download

Do total de ciclistas acidentados avaliados no estudo, 78% deles sofreram traumatismo no crânio

Trauma em Ciclistas em São Paulo: é seguro andar de bicicleta?”, é título de um estudo realizado por alunos do curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) .

O uso da bicicleta como transporte ou lazer vem aumentando na capital paulista, e com isso, também vem sendo registrado um aumento no número de ciclistas acidentados. “Por um ano nós acompanhamos 68 ciclistas acidentados no PS da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP), o que representa, em média, mais de um ciclista por semana. Desse total, 23 utilizavam a bicicleta para lazer e 45 usavam para trabalho ou transporte. Ainda em cima do número total, cinco ciclistas morreram e, desses, todos tinham sinal de traumatismo de crânio e não estavam usando capacete”, detalha Dr Tércio de Campos, membro da diretoria da SBAIT , professor da FCMSCSP e um dos orientadores do estudo.

“Do total de ciclistas avaliados, 78% deles sofreram traumatismo no crânio”, explica Dr. Tércio, Segundo ele,  o uso de capacetes para ciclistas deveria ser obrigatório.

A pesquisa visa aumentar a conscientização e a segurança de ciclistas, apresentando a importância do uso de equipamentos de segurança, fiscalização, direitos e deveres dos ciclistas. O trabalho foi apresentado no 31º Congresso Brasileiro de Cirurgia, realizado em agosto, em Curitiba (PR).

Confira detalhes:

Pesquisa de alunos da FCMSCSP questiona: é seguro andar de bicicleta em São Paulo? ( Portal Conectar, FCMSCSP, Edição 73 | 9 de setembro de 2015)