Categoria

SBAIT

SBAIT

Entidades se reúnem para traçar ações conjuntas para o atendimento ao traumatizado

Presidente da SBAIT, Dr Tercio de Campos

Na última terça-feira, 09 de janeiro, representantes da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT), do Capítulo Brasileiro do American College Of Surgeons (ACS),  do Comitê de Trauma do ACS e do Comitê de Trauma Brasileiro (BCOT),  reuniram-se para traçar ações conjuntas para organizar o atendimento aos pacientes traumatizados.

Durante a reunião foi elaborado  o planejamento das ações, além do treinamento do atendimento, tratamento, prevenção e pesquisa. Dessa forma os cirurgiões, residentes e estudantes poderão se organizar em todo o país com as diretrizes e orientação das entidades.

Ficou definido ainda que o CBC, a SBAIT e o BCOT, desenvolverão e assinarão os protocolos de ações conjuntas, onde o Colégio Brasileiro de Cirurgiões tem o papel fundamental de facilitador e apoiador dos projetos de Trauma, trabalhando junto ao Governo e Associações Médicas representativas, a SBAIT como a legítima sociedade que defende e representa o Trauma no Brasil, desenvolvendo e difundindo projetos de Trauma e prevenção, e o BCOT como representante dos cursos do American College of Surgeons, com a missão de expandir e facilitar a realização destes cursos, trabalhando em conjunto com a SBAIT.

Dr. Tercio de Campos, presidente da SBAIT foi um dos participantes da reunião, que contou também com a presença de  membros SBAIT representando o Comitê de Trauma do CBC: Dr. Sizenando Vieira Starling, Dr. Helio Machado Vieira Junior, Dr.  José Mauro da Silva Rodrigues (ex-presidente da SBAIT), Dr. Marcelo Augusto Ribeiro e Dr. Diogo Garcia (Comitê de Trauma do ACS).

A reunião ocorreu na sede do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC), no Rio de janeiro (RJ) e foi organizada pelo CBC, através da Comissão Permanente de Trauma.

 

Crédito Imagens: Colégio Brasileiro de Cirurgiões ( CBC)

SBAIT

Novo presidente da SBAIT fala sobre os “Desafios e oportunidades para os próximos dois anos”

Presidir a SBAIT nos próximos dois anos é uma grande honra e também um grande desafio, por toda sua luta histórica, repleta de garra, desde sua fundação. A responsabilidade é enorme! Que só poderá ser enfrentada com o apoio de todos os sócios. Manifestações de apoio não faltaram, o que me encoraja para um dos maiores desafios de minha carreira. Pretendo, juntamente com os membros da chapa e das comissões, fazer o melhor.

Alguns pontos considero os mais importantes, dentre muitos.

Dr Tércio de Campos (SP), presidente SBAIT 2019/2020

O primeiro é aumentar o número de sócios, para que nossa sociedade seja mais representativa e ganhe força frente às outras entidades médicas. Algumas ações podem auxiliar nesta expansão, como o oferecimento, de modo claro, de um pacote de benefícios para que seja atrativo ser membro da SBAIT. Outra ação é a participação de eventos nos diversos lugares de nosso país, desde interior do Rio Grande do Sul até o Amapá. Temos um potencial enorme para desenvolver. E o foco no aluno de medicina, no residente e no jovem cirurgião deve ser definido como um dos objetivos. A tecnologia nos auxiliará, facilitando as maneiras de associação, continuando o desenvolvimento iniciado nos últimos anos.

O relacionamento harmônico com outras sociedades considero como um ponto de grande importância. O Colégio Brasileiro de Cirurgiões, a Sociedade Pan-americana de Trauma, o American College of Surgeons, a European Society for Trauma & Emergency Surgery e a Associação Lusitana de Trauma e Emergência Cirúrgica são nossas principais referências na projeção do Trauma no Brasil e no mundo, com benefícios para todos. Os laços devem ser apertados.

