Posts Populares

Campanhas

“No trânsito, dê sentido à vida” é o tema da Semana Nacional do Trânsito 2019

Com o objetivo de promover um trânsito mais seguro e, principalmente de conscientizar motoristas, ciclistas e pedestres na prevenção de acidentes, será comemorada de 18 a 25 de setembro, a Semana Nacional de Trânsito 2019.

Previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o evento será celebrado em todo o país com ações integradas pela sociedade, instituições públicas e privadas, associações e organizações não governamentais e por órgãos de trânsito.

Com o mote “no trânsito, dê sentido à vida”, o  Ministério da Infraestrutura e o Denatran pretendem , por meio das mensagens das peças publicitárias, promover a reflexão da sociedade para uma mudança de postura. São situações que ilustram a atenção e os cuidados que pedestres, ciclistas e motoristas devem ter na preservação da vida e no respeito às regras de trânsito.

As peças da campanha,  que serão distribuídas por todo o país,  estão disponíveis para utilização gratuita pelo site – https://infraestrutura.gov.br/campanha.html.

O material da campanha inclui artes para outdoors, busdoors, cartazes, mobiliários urbanos, papeis de parede e conteúdo para as redes sociais.

O Observatório Nacional de Segurança Viária ( ONSV),  propõe para a Semana Nacional de Trânsito 2019 a reflexão: “Como seria o trânsitos dos seus sonhos? “ , fazendo um paralelo com o Movimento Maio Amarelo de 2019, a campanha sugerida traz as crianças para imaginarem o
trânsito dos sonhos. A campanha do ONSV também está disponível para utilização e podem ser acessadas pelo endereço https://www.onsv.org.br/

 

 

 

Fonte:

https://infraestrutura.gov.br/campanha.html
https://www.onsv.org.br/

 

 

 

 

P.A.R.T.Y. Brasil

SBAIT renova parceria com o Programa P.A.R.T.Y. por mais 5 anos

No dia 13 de setembro, o coordenador de educação da SBAIT, Dr Gustavo P. Fraga reuniu-se no Sunnybrook Hospital, em Toronto, Canadá, com Corey Freedman, o novo coordenador do Programa P.A.R.T.Y. ( Prevenção do Trauma relacionado ao Álcool na Juventude). No encontro, que também contou com a presença de Jose Champ Noval, coordenador do P.A.R.T.Y. Canadá,  foi assinada a renovação do acordo de parceria. Dessa forma a SBAIT mantém o controle de 9 centros do Programa P.A.R.T.Y. no Brasil por mais 5 anos.

Fraga, Corey Freedman e Jose “Champ” Noval, coordenador do P.A.R.T.Y. Canadá

No encontro, Fraga aproveitou a oportunidade para apresentar o Movimento Maio Amarelo ( Yellow May) , convidando o Canadá a ser parceiro do Movimento a partir do próximo ano.

Corey Freedman é um paramédico treinado que ocupou recentemente o cargo de Gerente, Certificação e Padrões de Assistência ao Paciente no Ministério da Saúde no Canadá.

O Canadá foi o primeiro país a lançar o Programa P.A.R.T.Y. em 1986.  Atualmente ele é bem difundido em todo o Canadá e já se expandiu para outros países como: Austrália, Brasil, Japão, Alemanha e Estados Unidos, tendo mais de 1 milhão de jovens conscientizados. Inclui mais de 100 sites ao redor do mundo e continua a crescer e desenvolver-se tanto no Canadá quanto internacionalmente. .

O P.A.R.T.Y. foi implantado no Brasil pela USP de Ribeirão Preto/SP em 2008 e na Unicamp em Campinas em 2010 e hoje possui núcleos em Ribeirão Preto /SP, Campinas – Unicamp /SP, Vitória/ ES,  Campinas – PUC Campinas /  SP,  São Luis /MA, Sorocaba/  SP, São José dos Campos/ SP, Canoas/ RS e Maceió/ AL.

