Dr Paulo Carreiro na arguicao para a banca

Dr Paulo Carreiro na arguicao para a banca

No dia 14 de fevereiro de 2014 foi apresentado no Curso de Pós-Graduação em Ciências Aplicadas à Cirurgia e Oftalmologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, a tese de Doutorado do Membro da SBAIT Dr. Paulo Roberto Lima Carreiro.

O estudo denominado “Efeitos do fator XIII da coagulação, isolado e em associação à desmopressina e à hipotensão permissiva, em modelo de choque hemorrágico não controlado em coelhos” teve como orientador o Prof. Dr. José Renan da Cunha Melo e Co-orientador o Prof. Dr. Daniel Dias Ribeiro.

Banca e orientadores (esq para dir) com os Drs Edson, Sandro, Jose Renan, Daniel, Paulo, Vivian e Gustavo

Banca e orientadores (esq para dir) com os Drs Edson, Sandro, Jose Renan, Daniel, Paulo, Vivian e Gustavo. Fonte:Arquivo SBAIT

A banca foi composta pelos professores José Renan (presidente), Edson Samesima Tatsuo (UFMG), Vivian Resende (UFMG), Sandro Scarpelini (FMRP – USP) e Gustavo Pereira Fraga (Unicamp).

O estudo teve como objetivo avaliar os efeitos do fator XIII (FXIII) utilizado isoladamente ou em associação à hipotensão permissiva (HP) e à desmopressina (DDAVP) sobre a hemostasia. Foi utilizado modelo de choque hemorrágico não controlado em coelhos e 54 animais randomizados em 9 grupos (n=6): Grupo 1 – Sham (GS), Grupo 2 – FXIII mais reposição volêmica normotensiva (FXIII / RVN), Grupo 3 –FXIII / HP, Grupo 4 – FXIII / DDAVP / RVN, Grupo 5 – FXIII / DDAVP / HP, Grupo 6 – RVN, Grupo 7 – FXIII sem choque, Grupo 8 – FXIII / DDAVP sem choque e Grupo 9 – HP. Amostras de sangue foram colhidas no início e ao final do experimento e submetidas à tromboelastometria (ROTEM®).

Dr Paulo Carreiro durante a aula

Dr Paulo Carreiro durante a aula

Os autores concluíram: 1. A reanimação volêmica normotensiva sem o uso de nenhuma droga pró-coagulante constituiu a pior estratégia de reanimação e compromete a coagulação; 2.A hipotensão permissiva é a intervenção com melhor efeito sobre a coagulação; 3. O FXIII utilizado isoladamente no tratamento do choque hemorrágico melhora a coagulação e seu efeito é otimizado pela DDAVP; 4. A administração simultânea de FXIII e DDAVP protege contra os efeitos deletérios da reanimação normotensiva; e 5. A reanimação com hipotensão permissiva reduz o sangramento abdominal quando comparada à reanimação normotensiva, independentemente do uso de FXIII e DDAVP.

O Dr. Paulo Carreiro foi aprovado e a SBAIT parabeniza o seu associado, que também trabalha no Hospital João XXIII, pelo título de Professor Doutor recebido pelo conceituado programa de Pós Graduação da UFMG