Outro ponto relevante é o envolvimento em todos os cursos relacionado ao trauma. Desde cursos que surgiram graças ao empenho da SBAIT, como o DSTC, dentre outros, até o vínculo do ATLS à sociedade, algo que será benéfico para todos: sociedade, ATLS, alunos e instrutores. Os cursos terão papel fundamental nos próximos anos. As urgências não traumáticas deverão também ser abordadas. O aumento não planejado de escolas médicas e de vagas de medicina, sem o aumento proporcional de vagas de residência médica, deixará uma lacuna óbvia de aprendizado que deverá ser suprida, preferencialmente, por sociedades médicas responsáveis, que visam a educação como um benefício maior para a população. O vínculo de cursos a sociedades traz credibilidade para todos, além de promover a sociedade.

O registro de trauma tem também um papel fundamental. Só através do registro de trauma será possível obter dados sólidos e confiáveis sobre o trauma no país, com inúmeros benefícios para todos, tais como publicações científicas, proposição de políticas de saúde, comparação com dados de outros países, propostas de prevenção, além de termos o diagnóstico preciso do trauma em nosso país. E trabalharemos por isto com as pessoas que têm lutado muito nos últimos anos por esta causa.

A acreditação de hospitais e centros de trauma é outra importante ação para a afirmação da sociedade como um órgão responsável, que cuidará do trauma no país. A certificação de trauma, iniciada na gestão atual, deve ser continuada e disseminada, pois poderemos ter um grupo diferenciado de cirurgiões habilitados em trauma, que é a semente necessária para a afirmação da especialidade trauma no país e consequente melhor treinamento do residente que cuidará do trauma, com a formação de dois anos na especialidade.

E outro ponto de grande importância é o desenvolvimento de ações de prevenção ao trauma. Nitidamente, as ações de prevenção têm um impacto significativo para salvar vidas de milhares de jovens. O Maio Amarelo tem sido um marco da SBAIT, mês em que ações de prevenção têm sido disseminadas em todo o país. O espaço para a expansão destas ações é imenso, e é a melhor maneira de colocar a SBAIT na mídia. A marca SBAIT deve ser expandida para que possa ser mais valorizada.

A parte científica já tem duas ações programadas. A primeira é o Intergastro & Trauma, evento que ocorrerá em Campinas em maio de 2019, onde a SBAIT tem participado de modo ativo nos últimos anos como uma das apoiadoras do evento. Nesta ocasião, ocorrerá a posse festiva da próxima diretoria, que, na prática, inicia sua gestão em janeiro de 2019. O outro grande evento ocorrerá em novembro de 2020, com o Congresso da SBAIT associado ao Congresso Pan-americano de Trauma e Congresso Brasileiro das Ligas de Trauma. Este evento será realizado em São Paulo, com a expectativa de ser mais um marco para a SBAIT, assim como têm sido os últimos congressos.

Este projeto descrito acima não será construído em dois anos. Ele tem sido desenvolvido durante a última década, que tive o privilégio de acompanhar de perto. Tenho muito orgulho e felicidade de poder contar com o apoio dos presidentes da SBAIT e de seus fervorosos sócios, pois só há sentido nas ações em uma sociedade como a nossa, quando há harmonia e continuidade de projetos, que espero honrar, para o benefício de todos.

 

Dr. Tércio de Campos
Presidente  SBAIT

*Editorial Trauma BoleTEAM edição 23, dez/18

 

SBAIT

Novo presidente da SBAIT anuncia nova diretoria (Gestão 2019/2020)

A partir de janeiro de 2019 assume a nova diretoria da SBAIT, gestão 2019/2020, com presidência do Dr Tércio de Campos (SP), eleita durante o  XIII Congresso SBAIT e XX CoLT, realizado em agosto de 2018 em Curitiba/PR.

A nova diretoria é composta por:

Presidente – Dr Tércio de Campos (SP)
1º vice-presidente – Dr. Amauri Clemente da Rocha
2º vice-presidente – Dr. Rogério Fett Schneider
Secretário geral – Dr. Marcelo Augusto Fontenelle Ribeiro
1º secretário – Dr. Fábio Henrique de Carvalho
2º secretário – Dr. Hélio Machado Vieira Jr
1º tesoureiro – Dr. Bruno Monteiro Tavares Pereira
2º tesoureiro – Dr. Lívio José Suretti Pires
Conselho Fiscal: André Gusmão (BA), Carlos Alberto Fagundes (ES), Sizenando Starling (MG), Sandro Scarpelini (SP) e Carlos Otávio Corso (RS).