A SBAIT implantou o P.A.R.T.Y. Brasil em 2013, buscando a prevenção primária do trauma em jovens prestes a obter a Carteira Nacional de Habilitação, CNH.  O modelo seguido é utilizado em todo o mundo e seus resultados são reconhecidos pela comunidade científica internacional.


Saiba mais sobre o Programa :

Programa P.A.R.T.Y. – http://partyprogram.com/ 

P.A.R.T.Y. Brasil: https://programapartybrasil.wordpress.com 

Eventos

Membros SBAIT participam do XIII Congresso Brasileiro de Medicina de Tráfego

Ocorre em Brasília/DF desde o dia 12 de setembro, o XIII Congresso Brasileiro de Medicina de Tráfego e II Congresso Brasileiro de Psicologia do Tráfego, reunindo palestrantes especialistas da área de mobilidade urbana, combinando a perspectiva de pesquisas acadêmicas com casos e experiências da Medicina de Tráfego.

Dra Josiene Germano e Dr Antonio Onimaru, membros SBAIT, estão presentes participando como palestrantes no evento, apresentando juntos, o tema “APH – Atendimento Pré-Hospitalar : Atuação do médico de tráfego”. Dra Josiene também foi instrutora do curso pré-congresso – Curso APH – Atendimento Pré-Hospitalar, realizado nesta quinta-feira,12.

Dr Antonio Onimaru e Dra Josiene Germano

Durante o evento também foi lançado o livro “Medicina de Tráfego – Novos Temas”, no qual a Dra Josiene é uma das autoras, com a participação no capítulo ” O que o médico do Tráfego precisa saber sobre Atendimento Pré-Hospitalar”.

Dra Josiene Germano e Dr Ricardo Hegele, diretor científico da ABRAMET, no lançamento do livro

 

Autores do livro

O Congresso , que é uma realização da ABRAMET (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) e Abrapsit ( Associação Brasileira de Psicologia de Tráfego) segue até o dia 15 de setembro, no CICB – Centro de Convenções Internacional do Brasil.

Dra Josiene Germano e Dr Antonio Onimaru, no Congresso

Eventos

SBAIT presente no 2º Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável

O 2º Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável- Rodovias que perdoam ocorreu em 12 de setembro em Brasília/DF com o objetivo de promover um amplo debate entre a iniciativa pública, privada e sociedade  em torno do tema segurança viária.

O evento teve como proposta compartilhar as tecnologias relacionadas a vias e rodovias que tornem o ir e vir da sociedade mais seguro em seus mais variados modais e, principalmente, que permitam que, em caso de um acidente os envolvidos tenham possibilidade de sobrevivência com a menor sequela possível.

A SBAIT esteve representada no evento por seu presidente Dr Tércio de Campos, juntamente com outras Sociedades Médicas e Instituições interessadas no tema.

O evento foi uma realização do Observatório Nacional de Segurança Viária – ONSV, parceiro SBAIT.

 

Imagem: Dr Tercio de Campos , presidente SBAIT
Crédito: Arquivo SBAIT

Internacional

Membro honorário da SBAIT é o diretor do novo Centro de Trauma e Emergência do Qatar

No dia 09 de setembro foi inaugurado no Qatar, o Hamad General Hospital (HGH), o novo Centro de Trauma e Emergência, um dos maiores da região, com os mais recentes equipamentos e tecnologias médicas nos campos de atendimento e diagnóstico.

Dr. Sandro Rizoli,  membro honorário internacional da SBAIT , é o diretor médico do Hamad General Hospital. Rizoli está no Qatar desde janeiro de 2019, para ajudar na construção desse projeto e atuar como diretor desse Centro.

Na inauguração, Rizoli esteve acompanhado de Sua Alteza, Amir Sheikh Tamim bin Hamad al-Thani , autoridades locais, médicos e funcionários do HGH apresentando a todos o novo Centro de Trauma.

