Presidir a SBAIT nos próximos dois anos é uma grande honra e também um grande desafio, por toda sua luta histórica, repleta de garra, desde sua fundação. A responsabilidade é enorme! Que só poderá ser enfrentada com o apoio de todos os sócios. Manifestações de apoio não faltaram, o que me encoraja para um dos maiores desafios de minha carreira. Pretendo, juntamente com os membros da chapa e das comissões, fazer o melhor.

Alguns pontos considero os mais importantes, dentre muitos.

Dr Tércio de Campos (SP), presidente SBAIT 2019/2020

O primeiro é aumentar o número de sócios, para que nossa sociedade seja mais representativa e ganhe força frente às outras entidades médicas. Algumas ações podem auxiliar nesta expansão, como o oferecimento, de modo claro, de um pacote de benefícios para que seja atrativo ser membro da SBAIT. Outra ação é a participação de eventos nos diversos lugares de nosso país, desde interior do Rio Grande do Sul até o Amapá. Temos um potencial enorme para desenvolver. E o foco no aluno de medicina, no residente e no jovem cirurgião deve ser definido como um dos objetivos. A tecnologia nos auxiliará, facilitando as maneiras de associação, continuando o desenvolvimento iniciado nos últimos anos.

O relacionamento harmônico com outras sociedades considero como um ponto de grande importância. O Colégio Brasileiro de Cirurgiões, a Sociedade Pan-americana de Trauma, o American College of Surgeons, a European Society for Trauma & Emergency Surgery e a Associação Lusitana de Trauma e Emergência Cirúrgica são nossas principais referências na projeção do Trauma no Brasil e no mundo, com benefícios para todos. Os laços devem ser apertados.

Outro ponto relevante é o envolvimento em todos os cursos relacionado ao trauma. Desde cursos que surgiram graças ao empenho da SBAIT, como o DSTC, dentre outros, até o vínculo do ATLS à sociedade, algo que será benéfico para todos: sociedade, ATLS, alunos e instrutores. Os cursos terão papel fundamental nos próximos anos. As urgências não traumáticas deverão também ser abordadas. O aumento não planejado de escolas médicas e de vagas de medicina, sem o aumento proporcional de vagas de residência médica, deixará uma lacuna óbvia de aprendizado que deverá ser suprida, preferencialmente, por sociedades médicas responsáveis, que visam a educação como um benefício maior para a população. O vínculo de cursos a sociedades traz credibilidade para todos, além de promover a sociedade.

O registro de trauma tem também um papel fundamental. Só através do registro de trauma será possível obter dados sólidos e confiáveis sobre o trauma no país, com inúmeros benefícios para todos, tais como publicações científicas, proposição de políticas de saúde, comparação com dados de outros países, propostas de prevenção, além de termos o diagnóstico preciso do trauma em nosso país. E trabalharemos por isto com as pessoas que têm lutado muito nos últimos anos por esta causa.

A acreditação de hospitais e centros de trauma é outra importante ação para a afirmação da sociedade como um órgão responsável, que cuidará do trauma no país. A certificação de trauma, iniciada na gestão atual, deve ser continuada e disseminada, pois poderemos ter um grupo diferenciado de cirurgiões habilitados em trauma, que é a semente necessária para a afirmação da especialidade trauma no país e consequente melhor treinamento do residente que cuidará do trauma, com a formação de dois anos na especialidade.

E outro ponto de grande importância é o desenvolvimento de ações de prevenção ao trauma. Nitidamente, as ações de prevenção têm um impacto significativo para salvar vidas de milhares de jovens. O Maio Amarelo tem sido um marco da SBAIT, mês em que ações de prevenção têm sido disseminadas em todo o país. O espaço para a expansão destas ações é imenso, e é a melhor maneira de colocar a SBAIT na mídia. A marca SBAIT deve ser expandida para que possa ser mais valorizada.

A parte científica já tem duas ações programadas. A primeira é o Intergastro & Trauma, evento que ocorrerá em Campinas em maio de 2019, onde a SBAIT tem participado de modo ativo nos últimos anos como uma das apoiadoras do evento. Nesta ocasião, ocorrerá a posse festiva da próxima diretoria, que, na prática, inicia sua gestão em janeiro de 2019. O outro grande evento ocorrerá em novembro de 2020, com o Congresso da SBAIT associado ao Congresso Pan-americano de Trauma e Congresso Brasileiro das Ligas de Trauma. Este evento será realizado em São Paulo, com a expectativa de ser mais um marco para a SBAIT, assim como têm sido os últimos congressos.

Este projeto descrito acima não será construído em dois anos. Ele tem sido desenvolvido durante a última década, que tive o privilégio de acompanhar de perto. Tenho muito orgulho e felicidade de poder contar com o apoio dos presidentes da SBAIT e de seus fervorosos sócios, pois só há sentido nas ações em uma sociedade como a nossa, quando há harmonia e continuidade de projetos, que espero honrar, para o benefício de todos.

 

Dr. Tércio de Campos
Presidente  SBAIT

*Editorial Trauma BoleTEAM edição 23, dez/18