Coordenadores dos Comitês
:

Pré-Hospitalar – Dr. Daniel Souza Lima (CE)
Educação – Dr Gustavo P. Fraga (SP)
Desastres- Dr André Gusmão (BA)
Qualidade e Registro de Trauma – José Gustavo Parreira (SP)
Prevenção – Danilo Stanzani (SP)
Acreditação –Dr. Edivaldo Massaro Utiyama (SP)
Ligas do Trauma -Thiago Rodrigues A. Calderan (SP)

A posse festiva será realizada durante o evento Campinas 2019, a ser realizado em Campinas/SP de 30 de maio a 01 de junho.

SBAIT

SBAIT presente no I Encontro  da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM)

Ocorreu em  12 de dezembro, o I Encontro  da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) e Sociedades de Especialidades Médicas do Brasil, com presença do atual presidente da SBAIT, Dr. José Mauro da Silva Rodrigues, e dos ex- presidentes SBAIT, Dr. Sandro Scarpelini e Dr. Gustavo P. Fraga, que buscam a Residência Médica de Cirurgia do Trauma em 2 anos.

Drª Rosana Leite de Melo (CNRM) abriu o evento com a conferência “Panorama da residência médica no Brasil: Conquistas e desafios”. Destaque também para a aula do diretor do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC), Dr Paulo Roberto Corsi, que abordou o caso: ” Cirurgia Geral- o Cirurgião que o Brasil merece”.

O encontro ocorreu na sede da Associação Médica Brasileira, (AMB/ DF), em Brasília/ DF.

 

Drª Rosane Leite de Melo (CNRM) com o presidente da SBAIT, Dr. José Mauro da Silva Rodrigues, e os ex- presidentes Dr. Sandro Scarpelini e Dr. Gustavo P. Fraga, durante o Encontro.

SBAIT

Conheça os benefícios dos associados SBAIT e junte-se a nós!

Todos temos que lutar pelo aprimoramento profissional na Cirurgia do Trauma, o que só é possível com uma sociedade representativa. Para tanto a SBAIT busca continuamente aumentar o quadro de associados. Dessa maneira conseguirá atingir os seus objetivos:

1. Dois anos de Residência Médica em Cirurgia do Trauma para melhor capacitação dos profissionais
2. Reconhecimento da Área de Atuação em Cirurgia do Trauma, com representação na Associação Médica Brasileira (AMB)
3. Desenvolvimento do Sistema Nacional de Trauma com:
– Linha de Cuidado ao Trauma do Ministério da Saúde
– Registro de Trauma
– Acreditação
4. Defesa de remuneração adequada aos profissionais que atuam em urgências

Para atingir esses objetivos a SBAIT oferece como benefícios aos associados:
1. Descontos na inscrição de cursos de capacitação e atualização, como: DSTC, USET, ADMR e ATLS
2. Descontos para participação em Congressos da SBAIT (anos pares) e eventos apoiados pela mesma
3. Recebimento mensal do informativo eletrônico Espaço do Trauma, numa parceria com a Revista Emergência
4. Recebimento bimestral da versão eletrônica da Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões
5. Recebimento do periódico trimestral TRAUMA BoleTEAM, versão impressa e eletrônica
6. Recebimento mensal de seis artigos científicos, em pdf, via e-mail, do TRAUMA EM REVISTA
7. Descontos para filiação à Sociedade Panamericana de Trauma (PTS)
8. Descontos para inscrição na prova de Título de Habilitação em Cirurgia do Trauma, em parceria com CBC e AMB
9. Acesso às reuniões para discussão de casos via Telemedicina da PTS (toda sexta-feira) e da SBAIT (na última quarta-feira do mês).
10. Participação nos projetos de Prevenção da SBAIT, como P.A.R.T.Y., MAIO AMARELO, SALVANDO VIDAS, Dicas de Emergência, etc

Para isso é necessário uma Sociedade forte, com muitos associados. Nós devemos perguntar o que podemos fazer pela Sociedade e não apenas o que a Sociedade pode fazer por nós.