Dr Sandro Rizoli, diretor médico do Hamad General Hospital e membro honorário internacional SBAIT, apresenta à Sua Alteza o Amir Sheikh Tamim bin Hamad al-Thani , o novo centro de trauma

O novo centro marca uma significativa expansão dos serviços de trauma e emergência no Qatar, melhorando e ampliando a capacidade de cuidar de pacientes em necessidade de atendimento ao trauma do Hamad Center, o maior centro de trauma do Qatar, que recebe cerca de 2.000
casos anualmente.

O primeiro andar do novo centro possui atendimento exclusivo para trauma, urgência e instalações de cuidados intensivos, com cinco salas de trauma e emergência, equipados para transformarem-se em centros cirúrgicos, em casos da necessidade de intervenções cirúrgicas imediatas. Os outros três andares abrigam espaço para diagnóstico com equipamentos de última geração, incluindo Ressonância magnética, ultrassonografia e três tomografias computadorizadas.

“O novo centro não apenas oferece um amplo ambiente de cura equipado com as últimas tecnologias, mas também oferece desde a prestação de cuidados pelos melhores médicos, enfermeiras e pessoal clínico. Profissionais altamente treinados de todo o mundo foram recrutados e passaram muitos meses preparando-se para a abertura, através de uma série de exercícios de simulação. Sua experiência e conhecimento, juntamente com o nosso estado da instalação de arte e equipamentos modernos, garantirão a melhor  experiência de atendimento possível”, destaca Dr Abdulla al-Ansari, médico-chefe do HMC – Hamad Medical Corporation. 

Além disso, o novo centro de trauma e emergência possui um compromisso em proporcionar o atendimento ao trauma de alta qualidade, onde a experiência e conforto do paciente e da família é visto como fundamental para a jornada de recuperação do paciente.

Confira a matéria sobre a inauguração clicando no link:
Novo centro de Trauma é inaugurado no Qatar 

Teses

Membro SBAIT defende tese de doutorado na Faculdade de Medicina da USP

Ocorreu em 02 de setembro,na Faculdade de Medicina da USP, em São Paulo/SP, a defesa de tese de doutorado do membro SBAIT, Dr. Vinícius Cordeiro da Fonseca com o título: “Análise dos resultados do tratamento multidisciplinar de pacientes com fratura pélvica e choque, submetidos ao tamponamento extraperitoneal de pelve, no Hospital das Clínicas da FMUSP. “, no Programa de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica, sob orientação do Prof. Dr. Renato Sérgio Poggetti, membro SBAIT.

Prof. Dr. Renato Sérgio Poggetti com Dr. Vinícius Cordeiro da Fonseca

Participaram da banca examinadora os membros SBAIT:  Dr. José Gustavo Parreira, (coordenador do comitê de qualidade e registro de trauma SBAIT) e Dr. Sandro Scarpelini (ex-presidente SBAIT), Prof. Dr. Renato Sérgio Poggetti (ex-presidente SBAIT), além do Prof. Dr. Erasmo Simão da Silva (cirurgião vascular, livre-docente da FMUSP).

Este estudo foi possível graças à colaboração Prof. Edivaldo Utiyama, Professor titular da Cirurgia Geral e do Trauma da FMUSP, responsável pelo Serviço de Cirurgia de Emergência do Hospital das Clínicas da FMUSP onde foi realizado o estudo. Quando fui residente o professor titular era o Samir Rasslan, mas o estudo foi realizado quando o Prof. Edivaldo assumiu a cadeira das disciplinas de cirurgia geral e cirurgia do trauma”, destaca Dr. Vinícius.

A SBAIT parabeniza seu membro  Dr. Vinícius Cordeiro da Fonseca  , pela obtenção do título de doutor e deseja muito sucesso e conquistas.

