracocentese e drenagem fechada de tórax, toracocentese e drenagem fechada de tórax, flebotomia, punção venosa central, traqueostomia, sondas e drenos e acidente ocupacional.

Publicado como título independente, mas enquadrado na Lei do Livro 10.753 de 30 de outubro de 2003, com ficha catalográfica, ISBN e depósito legal. O livro tem ilustrações e fotos criadas pelo próprio.

Mais informações pelo e-mail: brunaojose@bol.com.br.

Uncategorized

SAMU e bombeiros fazem simulação de desastre no DF

 

SAMU e Bombeiros fazem simulação de Emergência no DF – Globo.TV

Samu e Bombeiros fazem simulação de emergência com muitas vítimas. Os voluntários foram maquiados para simular as feridas. O exercício é parte de um curso voltado para grandes eventos.- Veja vídeo 1 aqui.

SAMU e Bombeiros fazem simulação de desastre no DF – Globo.TV

Na manhã deste sábado (23), equipes do Samu fizeram uma simulação de desastre. É mais um treinamento para possíveis acidentes em grandes eventos.- Veja vídeo 2 aqui.

Uncategorized

SBAIT visita HBDF

 

2013-03-15-smallNo último dia 13 de março o presidente eleito da SBAIT Gustavo P. Fraga e o associado Jose Gustavo Parreira, da Santa Casa de São Paulo, participaram de reunião no Ministério da Saúde sobre o Registro de Trauma Brasileiro, que está sendo elaborado pela SBAIT, outras sociedades médicas e técnicos do Ministério. Na ocasião a SBAIT apresentou o Dr. Parreira como o representante da sociedade nesse importante projeto, que caminha bem e deve ser validado em alguns hospitais num futuro próximo. Na sequência foi realizada uma visita ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), que está implantando pelo primeiro ano o programa de Área de Atuação em Cirurgia do Trauma. Os sócios SBAIT Rodrigo Caselli Belem (Coordenador do SAMU DF, cirurgião do HBDF e representante do Comite Pré Hospitalar na diretoria eleita da SBAIT), Luiz Guilherme Reys (coordenador do programa de residência em Cirurgia do Trauma no HBDF) e Sheila Sá (médica do HBDF e coordenadora das Ligas do Trauma no DF) conduziram a visita pelo hospital. O HBDF vem recebendo investimentos do governo federal, organizou uma sala de trauma onde atuam profissionais da área de enfermagem do SAMU DF e ampliou os leitos de terapia intensiva, melhorando a assistência aos doentes traumatizados. O programa de residência médica em Cirurgia do Trauma recém implantado tem o apoio e acompanhamento da SBAIT, e o HBDF começará a participar ativamente das reuniões com discussão de casos via telemedicina.

 

Fechar