 

OPORTUNIDADE

Pagando a anuidade 2018 no mês dezembro de 2018 fica quitada a anuidade de 2019.

 

Seguem valores da ANUIDADE conforme a categoria:

-Categoria Médico  – R$330,00

-Categoria Médico Residente – R$190,00

-Categoria Aluno de Medicina – R$ 80,00

Seguem dados bancários para depósito ou transferência bancária na conta SBAIT

 

Banco Santander – 033
Agência: 0115
C/C: 13 00 35 82 5
CNPJ: 49 078 884 / 0001-96
Favorecido: SBAIT

 

Pedimos a gentileza de enviar o formulário preenchido pelo link: http://inscricao.sbait.org.br/

e o comprovante de depósito para o email: secretaria@sbait.org.br

Internacional, SBAIT

SBAIT tem presença relevante no 77th Annual Meeting of AAST e 4th World Trauma Congress

Nos dias 26 a 29 de setembro de 2018 ocorreu em San Diego, CA, o  77th Annual Meeting of AAST – The American Association for the Surgery of Trauma e o  4th World Trauma Congress ,  organizado pela WCTC – World Coalition for Trauma Care, Instituição parceira da SBAIT e da qual o membro honorário internacional SBAIT , Dr. Raul Coimbra, é mentor.

O Congresso reuniu 1640 participantes, de 40 países. A delegação brasileira foi composta por mais de 20 colegas, entre congressistas, apresentadores de trabalhos, palestrantes e moderadores de mesas redondas. Durante a programação, foi realizada uma mesa redonda patrocinada pela SBAIT, só com colegas do Brasil.

Segundo os membros presentes, o evento trouxe muitas discussões e tópicos controversos em Trauma, Cuidados Críticos e Medicina de Emergência.

O próximo World Trauma Congress será em 2020, em Brisbane, Austrália. Durante  reunião do Comitê Executivo da WCTC, foram votados os locais dos próximos Congressos Mundiais, ficando definido que em 2022, o Congresso será em Tóquio e em 2024 será a vez do Brasil receber novamente o Congresso Mundial de Trauma, dessa vez em Salvador / BA.  O primeiro Congresso Mundial de Trauma ocorreu no Rio de Janeiro, em 2012.

Com esse Congresso, a SBAIT mostrou mais uma vez a sua importância e recebeu o reconhecimento mundial, com a nossa indicação de Salvador sendo acolhida por unanimidade.

 

P.A.R.T.Y. Brasil, SBAIT

Diretor da SBAIT visita Programa P.A.R.T.Y. em Toronto, Canadá

Prof. Gustavo P. Fraga, coordenador do comitê de prevenção da SBAIT , visitou a sede do Programa P.A.R.T.Y. (Prevenção do Trauma Relacionado ao Álcool na Juventude) no Sunnybrook Health Sciences Centre, em Toronto, Canada.

A visita ocorreu em 24 de setembro e Dr Fraga foi recebido por Shari Thompson-Ricci, coordenadora da sede do Programa P.A.R.T.Y. e Sharon Ramagnano, Gerente dos Serviços de Trauma do “Programa de Trauma, Emergência e Cuidados Críticos” do Sunnybrook HSC.  Durante o encontro foi discutido sobre o Programa P.A.R.T.Y. no Brasil, lançado em 2008 em Ribeirão Preto e funcionando em Campinas/SP desde 2010, com a Liga do Trauma da Unicamp. Atualmente o Programa P.A.R.T.Y. também está implantado em outras regiões do país: Sorocaba/SP, Vitória/ES, São Luís/MA, Canoas/RS e São José dos Campos/SP.