 

Imagem em destaque: Prof. Dr. Erasmo Simão da Silva, Dr. José Gustavo Parreira, Dr. Vinícius Cordeiro da Fonseca,  Prof. Dr. Renato Sérgio Poggetti e Dr. Sandro Scarpelini ( da esq. para dir.) 

crédito imagens: arquivo pessoal

Parceiros

SBAIT participa de reunião de planejamento no Observatório Nacional de Segurança Viária

Evento ocorrerá em 12/09, em Brasília/DF

Nessa terça-feira, 03, os diretores da SBAIT Dr Gustavo P. Fraga ( Comitê de Educação), Dr. Danilo Stanzani ( Comitê de Prevenção) e o membro honorário e ex-presidente da SBAIT, Dr José Mauro da Silva Rodrigues, estiveram  reunidos com José Aurélio Ramalho, diretor presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV).  O encontro ocorreu na sede do  Observatório, em Indaiatuba /SP.

Um dos destaques da pauta foi  o 2º Seminário de Mobilidade Humana, Segura e Sustentável- Rodovias que perdoam , evento que será realizado no próximo dia 12, em Brasília/DF  com o objetivo de promover um amplo debate entre a iniciativa pública, privada e sociedade  em torno do tema segurança viária.

Segundo o Observatório, “a proposta do Seminário é compartilhar as tecnologias relacionadas a vias e rodovias que tornem o ir e vir da sociedade mais seguro em seus mais variados modais e, principalmente, que permitam que, em caso de um acidente os envolvidos tenham possibilidade de sobrevivência com a menor sequela possível”.

A SBAIT estará representada no evento, juntamente com outras Sociedades Médicas e Instituições interessadas no tema.

O Maio Amarelo 2020 também foi outro tema abordado durante a reunião.

 

Imagem em destaque:

Gustavo P. Fraga, José Ramalho, José Mauro e Danilo Stanzani, durante a reunião no ONSV 

Internacional

SBAIT estará representada no 1º Congresso do Capítulo dos Emirados Árabes Unidos do Colégio Americano de Cirurgiões, em Dubai

O secretário geral da SBAIT ,  Dr. Marcelo Ribeiro Jr. será, a convite do Capítulo local do  American College of Surgeons (ACS), o Chairman  do modulo “Masterclass a Nightmare of All Surgeons: Surgical disasters”, durante o 1º Congresso do Capítulo dos Emirados Árabes Unidos do Colégio Americano de Cirurgiões, que ocorrerá entre os dias 12 e 13 de setembro em Dubai.

O curso será focado em temas como Cirurgia de Controle de Danos, Manejo do abdome aberto e Fistulas entroatmosféricas, Trauma hepático além da realização do Stop the Bleed.

A Masterclass contará com a participação dos Drs. Brian Gavitt (USA / UAE), Mohamed Azfar (UAE) e Ahmed Al Sayari (UAE), que participarão com discussões de casos e aulas.

A oportunidade permitirá a aproximação da SBAIT com colegas do Oriente Médio, permitindo o intercâmbio de conhecimento e assim como o surgimento de novas parcerias para o futuro. Será também uma oportunidade de divulgar o Congresso que acontecerá em São Paulo em 2020.

Além disto, durante o evento estarão presentes mais sete convidados internacionais de diversas áreas da cirurgia representando a Itália, Egito, Kuwait, Arabia Saudita e Estados Unidos, este representado por Patricia Turner, Diretora do Colégio Americano de Cirurgiões.

Saiba mais sobre o evento em: https://acs-uae2019.com/

Internacional

Entrevista: Cirurgiã do Trauma compartilha sua rotina diária e desafios em uma missão humanitária

Conversamos com Nádia Gabriele Rudnick , associada SBAIT, que atualmente está em missão humanitária em Sudão do Sul, pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha – CICV.

Ela nos conta sobre seu dia a dia, seus desafios e perspectivas futuras. Confira e inspire-se!

