Centros de Trauma

SBAIT é representada em reunião com Ministro da Saúde sobre Centros de Trauma

Dr. Milton Steinman, professor e cirurgião do Hospital Israelista Albert Einstein e Coordenador do Grupo de Trabalho sobre Centros de Trauma da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT), participou no último sábado 26/06 de reunião no Palácio do Governo da Paraíba, em João Pessoa, e apresentou o projeto Trauma Brasil 2021-2030, que faz parte do Plano Nacional de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS).

Durante reunião do governador João Azevêdo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, neste sábado (26), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, foi apresentada a proposta de desenvolver na Paraíba um projeto piloto que visa à reestruturação da política de saúde pública para a rede de urgência e emergência no país.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a proposta apresentada pela gestão estadual será analisada e destacou a importância dos estudos na busca de novas informações e soluções. “Nós vamos fazer a análise técnica do projeto do Trauma e trabalhar em conjunto para instituir uma política de enfrentamento que traga resultados melhores para esse problema de saúde pública”, comentou.

“Este projeto é um dos pilares mais relevantes para a SBAIT. A organização e estruturação de Centros de Trauma acreditados é fundamental para que o atendimento ao doente traumatizado seja feito por quem está preparado para isto, ou seja, o Cirurgião de Trauma” afirma Tercio De Campos, presidente da SBAIT. “A oportunidade de uma reunião com o Ministro é fundamental para levarmos este projeto à frente” continua.

“Quando criamos o Grupo de Trabalho sobre Centros de Trauma, entregamos para o Dr. Millton Steinman sua liderança. O Dr. Milton Steinman é um dos membros mais engajados no projeto de melhorar o atendimento ao Doente Traumatizado, desde que fundou suas bases no projeto chamado Trauma 2030. Não poderíamos ter mais sorte em ter o Dr. Steinman liderando este projeto. Seus frutos já começam a ser vistos. Além da Paraíba, São José dos Campos, SP e Belém, PA, fazem parte de projetos semelhantes” finaliza Tercio De Campos.

Imagem: Educa Saúde Paraíba