Prof. Fraga sugeriu organizar o próximo encontro de coordenadores do P.A.R.T.Y. com cirurgiões e enfermeiros de diferentes países em Campinas/SP, em abril de 2019, com o apoio da SBAIT.

Conheça mais sobre o Programa:

http://partyprogram.com/

P.A.R.T.Y. Brasil

Residência Médica, SBAIT

Serviços de Trauma se reúnem em Brasília para pedir que residência em Cirurgia do Trauma aumente de um para dois anos

Representantes de Serviços de Trauma do País reunidos em Brasília

Iniciativa da SBAIT tem como objetivo melhorar o atendimento às vítimas de Trauma no País

Representantes de cerca de 20 serviços de Trauma do País  reuniram-se nessa terça-feira, 11, em Brasília, para discutir a ampliação do tempo de residência de um para dois anos na área de atuação de Cirurgia do Trauma. A mudança, que vem sendo pleiteada há anos pela SBAIT (Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado), tem como principal objetivo melhorar a formação dos cirurgiões de trauma, que são os responsáveis pelos cuidados cirúrgicos em situações de urgência e emergência e, consequentemente, melhorar o atendimento prestado às vítimas de trauma.

O encontro de Brasília foi dividido em dois momentos. No primeiro, às 11h, os cirurgiões se reuniram no Hospital de Base para finalizar a proposta da residência para o período de dois anos. Na sequência, às 14h, eles estiveram no Ministério da Educação, com a coordenadora geral das Residências em Saúde da Secretaria Executiva Nacional da Comissão Nacional de Médicos Residentes (CNRM) do MEC, Rosana Leite de Melo.

“Na primeira reunião, definimos todos os detalhes da residência de Cirurgia do Trauma em dois anos e, na segunda, apresentamos ao governo. A cirurgia do Trauma é uma área muito importante e nós sabemos que a formação em nosso País não é suficiente para que o profissional de fato esteja preparado para o atendimento às vítimas, já que é uma área que exige procedimentos rápidos, decisões imediatas, intervenções agressivas e, muitas vezes, lidar com a iminência da morte”, destaca o coordenador da Câmara Técnica de Cirurgia Geral do Conselho Federal de Medicina (CFM), Jorge Carlos M. Curi.

De acordo com dados do DataSUS, 155.861 pessoas morreram vítimas de Trauma em 2016 no Brasil. “O Trauma é a terceira causa de morte do País, de forma geral, e a primeira, dentro da população mais jovem. A maioria é vítima da violência e de ocorrências de trânsito. O primeiro atendimento prestado a essas pessoas é crucial para evitar óbitos e para minimizar possíveis sequelas. Por isso, precisamos ter profissionais bem formados. Muitos hospitais do País estão em situações precárias, sem recursos. O trauma é muito negligenciado no Brasil e ele precisa se tornar uma prioridade, tanto em políticas públicas de prevenção quanto no atendimento”, afirma o presidente da SBAIT, José Mauro da Silva Rodrigues.

Atualmente, para um médico se tornar cirurgião do Trauma, ele precisa cursar a faculdade de Medicina, fazer três anos de residência em Cirurgia Geral e mais um ano em Cirurgia do Trauma. “O Brasil era um dos únicos países do mundo que conferia o título de Cirurgião Geral ao médico após dois anos de residência. Em 2018, este tempo passou para três anos, o que já foi um avanço. Mas, com mais um ano de área de atuação em Cirurgia do Trauma, ainda não é possível formar um profissional que conheça epidemiologia, prevenção, atue em pré-hospitalar, seja competente em diagnóstico e conduta (cirúrgica ou não) na sala de urgência, tenha liderança para atuar com outros profissionais e especialidades médicas que o traumatizado grave exige, que desenvolva a técnica cirúrgica de casos complexos, atue em unidade de terapia intensiva cirúrgica, registre e monitore a qualidade do atendimento prestado, auxilie na reabilitação da vítima, desenvolva pesquisa, entre outras habilidades que precisam ser adquiridas nessa fase de treinamento”, reforça Gustavo Pereira Fraga, diretor da SBAIT.