 

Nadia Rudnick é uma das poucas cirurgiãs trabalhando em campo com o CICV. Ela está em missão no Sudão, onde permanecerá por dois meses. Antes de juntar-se ao time CICV, Nadia nunca havia trabalhado fora do Brasil. Uma experiência totalmente nova e um novo contexto para ela. Juba – 2019 – Florian Seriex / ICRC 

O que a fez decidir pela cirurgia do trauma?

Lembro como se fosse ontem sobre o primeiro dia que pisei num centro de trauma e senti, naquele mesmo dia, que era isso o que eu queria para a minha vida. Eu estava no quarto semestre da faculdade e foi no Hospital do Trabalhador, em Curitiba-PR, onde tive como preceptores o Dr Adonis Nasr, Dr Fabio de Carvalho, Dr Eduardo Martins, dentre outros. O Hospital do Trabalhador contribuiu muito para minha escolha, lá me sentia em casa. Acho que fiz quase todos os estágios disponíveis (Estágio no Pronto Socorro, ligante da LiaT, Voluntária do Trauma e internato). Durante um congresso SBAIT realizado em Porto Alegre, conheci o Hospital de Pronto Socorro e alguns preceptores da residência em cirurgia do trauma, como o Dr Ricardo Breigeiron. Decidi, então, fazer minha residência em cirurgia geral neste hospital, visto que lidaria com trauma durante a cirurgia geral também e em seguida faria a residência em cirurgia do trauma. A residência me proporcionou também participar do curso ATLS e após, ser instrutora do mesmo curso, visto que outra coisa que adoro é ministrar, especialmente sobre trauma.

O que a fez decidir por participar na missão humanitária?

Acho que essa é a pergunta mais difícil de responder, e nem eu mesma sei a resposta. No final da faculdade já sabia que queria ir para áreas de conflito para trabalhar com trauma. Acho que é uma força interna que te impulsiona a seguir esse caminho, realmente nunca consegui definir, nem em conversas com amigos. A única coisa que sempre soube era que queria sair em missão humanitária. Foi no congresso de trauma em Campinas que obtive meu primeiro contato com o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) e, um tempo depois, iniciei o processo de recrutamento.

Como está sendo sua experiência? Desde quando você está participando? Até quando ficará na missão?

Está sendo muito bacana e muito gratificante. Claro que temos muitos desafios, mas a equipe foi muito receptiva e está me dando todo o suporte. Está sendo um grande aprendizado e uma grande troca de experiências. Também fui muito bem acolhida pelos pacientes e pela população do Sudão do Sul em geral. Cheguei no começo de julho e fico até o início de setembro.

Florian Seriex ICRC

Florian Seriex ICRC

O local da missão é definido por você ou pelo CICV?

No meu caso, pelo menos, recebi a proposta para vir para o Sudão do Sul como minha primeira missão, de acordo com minha compatibilidade de datas e as datas disponíveis para o CICV. Como estou fazendo mestrado em Ação Humanitária Internacional na University College Dublin (UCD), tivemos que equilibrar o tempo disponível. E uma coisa muito interessante quando recebi a proposta: meu primeiro trabalho em equipe durante o mestrado foi sobre o Sudão do Sul! Então, fiquei muito empolgada em ir para minha primeira missão neste país.

Como é a sua rotina na missão?

Geralmente temos uma reunião logo no início da manhã e em seguida toda a equipe vai para o hospital. Então fazemos o round/visita e revisamos todos os pacientes. Em seguida vamos para o centro cirúrgico. Em média realizamos em torno de 5 procedimentos diários. Na sequência admitimos novos pacientes que são encaminhados de várias regiões do país. Temos regras de segurança específicas da organização, então há um toque de recolher no início da noite e há áreas definidas da cidade pelas quais podemos transitar e em quais horários. Tento manter algumas distrações no final do dia e finais de semana, como reunir amigos para jantar em algum restaurante ou na residência. Também assisto a filmes ou séries antes de dormir, para distrair a mente do trabalho.

Algo a marcou nessa experiência?

A força, a resiliência, a gentileza e a alegria da população que vive aqui no Sudão do Sul.

