Em São José dos Campos (SP), mais de 400 estudantes participaram no dia 18 de setembro, de palestras  com destaque para a prevenção e alerta sobre os perigos da mistura de álcool e direção, em razão da Semana Nacional do Trânsito.

A Faculdade de Ciências Médicas – Humanitas realizou o seminário Álcool e Direção: um Trauma da Saúde Pública no Brasil. Um dos palestrantes foi o médico Tercio de Campos, chefe da equipe de emergência da Santa Casa de São Paulo e diretor da SbBAIT (Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado). Ele falou sobre a responsabilidade dos futuros médicos sobre a disseminação de atitudes responsáveis para evitar traumas de trânsito.

De acordo com levantamento apresentado, cerca de 60% dos leitos hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS) são ocupados por vítimas de acidentes de trânsito no país, dado que mostra o impacto direto destas ocorrências na saúde pública.

Acadêmica de medicina da instituição, Giulia Chagas ressalta que o tema tratado é fundamental na formação dela como pessoa e profissional. “Desde a primeira semana de aula, quando participamos do programa Party no Hospital Municipal, essa consciência sobre atitudes responsáveis no trânsito vem sendo construída.” Para ela, as informações sobre os efeitos do álcool e das drogas nas pessoas e na sociedade são impressionantes e deveriam ser amplamente divulgadas para que todos entendam os riscos e adotem um novo comportamento.

Na UNIP (Universidade Paulista), a palestra foi em parceria com a Polícia Rodoviária Federal. Nos períodos da manhã e noite, os alunos receberam orientações sobre os riscos de beber e dirigir, bem como a respeito da fiscalização de alcoolemia. Um bafômetro, equipamento que afere os níveis de álcool no organismo, foi apresentado aos jovens, que puderam fazer testes e quebrar mitos, como os efeitos do enxaguante bucal e bombom de licor numa blitz de Lei Seca.

Fonte: http://www.sjc.sp.gov.br

Foto: PMSJC