Se a proposta da SBAIT for aprovada, serão cinco anos de formação, em vez de três, como era feito até 2017. Com isso, o Brasil se aproxima do que é realizado em países do primeiro mundo.

SBAIT

NOTA SBAIT – Agressão ao candidato

 

NOTA da SBAIT

 Consternados com a covarde agressão sofrida por Jair Bolsonaro, queremos desejar pronta recuperação a ele e transmitir nossa solidariedade a todos os seus.

Desconhecemos ainda as motivações do atentado, que são de extrema gravidade por atingir um candidato à presidência do nosso país e que vai aumentar o inaceitável número de vítimas da violência no Brasil.

Esperamos que sejam implantadas, sem demora, medidas que possam conter essa violência e que seja dada a devida importância aos profissionais que atendem a essas ocorrências.

Vamos continuar a nossa luta sensibilizando as autoridades para, sem prejuízo das medidas para evitar esses eventos, fazer com que elas possam garantir que hajam profissionais treinados para atender a essas vítimas com a qualidade necessária.

Parabenizamos os colegas envolvidos, pela pronta e competente atuação e lembramos que sem profissionais capacitados, o número de mortes aumenta.

 

José Mauro da Silva Rodrigues

Presidente

Congresso SBAIT, Cursos, SBAIT

XIII Congresso SBAIT trouxe cursos inéditos aos participantes

A edição do XIII Congresso Brasileiro SBAIT reuniu uma programação focada em atender exatamente a demanda dos profissionais da área.

Os cursos pré-congresso estão entre os destaques , promovendo atualização nas áreas de Cirurgia do Trauma e Atendimento Pré-Hospitalar.

Pela primeira vez dois cursos estiveram na programação do Congresso SBAIT: o Curso Teórico -Prático de Resgate / Transporte Aeromédico  e o Curso Prático de Imobilização Pré-Hospitalar em Trauma. 

O Curso Teórico- Prático de Resgate / Transporte Aeromédico reuniu 36 inscritos entre médicos, enfermeiros e acadêmicos no dia 22 de agosto no aeroporto de Bacacheri, em Curitiba. O curso foi dividido em dois blocos, no período da manhã, com uma parte teórica, onde os instrutores trabalharam temas importantes como a legislação aeromédica no Brasil,  segurança e condutas , transporte e resgate aeromédico. No período da tarde os alunos foram participaram de estações práticas, finalizando com discussão de casos.

Curso Teórico-Prático de Resgate / Transporte Aeromédico

Participantes e instrutores do curso de resgate / transporte aeromédico

 

O também inédito Curso Prático de Imobilização Pré-Hospitalar em Trauma reuniu 15 participantes no dia 22 de agosto, e teve como objetivo ensinar e treinar o aluno na imobilização das vítimas de trauma, com demonstração e treinamento de várias técnicas, como uso do colar cervical, prancha de imobilização dorsal, cintos de fixação, etc. O curso, totalmente prático, foi realizado em esquema de rodízio em estações, permitindo aos participantes o treinamento de todas as técnicas demonstradas, contando com a supervisão de instrutores especializados no atendimento pré-hospitalar.

Curso Prático de Imobilização Pré-Hospitalar em Trauma

Participantes do Curso Prático de Imobilização Pré-Hospitalar em Trauma

Já o  Curso DSTC – Definitive Surgical Trauma Course, tradicional e reconhecido curso promovido pela SBAIT em parceria com a IATSIC ( International Association for Trauma Surgery and Intensive Care), com o objetivo de preparar cirurgiões já formados a abordarem lesões traumáticas graves, com estratégias e técnicas cirúrgicas avançadas. O curso foi realizado de 20 a 22 de agosto de 2018 na Associação Médica do Paraná e na Universidade Positivo, reunindo 28 participantes, de 9 estados do Brasil e instrutores nacionais e internacionais.

Curso DSTC

Participantes e instrutores do Curso DSTC

O XII Congresso Brasileiro SBAIT / XX CoLT ocorreu de 23 a 25 de agosto no Expo Unimed, em Curitiba e reuniu cerca de 1300 participantes.

 

 

Fechar