Florian Seriex / ICRC

Quais são seus planos?

Meus planos ainda não estão bem definidos. O que sei é que volto para Dublin para terminar o mestrado e pretendo partir para uma segunda missão ainda este ano. Ainda tenho um ano de mestrado pela frente.

Alguma mensagem aos membros SBAIT que tenham interesse em também participar numa missão?

Caso você realmente goste de trauma e sinta essa força interior que te impulsiona para essa direção e esteja disposto(a) a fazer alguns sacrifícios (como ficar longe da família e amigos, seguir regras de segurança, trabalhar com recursos limitados e com adversidades), você com certeza vai ter uma experiência gratificante. O CICV é uma organização que tem me proporcionado todo o suporte necessário, desde o primeiro contato. O CICV é uma excelente organização e vem fazendo um lindo trabalho. Me sinto orgulhosa em fazer parte desse time!

A SBAIT parabeniza Nádia por seu comprometimento com as missões humanitárias e por inspirar os membros SBAIT nessa trajetória. Agradecemos por sua disponibilidade e atenção ao conversar conosco, compartilhando sua experiência e também à equipe CICV, em especial a Florian Seriex , pelo envio das imagens.

Para saber mais sobre o Comitê Internacional da Cruz Vermelha e como pode participar, acesse: https://www.icrc.org/pt

 

Crédito imagens: Florian Seriex / ICRC

Internacional

Conheça Nádia, associada SBAIT, a única cirurgiã do trauma em missão humanitária no Sudão do Sul

Nádia Gabriele Rudnick, cirurgiã do trauma brasileira, associada SBAIT, é a única brasileira integrante da equipe do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) presente em missão em Juba, Sudão do Sul, um dos países afetados atualmente  pelo conflito armado onde os combates atingem milhões de pessoas, das quais, as mulheres e crianças representaram cerca de 30% dos pacientes feridos por armas em 2018.

No dia 17 de agosto, Nádia foi homeageada pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha em razão do  Dia Mundial Humanitário, em uma matéria especial no site do CICV.

Nádia, em missão humanitária CICV – Crédito: CICV / Florian Seriex

Nascida em Santa Catarina, Nádia estudou Medicina em Curitiba e fez residência no Hospital Pronto Socorro de Porto Alegre, em cirurgia geral e depois em cirurgia do trauma, com a equipe do Dr.  Ricardo Breigeiron, ex-vice-presidente da SBAIT.

Nádia diz que ao final do curso já sabia que queria seguir a carreira humanitária, enfoque de seu mestrado atual em ação humanitária internacional.

Essa é sua primeira missão humanitária com a equipe do CICV, e diz que sentiu-se muito acolhida pela população do Sudão do Sul recebendo também todo o suporte do time , o que já a fez decidir a voltar para uma segunda missão.

A SBAIT já possui estreito relacionamento com o CICV, que já participou de eventos SBAIT mostrando aos associados como participar de missões como essa. Um deles, foi o Intergastro & Trauma Campinas, em 2017, onde um stand do CICV recebeu muitos interessados em obter informações.

 

“Eu decidi que o que eu queria da vida era trabalhar com trauma e com pacientes vítimas de trauma”

Nádia Gabriele Rudnick 

 

Nádia Gabriele Rudnick, cirurgiã do trauma brasileira, associada SBAIT, em missão CICV.                                                                 Crédito: CICV / Florian Seriex

 

A SBAIT parabeniza Nádia pelo belo trabalho de dedicação e amor ao próximo,  levando por meio da cirurgia do trauma, esperança, conforto e vida para as vítimas. A cirurgia do trauma brasileira sente-se orgulhosamente representada nessa missão.

Saiba detalhes diretamente na matéria especial do Comitê Internacional da Cruz Vermelha:

Dia Mundial Humanitário: Brasileira é a única cirurgiã de trauma no Sudão do Sul


Informações e imagens: CICV

 

Fechar